(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Famílias terão direito de acesso a prontuário de falecidos

Geral Comentários 05 de outubro de 2012

Justiça Federal determinou prazo de 10 dias para que o Conselho Federal de Medicina oriente médicos e hospitais


O Ministério Público Federal em Goiás (MPF/GO) obteve decisão favorável para assegurar o direito de familiares de ter acesso ao prontuário do paciente falecido. Em julho deste ano, o procurador da República Ailton Benedito de Souza promoveu ação civil pública para que isso ocorresse.
Em decisão interlocutória, a Justiça Federal determinou que o CFM, em dez dias, adote as providências para orientar os profissionais médicos e instituições de tratamento médico, clínico, ambulatorial ou hospitalar para fornecerem – quando solicitados pelos familiares (sucessores legítimos do paciente em linha reta ou colaterais até o quarto grau) – os prontuários do falecido. Outra rotina que deverá ser adotada é informar os pacientes da necessidade de manifestação expressa da objeção à divulgação do seu prontuário após a morte. Em caso de descumprimento, foi estipulada multa diária de R$ 50 mil.

Prontuário
Antes de buscar as vias judiciais, o MPF/GO expediu recomendação ao CFM para que elaborasse resolução que regulamentasse a liberação direta dos prontuários médicos de pacientes falecidos, para finalidades juridicamente lícitas, aos familiares. Além de não atender a recomendação, o CFM expediu um “parecer” (CFM n° 06/2010) definindo “ser vedada a liberação direta de prontuários médicos a parentes do morto, sucessores ou não”.
O Conselho Federal de Medicina (CFM), em nome do sigilo, passou a proibir a disponibilização do prontuário. Na interpretação equivocada do CFM, o direito ao sigilo, garantido por lei ao paciente vivo, deveria ser mantido após a morte como decorrência da preservação dos direitos de personalidade. Para o MPF, é ilícita a pretensão familiar de ter conhecimento do tratamento médico dispensado ao parente falecido.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Capitão Waldyr pode ser nome da Plataforma

13/07/2017

Decano da indústria, com uma folha de mais de 60 anos prestados aos classismo e, em especial, à Federação das Indústrias...

Prevista redução de construtores com novas exigências do MC

13/07/2017

A exigência do Ministério das Cidades para que todos os pequenos e médios construtores tenham o Cadastro Nacional da Pesso...

Anápolis presente no Conselho Nacional de Juventude

06/07/2017

A assessora de juventude da Secretaria Municipal de Cultura, Larissa Pereira, foi eleita para ocupar uma das três cadeiras d...

Ubiratan Lopes é empossado na presidência da FACIEG

29/06/2017

O empresário anapolino Ubiratan da Silva Lopes foi empossado na presidência da Federação das Associações Comerciais, In...