(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Foragidos caem nas garras da Polícia

Segurança Comentários 09 de agosto de 2014

Policiais civis do Grupo de Capturas e Apoio Operacional (CAOP) de Anápolis, sob o comando do delegado regional, Álvaro Cássio Santos, prenderam, no dia 5 de agosto, mais um foragido da justiça. Ivani Leite dos Santos, de 38 anos, é acusado de cometer tentativa de estupro contra vítima de 13 anos


Policiais civis do Grupo de Capturas e Apoio Operacional (CAOP) de Anápolis, sob o comando do delegado regional, Álvaro Cássio Santos, prenderam, no dia 5 de agosto, mais um foragido da justiça. Ivani Leite dos Santos, de 38 anos, é acusado de cometer tentativa de estupro contra vítima de 13 anos.
O crime ocorreu em 2000, ano em que foi expedido Mandado de Prisão Preventiva. Desde então, Ivani estava foragido. Após intenso trabalho de investigação, ele foi localizado na cidade de Corumbá, em Goiás, onde foi preso e encaminhado ao Centro de Inserção Social de Anápolis.
No dia 1º de agosto, Emival Teodoro Mendes, de 38 anos, que também estava foragido da Justiça, só que há mais tempo, desde o ano de 1999. Emival é acusado de tentar matar as vítimas M.A.C. e S.A.C., no ano de 1999, logo após uma discussão em um bar situado no Setor Santo Antônio, em Anápolis. Para cometer tal ato, Emival teria utilizado uma faca. Após investigação, policiais do CAOPS conseguiram localizar e prender o acusado. Emival foi conduzido ao Centro de Inserção Social da cidade de Anápolis onde permanece à disposição do Poder Judiciário.
No final do mês de julho, a Polícia Civil já havia também chegado a outro foragido. Segundo o registro, ele é Francileuso Costa Sousa, de 32 anos, com dois mandados de prisão em aberto.
Segundo o delegado Álvaro Cássio, Francileuso foi condenado a pena de 21 anos pelo crime de latrocínio, ocorrido na cidade de Santa Maria, no Distrito Federal, em 2003. Após passar para o regime semi-aberto, ele não mais retornou ao sistema prisional, de onde estava foragido desde março de 2014.
De acordo com as investigações, Francileuso também é acusado de matar o próprio cunhado, em 2011, na cidade de Novo Gama, em Goiás. Pelo crime, ele foi condenado a pena de 13 anos de prisão em regime inicialmente fechado.
Após a publicação da sentença, um mandado de prisão foi expedido em julho do corrente ano, o qual foi cumprido pelos policiais civis. Francileuso foi conduzido ao Centro de Inserção Social de Anápolis, onde permanece à disposição do Poder Judiciário. (Fonte: Polícia Civil/3ª DRP)

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Segurança

Polícia Civil - Definidos novos nomes para as diretorias da corporação

10/01/2019

A Polícia Civil de Goiás divulgou, na última segunda-feira, 07, mais oito nomes que vão compor o quadro diretivo da insti...

Combate à perturbação do sossego público será intensificado em fevereiro

10/01/2019

Embora ainda esteja em fase de planejamento, a Assessoria Especial de Segurança Pública da Prefeitura de Anápolis já anun...

Solucionados casos de homicídio e de tentativa

20/12/2018

A Polícia Civil, por meio do Grupo de investigação de Homicídios (GIH) da 3ª Delegacia Regional de Anápolis, concluiu a...

Prefeitura e Polícia Civil anunciam o combate a condutores irresponsáveis

13/12/2018

Essa é a previsão do delegado de Trânsito Manoel Vanderic Filho e confirmada pelo assessor de Segurança Pública da Prefe...