(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Exportações caem no primeiro quadrimestre

Economia Comentários 26 de maio de 2017

Nos quatro primeiros meses deste ano, as vendas externas feitas por Anápolis caíram 9,28%. As importações cresceram na comparação


Os dados da balança comercial dos municípios, divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) apontam que no primeiro quadrimestre deste ano, ou seja, de janeiro a abril, as exportações feitas por Anápolis registraram uma queda de 9,28%, na comparação com o mesmo período do ano passado. Neste ano, o volume com as vendas externas ficou em cerca de US$ 44,7 milhões, contra US$ 49,3 milhões apurado no ano passado. Contribuiu para esta queda, o desempenho ruim ocorrido nos meses de fevereiro e de abril, quando os volumes de exportação, nos respectivos meses, foram de US$ 1,2 milhão e de US$ 1,8 milhão. Nos meses de janeiro e março, as vendas externas fecharam acima da casa dos US$ 20 milhões, o que evitou uma queda ainda maior na avaliação.
Na série histórica, desde o ano 2000, quando a balança dos muncípios começou a ser divulgada, as importações feitas por Anápolis foram sempre muito superiores às exportações. Os dados de agora refletem este comportamento. De janeiro a abril deste ano, as compras internacionais somaram um volume de US$ 508,5 milhões, contra US$ 384,2 milhões do mesmo período de 2016. Na comparação, a diferenmça foi de 32,34%.
Em relação à corrente de comércio, que é a soma das exportações e das importações, o crescimento foi de 27,60%. De janeiro a abril deste ano, o volume apurado foi de US$ 553,3 milhões, contra US$ 433,6 milhões do mesmo período do ano passado.
Os principais mercados de destino das exportações feitas por Anápolis, segundo os dados do MDIC, são: Países Baixos/Holanda (90,32% de participação); França (3,10%); Chile (1,13%); Cuba (1,07%); Argentina (0,78%); Coréia do Sul (0,68%); Nigéria (0,67%); Bolívia (0,51%); Espanha (0,22%) e Paraguai (0,21%).
Já os principais fornecedores internacionais, são: Alemanha (26,23% de participação); Coréia do Sul (19,23%); Estados Unidos (17,05%); Suíça (17,05%); China (11,72%); Índia (5,28%); Japão (3,76%); Itália (2,25%); Rússia (1,78%) e México (1,57%).
Entre os principais itens das exportações, estão: Tortas e outros resíduos sólidos da extração do óleo de soja; Preparações e artigos farmacêuticos indicados; Adubos (fertilizantes) minerais ou químicos, azotados e Matérias vegetais ou minerais de entalhar, trabalhadas e suas obras.
Na lista dos produtos importados, estão: Sangue humano; sangue animal preparado para usos terapêuticos, profilácticos ou de diagnóstico; anti-soros, outras fracções do sangue, produtos imunológicos modificados, mesmo obtidos por via biotecnológica; vacinas, toxinas, culturas de microrganismos; Medicamentos; Automóveis de passageiros.
RANKING
Com a queda no volume de exportações, Anápolis deixou de figurar na lista dos 10 municípios goianos que mais exportam e, agora, ocupa a 13ª posição. A lista é composta de 71 cidades goianas. No ranking nacional, Anápolis ocupa a 241ª posição, de uma lista formada por 2.348 municípios exportadores. Em relação às importações, Anápolis ocupa o 1º lugar em Goiás e, no ranking nacional, está em 24º lugar.
Os 10 maiores exportadores de Goiás, são: Rio Verde, Alto Horizonte, Itumbiara, Luziânia, Barro Alto, Ouvidor, Jataí, Mozarlândia, Silvânia e Palmeiras de Goiás. Os 10 maiores importadores, são: Anápolis, Catalão, Aparecida de Goiânia, Goiânia, Rio Verde, Senador Canedo, Jataí, Itumbiara, Alto Horizonte e Barro Alto.

Autor(a): Ferreira Cunha

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

CDL diz que vendas tendem a reagir

14/09/2017

Com um índice inferior ao registrado no conjunto dos municípios goianos, as vendas no comércio varejista de Anápolis caí...

Corrente de comércio supera US$ 1,2 bi

08/09/2017

Dados divulgados pelo Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior apontam que o volume de importações e...

Produção de 2017 daria para alimentar goianos por 13 anos

08/09/2017

Em 2017, a produção agrícola de Goiás alcançou 22 milhões de toneladas. Esta produção seria suficiente para alimentar...

Casa do ex-prefeito Anapolino de Faria está sendo restaurada

18/08/2017

Projetada por um dos mais importantes e conhecidos arquitetos do Brasil, Oscar Niemeyer, a casa do ex-prefeito Anapolino de F...