(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Fazenda apresenta contas do 2º quadrimestre

Economia Comentários 30 de setembro de 2011

Seguindo o que determina a Lei de Responsabilidade Social, Prefeitura prestou contas à comunidade, com balanços e informações contábeis sobre a receita e a despesa das administrações central e descentralizada


Como determina a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), a Prefeitura de Anápolis promove nesta sexta-feira, 30, na Câmara Municipal, audiência pública para prestação de contas do segundo quadrimestre de 2011. A audiência é aberta ao público e acontece às 15 horas. Na oportunidade, o secretário municipal da Fazenda, José Roberto Mazon, irá apresentar um relatório de gestão fiscal referente ao período de maio a agosto deste ano.
Um material amplo que mostra a situação financeira da Prefeitura de Anápolis e onde são aplicados os recursos em cada setor. Na documentação consta ainda os demonstrativos da dívida fundada, ou seja, de longo prazo, os restos a pagar, a receita corrente líquida, corrente líquida total, receita tributária, patrimonial, transferências correntes, a despesa paga por Secretaria, aplicação na saúde, educação e das despesas com pessoal.
Segundo o secretário da pasta, José Roberto Mazon, mais do que uma obrigação prevista em lei que tem a finalidade de demonstração, avaliação e cumprimento das metas fiscais do segundo quadrimestre de 2011, é também um compromisso que a Prefeitura de Anápolis faz questão de cumprir para divulgar com transparência o trabalho realizado pela atual administração.

1º Quadrimestre
No dia 31 de maio foi realizada a audiência pública para a prestação de contas do primeiro quadrimestre de 2011. Na oportunidade, foi anunciada a aprovação do balanço geral da Prefeitura de Anápolis, no exercício de 2009, pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).
Esta foi a primeira vez que Anápolis conseguiu a aprovação de seus balanços anuais desde que a Lei de Responsabilidade Fiscal foi sancionada, no ano de 2001.
No primeiro quadrimestre, de janeiro a abril, a Prefeitura de Anápolis aplicou 15% dos recursos municipais na Saúde. Para a Educação foram destinados 25%. Os dados demonstram que a Prefeitura de Anápolis segue os índices constitucionais previsto em lei.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...