(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Exportações começam ano bem em Anápolis

Economia Comentários 27 de fevereiro de 2015

Vendas externas com tendência de crescimento nos últimos anos. Em janeiro, as exportações feitas por Anápolis começaram aquecidas


O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC) divulgou os dados da balança comercial dos municípios, referente a janeiro de 2014. E, os números apontam que as exportações feitas por Anápolis começaram bem o ano. O volume de vendas para o exterior, no primeiro mês do ano, ficou em US$ 21,6 milhões, contra apenas US$ 3 milhões registrado no mês de janeiro de 2014. Uma diferença absoluta de US$ 18,5 milhões.
Em relação às importações, houve queda no volume de US$ 208 milhões apurado em janeiro de 2014, para US$ 121,3 milhões no mesmo mês deste ano. Ou seja, uma diferença absoluta, a menor, de US$ 86,6 milhões. Em função do bom resultado das exportações, o saldo da balança comercial de Anápolis (exportações - importações), em janeiro de 2015, fechou com déficit de US$ 99,7 milhões, enquanto que no primeiro mês de 2014, o déficit registrado foi de US$ 204,9 milhões.
O aumento no volume das exportações é uma tendência que vem, portanto, se mantendo desde 2011. No ano passado, foi batido o recorde histórico do Município, nas avaliações que são tomadas desde o ano 2000. Em 2014, as exportações superaram a casa de US$ 288 milhões. As importações, ao contrário, têm apresentado queda 2012 para cá. O recorde na série histórica foi firmado em 2011, quando as compras internacionais bateram mais de US$ 3,168 bilhões.
Segundo ainda o MDIC, com base na pesquisa de janeiro deste ano, a lista das nações cujas exportações são feitas por Anápolis, é liderada pelos Países Baixos (Holanda), com 93% de participação no volume total, seguido pelos Estados Unidos (4,48%); China (0,42%), Angola (0,35%) e Argentina (0,27%). Os principais fornecedores internacionais, conforme o levantamento para o primeiro mês de 2015, são: Alemanha (31,84% de participação); Coréia do Sul (22,04%); China (8,57%); Índia (7,33%) e a Suíça (6,84%).
Entre os principais produtos exportados por Anápolis estão a soja e derivados, carnes e medicamentos. Os produtos importados, em sua maioria, são insumos de medicamentos e medicamentos, veículos e partes de veículos.

Goiás
Os destaques das exportações goianas em janeiro de 2015 foram as commodities do complexo de minério (US$ 138,453 milhões ou 34,4%), puxadas pelo sulfeto de cobre US$ 53,848 milhões ou 13,4%. Depois dos minérios veio o complexo carne (US$ 91,851 milhões ou 22,8% com destaque para a carne bovina com US$ 59,366 milhões exportados ou participação de 14,8% nas exportações; o milho e seus derivados também apresentaram destaque com 14,9% de participação nas exportações com valor de US$ 60,134 milhões. Finalmente, o complexo soja (US$ 32,092 milhões ou 8,% de participação).
Os principais destinos das exportações goianas em janeiro de 2015 foram, pela ordem: China US$ 61,777 milhões (15,3%); Países Baixos (Holanda) US$ 41,089 milhões (10,2%); Vietnã US$ 32,861 milhões (8,2%); Índia US$ 25,062 milhões (6,2%); Hong Kong US$ 21,335 milhões (5,3%), Suíça US$ 21,108 milhões (5,2%) e Espanha US$ 19,211 milhões (4,8%).
Os municípios líderes em exportação em 2015 foram: Alto Horizonte US$ 53,848 milhões (13,4%); Crixás com US$ 28,025 milhões (7%); Barro Alto com US$ 22,304 milhões (5,5%); Anápolis US$ 21,649 milhões (5,4%); Rio Verde US$ 18,779 milhões (4,7%); Ouvidor US$ 17,841 (4,4%); Itumbiara US$ 16,822 (4,2%); Mozarlândia com US$ 15,903 milhões (3,9%), Palmeiras de Goiás com US$ 13,907 milhões (3,5%) e Quirinópolis com US$ 11,795 milhões (2,9%). Esses municípios respondem por 55% das exportações goianas.
Também, os municípios de Anápolis e Catalão importaram, sozinhos, 74,7% do total importado no mês pelo Estado de Goiás, ou US$ 184,036 milhões.

Evolução das Exportações
2010 - US$ 51,4 milhões
2011 - US$ 239 milhões
2012 - US$ 245,7 milhões
2013 - US$ 271,2 milhões
2014 - US$ 288 milhões

Evolução das Importações
2010 - US$ 2,517 bilhões
2011 - US$ 3,168 bilhões
2012 - US$ 2,249 bilhões
2013 - US$ 2,312 bilhões
2014 - US$ 2,166 bilhões

Resultados de Janeiro/2014
Exportações - US$ 3 milhões
Importações - US$ 208 milhões
Saldo Comercial - US$ - 204,9 milhões

Resultados de Janeiro/2015
Exportações - US$ 21,6 milhões
Importações - US$ 121,3 milhões
Saldo Comercial - US$ - 99,7 milhões

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...