(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Esporte coloriu os céus de Anápolis em evento inédito

Esportes Comentários 08 de agosto de 2014

Por quatro dias, oito equipes realizaram voos e manobras e uma apresentação ao público, durante a noite, no Estádio Jonas Duarte


No período de 31 de julho a 03 de agosto, eles coloriram os céus de Anápolis e trouxeram um esporte, até então, pouco visto na região. A primeira edição da Copa de Balonismo, embora com um número pequeno de participantes - apenas oito balões e pilotos - pode ser talvez, o ponto de partida para transformar o Município em um ponto de referência para novos eventos do gênero.
Terceiro melhor do mundo nos balões, o goiano Lupércio Lima, afirmou que, pela primeira vez, a equipe de Goiás, que conta com dois pilotos, teve a oportunidade de voar em território goiano. Um sinal de que o esporte tem, ainda, muito horizonte para ser desbravado no Estado. E, pelo resultado das apresentações e o calor do público anapolino, Goiás pode fazer parte da rota do esporte num futuro, quem sabe, muito próximo.
Mais do que a competição em si, a Copa de Balonismo teve como foco a apresentação do esporte, que é cheio de detalhes. Um deles é o fato de os balões não serem dirigíveis. A arte do esporte, portanto, está na habilidade dos pilotos e suas máquinas de seguirem os rumos do vento.
Mas, todo torneio que se preze, tem um pódio. E, neste caso, o lugar mais alto coube ao paranaense Amarildo Tozzi. O segundo lugar ficou Lupércio Lima e, completando o pódio, um competidor estrangeiro, Odin Aragón, na terceira posição. Também participaram do evento Renato Alemão; Edeson Buch; Wellington Correa e Anderson Brisco. O vencedor, Amarildo Tozzi comemorou, muito, a vitória. “Foi um belo evento, e claro que tem um gostinho muito bom ficar na frente do Lupércio, o terceiro melhor piloto do mundo na atualidade", cutucou.

Noite
Os balões deram um espetáculo à parte, a um público pequeno (por conta da pouca divulgação do evento) que compareceu ao Estádio Jonas Duarte, na noite de sábado, 02. Enfileirados e “cuspindo fogo”, eles iluminavam a escuridão de forma sincronizada, a propiciando belas imagens. No dia seguinte aconteceu a entrega da premiação e ficou aquele gostinho de “quero mais”.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Esportes

Incentivos terão regras baseadas no Marco Regulatório

19/04/2017

Atendendo às disposições da Lei Federal que estabeleceu o novo Marco Regulatório, a Prefeitura de Anápolis suspendeu os ...

Rubra e Galo: novos desafios a caminho

19/04/2017

Foi uma longa espera, mas a Anapolina iniciou a pré-temporada visando o Campeonato Goiano da Divisão de Acesso. A participa...

Bilhar/Sinuca: Anápolis é sede de Federação Goiana desse esporte

07/04/2017

Longe de ser um jogo viciante, como costumam classificar os que não o conhecem, o Bilhar (Snooker, Sinuca) é um dos esporte...

Confira como serão os confron

07/04/2017

O Goianão 2017 terá a última rodada no próximo final de semana, e com todos os jogos definindo algo no campeonato. Na par...