(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Fiscalização no transporte intermunicipal é intensificada

Transporte Comentários 14 de setembro de 2012

Agência constatou muitas irregularidades e fez mais de 30 autuações em apenas três dias


A Agência Goiana de Regulação (AGR) realizou, durante a última semana, uma operação de fiscalização dos veículos das empresas regulares que fazem o transporte intermunicipal de passageiros no território goiano. A operação está verificando tanto as condições de segurança como as de funcionamento, higiene e conservação dos veículos.
Até quarta-feira,12, o primeiro balanço parcial apontou 114 abordagens e 33 autuações. Os 32 fiscais e as nove viaturas envolvidas também contam com escolta da PM. As principais infrações cometidas pelas empresas regulares foram a interrupção de serviço sem autorização da AGR; falta de documentação de porte obrigatório; utilização de veículos sem manutenção adequada; excesso de lotação e transporte de passageiros em pé; falta ou defeito em equipamento obrigatório e recusa de transporte gratuito nos casos previstos em lei. Os valores de multas variam entre R$ 400 e R$ 3,2 mil.
De janeiro a agosto deste ano, a Ouvidoria da AGR recebeu 582 reclamações e denúncias de usuários referentes ao mau funcionamento dos veículos, à falta de equipamentos de segurança e às más condições de higiene e conservação. Os usuários relatam problemas como poltronas soltas e estofamento rasgado, quebra constante e atrasos recorrentes. Nesse mesmo período foram registradas mais de oito mil abordagens de veículos, 523 multas e apreensões de veículos clandestinos e mais de duas mil multas no transporte regular especial.

Licitação
De acordo com o presidente da AGR, Humberto Tannús Júnior, a solução completa para os problemas enfrentados no transporte intermunicipal de passageiros em Goiás virá com a reestruturação de todo o sistema, processo que vem sendo preparado pela Agência e que culminará com a licitação de todas as linhas. Técnicos já estão analisando a primeira proposta do edital de licitação, que foi elaborada pelo Centro Interdisciplinar de Estudos em Transportes (CEFTRU), ligado à Fundação Universidade de Brasília (FUB), com o qual a AGR assinou convênio para desenvolver estudos que permitam a reestruturação do sistema. O edital deve ser publicado ainda este ano e o novo sistema deverá ter no mínimo 30% de veículos novos e o restante com no máximo sete anos e meio de uso.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Transporte

Frota terá gestão inteligente em breve

30/11/2017

O vereador João da Luz (PHS) repercutiu durante a sessão da Câmara Municipal realizada na última segunda-feira, 27, a vi...

Passagem reajustada após 18 meses

03/11/2017

Depois de, exatamente, um ano e meio, o valor da tarifa do transporte coletivo, em Anápolis, sofreu novo reajuste. A passage...

Passe livre estudantil para 15 mil estudantes em Anápolis

03/08/2017

Centenas de jovens lotaram o auditório do Senac, na tarde desta quinta-feira,03, para acompanhar a solenidade oficial de lan...

Gratuidade no transporte público ganha nova regulamentação

20/07/2017

Foi publicado no Diário Oficial da última quarta-feira,19, o Decreto nº 41.699, regulamentando a Lei Municipal nº 3.824, ...