(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Exportações crescem no quadrimestre

Economia Comentários 29 de maio de 2009

As estatísticas mostram que Anápolis passa por um período de vigor econômico. As exportações pelo município subiram quase 600%, comparando-se o primeiro quadrimestre deste ano com o de 2008


Os números da economia anapolina continuam trazendo surpresas positivas. Segundo reportagem publicada na última edição do CONTEXTO, a arrecadação do Imposto Sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), cresceu quase 50%, de acordo com dados da Delegacia Regional de Fiscalização da Fazenda Estadual. Agora é a vez do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) revelar que, no primeiro quadrimestre deste ano, as exportações no município cresceram nada menos que 599,64%, em relação ao mesmo período de 2008. As importações, embora em valores nominais muito superiores às vendas externas, tiveram, no somatório dos quatro primeiros meses de 2009, um decréscimo 8,66% na comparação com o mesmo período de 2008.
Segundo o levantamento do MDIC, de janeiro a abril deste ano, o volume de exportações foi de US$ 27.784.503, contra apenas US$ 3.971.259 no primeiro quadrimestre de 2008. O volume de importações este ano, soma US$ 329.298.500. No ano passado, no mesmo período, as compras do estrangeiro somaram US$ 360.524.747 no primeiro quadrimestre. O pico de vendas externas neste ano foi no mês de março, com o total de US$ 10.266.837. Foi também em março que se registrou o maior volume de compras de outros países, no total de US$ 127.440.699.
Em relação ao mês de abril deste ano, as exportações somaram US$ 9.628.850, sendo que os bens intermediários - alimentos e bebidas e insumos industriais - representaram 96,89% da pauta dos negócios. Já as importações ficaram em US$ 64.567.489. Os bens de consumo duráveis e não duráveis, em abril, lideraram as compras de outros países. O saldo da balança fechou em déficit de US$ 54.938639.
Os principais mercados das exportações partindo de Anápolis, no mês de abril, foram: República Islâmica do Irã; França; República da Coréia do Sul; Eslovênia; Argentina; Estados Unidos; Angola; China, Nigéria e Venezuela. Por outro lado, as compras internas tiveram como principais mercados de origem: República da Coréia do Sul; Estados Unidos; Suíça; Índia; Alemanha; Japão; China; França, Federação da Rússia e Itália.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...