m estudo realizado por pesquisadores da Universidade Cambridge, na Grã-Bretanha, em conjunto com a Rand Europe, um" />
(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Falta de sono interfere mais do que o álcool na produtividade

Saúde Comentários 04 de junho de 2015

Estudo realizado por pesquisadores da Grã-Bretanha descobriu que a falta de sono é uma das principais razões para a baixa produtividade no trabalho


m estudo realizado por pesquisadores da Universidade Cambridge, na Grã-Bretanha, em conjunto com a Rand Europe, um instituto de pesquisa britânico, descobriu que a falta de sono é uma das responsáveis pela baixa produtividade no trabalho. Para surpresa dos cientistas, o consumo de bebidas alcólicas, o tabagismo e a alimentação não foram fatores tão relevantes para a produtividade.


A pesquisa analisou dados de 21.000 funcionários de empresas que participaram do concurso "A empresa mais saudável da Grã-Bretanha". Os resultados mostram que aqueles que dormiam durante seis horas ou menos por noite foram notavelmente menos produtivos do que os participantes que dormiram entre sete e oito horas.


Outros fatores, como preocupações financeiras, problemas de saúde mental (como depressão), problemas musculoesqueléticos e falta de exercício físico também afetaram a produtividade dos trabalhadores.


Aqueles que se sentiram intimidados ou estavam sob prazos muito apertados eram menos produtivos. Shaun Subel, diretor de estratégia da Vitality Health, disse ao jornal americano Financial Times que o estudo mediu os efeitos de produtividade a curto prazo.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Necessidade da vacinação infantil

12/07/2018

Há o risco da criação de bolsões de crianças não vacinadas contra as doenças infectocontagiosas. O secretário Estadua...

Meta é vacinar 364 mil crianças

12/07/2018

Até o dia 20 próximo, Goiás vai receber do Ministério da Saúde 455.900 doses de vacina contra pólio (paralisia infantil...

Meta é vacinar 364 mil crianças

12/07/2018

Até o dia 20 próximo, Goiás vai receber do Ministério da Saúde 455.900 doses de vacina contra pólio (paralisia infantil...

Terapias integrativas para pacientes com câncer

12/07/2018

Prestar atendimento pré-hospitalar de urgência e com excelência à população o mais rápido possível. Essa é a missão...