(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

“Estou abandonando a política”

Política Comentários 10 de setembro de 2011

Ex-Prefeito, que nasceu para a política como vereador no PT, migrando, depois, para o PSB e, hoje filiado ao DEM, disse que seu tempo de político chegou ao fim


“Estou, ainda, no Democratas devido à grande consideração que tenho por duas pessoas. O Ronaldo (deputado federal Ronaldo Caiado) e o Claudinho (ex-vereador Cláudio D’Abadia de Paiva). Mas, dentro de alguns dias vou encaminhar a carta de desfiliação e dou por encerrada minha vida política. De agora em diante, vou cuidar da minha profissão”. Com tais palavras o Ex-Prefeito Pedro Sahium assegurou que está deixando vida pública, devendo continuar sua atividade profissional, lecionando na Universidade Estadual de Goiás e em outras escolas de nível superior. Sahium é formado em Ciências Sociais com mestrado na Espanha e uma série de outras especializações. Vai, agora, iniciar a preparação para o Doutorado. Perguntado se sai da política com algum ressentimento, ele disse que não. “Entrei muito jovem, fui vereador por oito anos, fiz um bom trabalho. Basta ver projetos meus que foram transformados em lei e deram certo. É o caso, por exemplo, da instalação de elevadores nos ônibus do transporte coletivo para facilitar o aceso dos cadeirantes. Também é de minha autoria a lei que limitou o espaço para a exposição de filmes e revistas de conteúdo sexual, em locadoras e bancas de revistas, sem contar uma série de outros trabalhos importantes”, disse Sahium.
Sobre sua trajetória como prefeito (era vice de Ernani de Paula - PPS - assumiu o cargo com a cassação deste e, se reelegeu depois) Sahium disse ser muito grato a tudo o que aconteceu. “Fiz muito pela minha terra natal quando a governei. E tive o privilégio de, sendo filho desta terra, administrá-la, justamente, no ano de seu centenário (2007), coisa que a história vai perpetuar. Recebi uma prefeitura, como todos sabem, totalmente sucateada. Em pouco mais de dois anos o Gabinete Municipal já havia sido mudado umas cinco vezes. Sem contar os salários atrasados; o funcionalismo revoltado; a energia elétrica cortada, a Administração sem crédito para comprar uma caneta na praça”, justificou.
Rejeição
Sobre a rejeição de suas contas referentes ao ano de 2007, em tramitação na Câmara Municipal, Sahium disse que não se incomoda. “Rejeitaram alguns pontos contábeis. O Tribunal de Contas dos Municípios não é um órgão político. Encontraram algumas falhas contábeis e devolveram o documento para a Câmara. O que precisa se observar é o problema como um todo. Se a Câmara Municipal não olhar para a questão política, e acredito que isto não vai acontecer, os vereadores tomarão conhecimento de que já enviei as devidas correções ao Tribunal de Contas e, mesmo não sendo necessário, estou providenciando a mesma coisa para a Câmara. Sem contar que o Amilton Batista (Presidente da Câmara Municipal) teve de mandar refazer o processo que estava desaparecido. Mas, não existe nenhum temor de minha parte”, alegou Pedro Sahium. Sobre a cassação de seu mandato e ele haver terminado o governo sob a garantia de recurso, o Ex-Prefeito salientou que “tudo está dentro da lei. Houve uma condenação e eu recorri. Estou esperando o resultado final. Ninguém, de acordo com a lei, pode afirmar que tive meu mandato cassado, até porque, cumpri-o na integralidade, fiquei até o último dia. Como então dizer que fui cassado?”, alega Sahium.
Sobre a repercussão política deste assunto o Ex-Prefeito alega que “ela é o que menos importa hoje. Não sou candidato a nada, não vou ser candidato a nada. Tenho todo o tempo para corrigir as falhas técnicas de meus balancetes e estou certo de que não só de 2007, mas, também, de 2008 teremos algumas dificuldades. Todavia, é assim mesmo. Vejam o caso do Pedro Wilson, ex-prefeito de Goiânia. Ele, por muito menos, enfrentou grande carga de críticas e denúncias, e sofreu prejuízos políticos irreparáveis e, depois, chegaram à conclusão de que não havia nada contra ele”, disse Sahium.
O ex-prefeito disse, também, que o atual Chefe do Executivo, Antônio Gomide, “está fazendo um excelente trabalho e desejo toda sorte a ele”. Mas ressaltou que nem por isso, Gomide estaria imune de um questionamento técnico no Tribunal de Contas dos Municípios. Sahium confidenciou que durante seu governo enfrentou muitos problemas, inclusive na questão da desonestidade em alguns setores. “Tivemos, infelizmente, pessoas corruptas, o que, por sinal, vem sendo uma praga no serviço público. Vejam, por sinal, o que está acontecendo no Governo Federal”, declarou. Pedro Sahium disse, finalizando, que deixa a vida pública com um saldo altamente positivo. “Como Prefeito acabei com o drama dos salários atrasados de servidores da ativa e dos aposentados e pensionistas. O ISSA (Instituto da Seguridade Social dos Servidores Municipais) ganhou uma sede própria; recapeamos o asfalto de todo o centro da Cidade; construímos nove escolas; implantamos o SAMU e o Rápido; criamos o Programa Saúde da Família em mais de 30 bairros e resolvemos uma série de problemas crônicos que existiam, sem contar que deixei a Prefeitura com dinheiro em caixa suficiente para pagar a folha de janeiro de 2009 e com sobras. Não fizemos tudo, reconheço. Mas meu trabalho foi importante para devolver a autoestima a Anápolis e aos anapolinos”, concluiu Pedro Sahium.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Deputado Coronel Adailton preside CPI das Universidades

26/04/2019

O deputado estadual Coronel Adailton (PP), foi eleito presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), da Assembleia ...

Projeto prevê estender mandato de prefeitos e vereadores

25/04/2019

O Prefeito Roberto Naves e os 23 vereadores de Anápolis podem ganhar mais dois anos de mandato, assim como os demais prefeit...

Prazo para a regularização de imóveis será ampliado até o final de dezembro

25/04/2019

A Câmara Municipal aprovou, em dois turno de votações, em sessões ordinárias ocorridas na última quarta-feira, 24/04, o...

Projeto prevê proteção dos direitos da pessoa com autismo

17/04/2019

O Deputado Estadual Amilton Filho (SD) apresentou, na Assembleia Legislativa, Projeto de Lei que institui em Goiás a Políti...