(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Exportações de Anápolis marcam recorde histórico

Economia Comentários 29 de maio de 2011

Números divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio exterior mostram exportações ainda em alta. As importações também cresceram mas em escala bem menor


Nos quatro primeiros meses de 2011, as exportações feitas por Anápolis já alcançaram um volume recorde na série histórica, desde o ano 2000. O resultado da balança comercial dos municípios, que acaba de ser divulgado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e Secretaria de Comércio Exterior, apurou que de janeiro a abril deste ano, as exportações somaram US$ 72,8 milhões. Esse resultado é 291% superior ao registrado no mesmo período de 2010.
Em mais de 10 anos, este foi o melhor resultado das exportações feitas pelo Município. Até então, a melhor marca havia sido alcançada no ano de 2009, com o volume de negócios, ao longo de 12 meses, fechando em US$ 68,1 milhões. Este ano, as vendas externas foram fortemente influenciadas pelo bom desempenho auferido nos meses de março e abril, com volumes de US$ 24,7 milhões e US$ 34,4 milhões, respectivamente.
Os Países Baixos (Holanda) são o principal destino das vendas externas, com participação de 53,9% do total comercializado no período, representando um volume de US$ 39,2 milhões. Em seguida vem a China, com participação de 16,4%; Alemanha, 13,8%; Irã, 4% e França, 3,3%. O complexo soja lidera a pauta das exportações, com participação superior a 90%. Outros itens são os medicamentos e insumos, carnes, dentre outros.
Em relação às importações, os números do MDIC mostram que as compras de outros países também cresceram, mas numa proporção bem inferior no primeiro quadrimestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2010. A variação foi de apenas 29,6%, sendo que este ano, o volume das importações no primeiro quadrimestre foi de US$ 995,9 milhões contra US$ 737,4 milhões no ano passado. Os principais itens da pauta de importação são os veículos e autopeças e, também, medicamentos e insumos para a indústria farmacêutica. A Coréia do Sul é o principal fornecedor, com participação de 66% do total das importações, representando um volume de US$ 631,5 milhões de janeiro a abril deste ano. Em segundo lugar vem os Estados Unidos, com participação de 11,4%; Suíça, 8,7%; Alemanha, 3,2%. A China aparece na quinta posição, com participação de 2,2%.

Evolução das Exportações
2000 - US$ 322 mil
2001 - US$ 2,9 milhões
2002 - US$ 621 mil
2003 - US$ 2,6 milhões
2004 - US$ 14,3 milhões
2005 - US$ 38,7 milhões
2006 - US$ 47,9 milhões
2007 - US$ 36,9 milhões
2008 - US$ 17 milhões
2009 - US$ 68, 1 milhões
2010 - US$ 51 milhões
2011 - US$ 72, 8 milhões (*)
(*) Resultado do 1º quadrimestre
Fonte: MIDICSecex

Evolução das Importações
2000 - sem registro
2001 - US$ 69,1 milhões
2002 - US$ 50,2 milhões
2003 - US$ 52,6 milhões
2004 - US$ 86 milhões
2005 - US$ 160, 9 milhões
2006 - US$ 390,4 milhões
2007 - US$ 771,1 milhões
2008 - US$ 1,3 bilhão
2009 - US$ 1,5 bilhão
2010 - US$ 2,5 bilhão
2011 - 955,9 milhões (*)
(*) Resultado do 1º quadrimestre
Fonte: MIDICSecex

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...