(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Estacionamento causa polêmica na Prefeitura

Cidade Comentários 16 de abril de 2011

O que parecia ser uma solução, está causando a maior “dor de cabeça” para a Administração Municipal. O novo estacionamento do Centro Administrativo virou uma grande polêmica


Reaberto para o uso normal após alguns meses interditado, o estacionamento contíguo à Praça “Deputado Abílio Wolney” (antiga Praça do Ancião) passou por completa reforma e teve aumentado o espaço destinado aos veículos de servidores, contribuintes e outras pessoas que buscam algum tipo de procedimento na Prefeitura. Das 80 vagas existentes no projeto original (a praça foi construída na década de 80, na Administração Olímpio Ferreira Sobrinho, com recursos da Sudeco), houve um acréscimo de 50 por cento e, hoje, a área abriga 120 automóveis e utilitários. Todo o piso foi revestido por nova camada asfáltica, algumas árvores foram sacrificadas para se garantir mais espaço, assim como houve uma redivisão das baias, o que, teoricamente, deixou o estacionamento bem mais racional e objetivo. Até uma guarita foi construída no acesso do pátio, a fim de se fazer o controle de entrada e saída de veículos.
Acontece que, dias antes da liberação do estacionamento, surgiu a primeira polêmica. O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais questionou a forma como estavam sendo distribuídas as vagas, uma vez que, efetivamente, o estacionamento não comporta todos os carros dos funcionários que atuam no Centro Administrativo, sem contar que parte de sua área seria reservada para visitantes, principalmente contribuintes e outras pessoas com negócios a resolver na Prefeitura. Depois, anunciou-se que haveria cobrança do estacionamento para quem deixasse o carro por mais de uma hora no interior do pátio, motivo, inclusive, da construção da guarita. Só que, haveria a reservação de vagas para servidores que trabalham regulamente no prédio. A princípio anunciou-se que cada secretaria, ou departamento, funcionando no Centro Administrativo teria um número específico de vagas, a serem distribuídas a critério do titular do órgão. Foi mais um descontentamento, pois muitos servidores se consideraram injustiçados e discriminados, chegando-se a afirmar que teria sido feito um “consórcio entre compadres” e que somente os “protegidos” conquistariam o direito de estacionarem seus veículos.
Polêmica
A Secretaria Municipal de Planejamento informou que não existe, ainda, um critério ideal para o controle do estacionamento e que tudo vai ser feito dentro de um entendimento geral. De tudo o que se conclui, entretanto, é que existem carros de mais, para vagas de menos. Assim sendo, por uma questão da Lei da Física, será impossível contemplar a todos. Isto, porque mesmo com o aumento do número de vagas, houve, também, o acréscimo de servidores, devido à instalação de algumas secretarias que, antes, funcionavam no anexo, conhecido por “Galpão da Faiana”, na Vila Goiás.
De acordo, ainda, com a Secretaria de Planejamento, o controle em adoção no estacionamento se tornou necessário para se garantir espaço a contribuintes e servidores da Prefeitura, visto que, antes da reforma, um considerável número de vagas era ocupado por veículos cujos proprietários os estacionavam pela manhã, só os retirando à noite. Uma pesquisa feita apontou que, pelo menos, 16 carros eram deixados ali diariamente, com os donos se deslocando para Goiânia, onde estudam e/ou trabalham, embarcando nos ônibus do sistema semi-urbano que fazem o trajeto. Assim sendo, a obra que seria uma solução, vem se constituindo em um problema. À primeira vista, ainda longe de se resolver. De um lado a Prefeitura que pretende disciplinar o uso da área. De outro, servidores que não se conformam em deixar seus veículos longe do local de trabalho.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

MP pode aliviar dívida municipal com o INSS

18/05/2017

Durante a marcha dos prefeitos à Brasília, na terça-feira,16, o Presidente Michel Temer assinou uma Medida Provisória amp...

Escola de Pais promove evento para a família

18/05/2017

A Escola de Pais do Brasil (EPB) – Seccional Anápolis- realiza no próximo dia 26, a partir das 19h30, o 31º Seminário R...

Presidente do Tribunal de Justiça visitou a Base Aérea

11/05/2017

O comando da Base Aérea de Anápolis, agora denominada Ala 2 de Anápolis - Otávio Lage de Siqueira -, recebeu, na segunda-...

ABIH quer pressa para Centro de Convenções e Aeroporto de Cargas

04/05/2017

O momento vivido pela rede de hotelaria de Anápolis foi debatido no Denali Hotel na manhã do último dia 28 de abril, em ma...