(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Faltam vacinas nos Postos de Saúde

Saúde Comentários 06 de novembro de 2015

Problema atinge vários municípios brasileiros, segundo Secretaria Municipal de Saúde


Quem foi, ou, ainda vai aos postos de saúde em Anápolis em busca de vacinas, pode encontrar uma desagradável surpresa: a falta delas. O problema, segundo a coordenadora de imunização da Secretaria Municipal de Saúde, Marly Malta, acontece porque a quantidade recebida pelo Município é bem menor que a demanda.


“A gente, geralmente, recebe as doses no início do mês. Só que, a quantidade não é suficiente para esperar a próxima entrega. Então, quem procura os postos no final do mês, realmente, não está encontrando as vacinas”, admite.


E, a situação não atinge somente Anápolis. A maioria dos municípios brasileiros enfrenta o mesmo problema. Isto, por uma série de fatores, segundo Marly Malta. A coordenadora de imunização explica que alguns laboratórios atrasaram a entrega, inclusive, por falta de matéria prima. Outras vacinas estariam retidas nas alfândegas. “Existem vacinas que estão em falta, inclusive, na rede particular”, diz.


Entre as que não estão disponíveis, hoje, nos postos de saúde estão: Pentavalente; Febre Amarela, Antitetânica e Tríplice Viral. A BCG, vacina recebida pelo bebê nos primeiros dias de vida, também, não foi entregue, mas ainda não está em falta, porque a Secretaria Municipal de Saúde dispõe de estoque.


O infectologista Marcelo Daher confirma que a situação, também, é crítica na rede particular. “Aqui estão faltando a Hexa e Penta Acelular e meningite B com poucas doses”, explica. O médico diz que não é bom que as crianças fiquem sem as vacinas. “Um atraso pequeno não tem muito problema, mas deve ser evitado ao máximo”, diz. Por isso, é importante procurar uma unidade particular ou posto de saúde antes de vencer o prazo limite para receber a dose.


Marly Malta afirma que os pais devem ficar atentos à idade do bebê para não correrem o risco de ficarem sem a vacina. “A mãe não precisa esperar a idade limite para procurar um posto de saúde. É preciso que ela procure com antecedência, porque mesmo se não tiver a vacina na hora, a gente faz um agendamento para a criança não correr o risco de ficar sem a dose”, explica.


As próximas doses das vacinas deverão ser entregues à Secretaria Municipal de Saúde na segunda feira, 09, e distribuídas nos postos no dia 10 de novembro. “A gente já deveria ter recebido as vacinas este mês, mas, por causa do feriado, houve um atraso”, diz Marly. Entretanto, não há previsão de quando a situação será regularizada.


A Sociedade Brasileira de Imunizações publicou em seu portal uma nota técnica sobre o caso. Leia:


“Lamentavelmente, estamos vivenciando nos últimos meses um período de escassez de vacinas combinadas contendo o componente pertussis acelular: vacinas quíntupla (DTPa-VIP/Hib) e sêxtupla (DTPa-VIP-HB/Hib). Essa indisponibilidade está afetando não só o Brasil, como vários países do mundo, inclusive da Europa.


Esta situação resulta de limitada capacidade de produção do antígeno pertussis acelular, bem como do aumento da demanda mundial pelas vacinas combinadas. A previsão de normalização na disponibilização dessas vacinas é somente para os primeiros meses de 2016 (fevereiro/março).


 


É desejável que os esquemas de vacinação sejam cumpridos com todas as doses administradas nas idades preconizadas e sem atrasos, assegurando assim a proteção adequada e precoce para os lactentes jovens. A interrupção de esquemas de vacinação primária pode levar a consequências dramáticas, especialmente para coqueluche e doença invasiva por Haemophilus influenza e tipo b (Hib).


Porém, diante da escassez das vacinas quíntupla (DTPa-VIP/Hib) e sêxtupla (DTPa-VIP-HB/Hib) preconizadas nos calendários da SBIm e da SBP, a Comissão Técnica de Revisão de Calendários e Consensos - SBIm sugere adotar estratégia que priorize grupo de maior risco (lactentes jovens, por exemplo) até que a situação seja normalizada.”

Autor(a): Ana Cláudia Oliveira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Projeto atende a quase 800 pacientes que estavam na fila

26/05/2017

Há dois anos, a auxiliar de limpeza, Lídia dos Reis, 38, sentia fortes dores de vesícula. As pedras acumuladas no órgão ...

Dengue recua, mas população não deve baixar a guarda

26/05/2017

Em que pese as estatísticas demonstrem um recuo bastante significativo de casos de dengue em Goiás e, particularmente, em A...

Infectologia tem jornada sábado

18/05/2017

A Sociedade Goiana de infectologia realiza neste sábado, 20, a I Jornana de Infectologia de Anápolis. As palestras têm por...

Como superar o fim de um relacionamento?

27/04/2017

Ter o ‘coração partido‘ é uma das experiências mais traumáticas da vida. No entanto, de acordo com um estudo da Univ...