(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

FCO vai financiar R$ 122 milhões em projetos rurais e empresariais

Economia Comentários 14 de agosto de 2014

Mais de 80 cartas-consultas foram aprovadas esta semana, em reunião do Conselho Deliberativo


O Conselho de Desenvolvimento do Estado do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) e o Banco do Brasil, aprovaram nesta quinta-feira, 14, R$ 143,17 milhões, para 86 cartas-consulta dos programas Empresarial e Rural, analisadas pelo Conselho Deliberativo do programa, durante Reunião Ordinária realizada na manhã desta quarta-feira. Desse total aprovado, o FCO financiará R$ 122,16 milhões.
Os recursos aprovados serão investidos em financiamentos no comércio, indústria, logística, estruturas diversas, beneficiamentos, aquisições e melhoramentos de matrizes e rebanhos, entre outros investimentos de portes mini, médio, pequeno e grande, pleiteados por produtores rurais e empresas goianas. As cartas-consulta analisadas e aprovadas vão contemplar empreendimentos em 80 municípios, levando benefícios de segmentos diversos como o da construção civil, maquinários, insumos, mobiliários e equipamentos; compras de matrizes de gado, formação de pastos, instalações e edificações, dentre outros.

Cartas-consulta
Foram aprovadas 31 cartas-consulta para o setor empresarial, totalizando R$ 74,7 milhões em recursos com o compromisso de geração de 779 empregos diretos. Para o setor rural, foram aprovadas 55 cartas-consulta no valor de R$ 47,4 milhões de recursos, ficando projetados 258 empregos diretos. Ao todo, serão 1.037 novos empregos diretos a serem criados em 80 municípios de todas as regiões do Estado.
De acordo com o secretário executivo do Conselho de Desenvolvimento do Estado do FCO em Goiás, Orcino Gonçalves da Silva Júnior, os recursos aprovados na Reunião “cumprem a finalidade de desenvolvimento socioeconômico proposto pelo Conselho de Desenvolvimento do Estado, que se preocupa com a geração de empregos e renda; com a elevação da qualidade de vida da população de Goiás e com o nosso futuro de Estado economicamente competitivo e forte”, disse.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Anápolis tem saldo positivo na geração de empregos em outubro

24/11/2017

Anápolis ficou na sexta posição entre os municípios goianos que mais abriram vagas de empregos formais em outubro e mante...

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...