(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Falta de sono interfere mais do que o álcool na produtividade

Saúde Comentários 04 de junho de 2015

Estudo realizado por pesquisadores da Grã-Bretanha descobriu que a falta de sono é uma das principais razões para a baixa produtividade no trabalho


m estudo realizado por pesquisadores da Universidade Cambridge, na Grã-Bretanha, em conjunto com a Rand Europe, um instituto de pesquisa britânico, descobriu que a falta de sono é uma das responsáveis pela baixa produtividade no trabalho. Para surpresa dos cientistas, o consumo de bebidas alcólicas, o tabagismo e a alimentação não foram fatores tão relevantes para a produtividade.


A pesquisa analisou dados de 21.000 funcionários de empresas que participaram do concurso "A empresa mais saudável da Grã-Bretanha". Os resultados mostram que aqueles que dormiam durante seis horas ou menos por noite foram notavelmente menos produtivos do que os participantes que dormiram entre sete e oito horas.


Outros fatores, como preocupações financeiras, problemas de saúde mental (como depressão), problemas musculoesqueléticos e falta de exercício físico também afetaram a produtividade dos trabalhadores.


Aqueles que se sentiram intimidados ou estavam sob prazos muito apertados eram menos produtivos. Shaun Subel, diretor de estratégia da Vitality Health, disse ao jornal americano Financial Times que o estudo mediu os efeitos de produtividade a curto prazo.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Saúde realiza vacinação contra a gripe até dia 26 de maio

19/04/2017

A 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começou na última segunda-feira, 17, e as vacinas estão disponívei...

Vereadora consegue recursos para castração de animais

19/04/2017

A vereadora Thaís Souza (PSL) conseguiu junto ao deputado estadual Lincoln Tejota (PSD), uma emenda de R$ 180 mil será dest...

Medo da febre amarela? tire suas dúvidas

07/04/2017

Desde 1980 o Brasil não registrava um surto tão grande de febre amarela. De dezembro para cá, houve 2 104 casos notificado...

Dengue recua, mas a população ainda precisa ficar atenta e manter o combate

07/04/2017

A população anapolina pode comemorar. Os registros oficiais da Secretaria Estadual de Saúde, referentes à semana 13- de 0...