(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Esperança

Contexto Político Comentários 14 de maio de 2010

Não há como negar que Anápolis vive um momento interessante de sua história político/administrativa. A presença, agora cada vez mais amiúde, do Governador Alcides Rodrigues, anunciando um “pacote de bondades” para o Município, faz acender, de novo, a chama da esperança de que, desta vez, os anapolinos irão receber o que, por direito, já deveriam ter recebido.


Esperança
Não há como negar que Anápolis vive um momento interessante de sua história político/administrativa. A presença, agora cada vez mais amiúde, do Governador Alcides Rodrigues, anunciando um “pacote de bondades” para o Município, faz acender, de novo, a chama da esperança de que, desta vez, os anapolinos irão receber o que, por direito, já deveriam ter recebido. O Estado de Goiás anda em débito para com Anápolis, esta é uma grande verdade. O Município, que contribui para formar grande parte do bolo arrecadador do Governo, vem sendo, ao longo de alguns anos, de certa forma, preterido, quando o assunto é liberação de recursos para obras físicas e sociais.
Casos, por exemplo, do Aeroporto de Cargas, obra que ninguém consegue explicar os motivos de sua não execução até agora. E, o que dizer, também, da Plataforma Multimodal, que passou a ser um grande pasto com ruas e avenida pavimentadas, sistema de coleta de águas pluviais e outros serviços de infraestrutura? Sem contar que o Centro de Internação para Menores Infratores, em que pese já existir o dinheiro do Governo Federal, depositado, ainda não teve a contrapartida do Governo Estadual. O Centro de Convenções, promessa de campanha, nunca saiu do campo das promessas. Para fixar só nessas. Agora, é dinheiro para asfaltar a cidade. Solenidades e mais solenidades vêm sendo promovidas, anunciando-se obras e mais obras. E, espera-se, realmente, que, desta vez, a coisa ande.

Mea culpa
O jornalista e ex-vereador Dilmar Ferreira declarou, esta semana que aproveitou mal seu tempo de parlamentar. “Fiquei muito tempo cassando prefeitos (citou os casos de Ernani de Paula e Pedro Sahium) e me esqueci de fazer política no sentido mais amplo. Se fosse hoje, pensaria duas vezes antes de ter feito o que fiz”, disse.

Baixaria
Embora não seja exclusividade de Anápolis, o desentendimento entre os vereadores Carlos Antônio (PSC) e Sírio Miguel Rosa (PSB), pegou mal perante a opinião pública. Os dois quase foram às vias de fato, durante uma solenidade no Jardim Alvorada. A “briga” foi tão retumbante que o Prefeito Antônio Gomide interrompeu o discurso que fazia, para apartar os “valentões”. Coisa mais feia.

Não veio
O Senador Marconi Perillo (PSDB) cancelou, de última hora, a visita que faria a Anápolis na terça-feira, 11, para encontro com lideranças comunitárias. Mas, nem por isso, a reunião foi cancelada. Marconi mandou o deputado estadual Daniel Goulart representá-lo. E, durante o evento, o parlamentar, que deve ser um dos coordenadores da campanha marconista, disse que estaria repassando seus colégios eleitorais para Ridoval Chiareloto, que deve ser um dos nomes do PSDB anapolino na corrida por uma vaga na Assembleia Legislativa.

Questionando
Já tem gente questionando a verdadeira necessidade do recapeamento asfáltico em algumas ruas e avenidas de Anápolis. Esta semana, um ex-prefeito criticava o serviço feito na Avenida Presidente Kennedy. “Fizeram o recapeamento, com asfalto de qualidade duvidosa, em um trecho onde não havia um buraco sequer”, disse. A conferir.

No capítulo
E, por falar em asfalto, o secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano Sustentável Clodoveu Reis Pereira, “apanhou feio” do vereador Carlos Antônio, na Câmara Municipal. O vereador criticou o secretário pelo que considerou “inabilidade política” para tratar o assunto. É bom lembrar que Clodoveu Reis, também, já foi vereador, vestindo a camisa do PT.

Presença
Defensor ardoroso da candidatura de Frederico Jaime Filho à Assembleia Legislativa, o vereador Assef Nabem, entretanto, resolveu lançar-se como pré-candidato ao mesmo cargo, ante a informação de que “Frederiquinho” não estaria com apetite para a disputa. “Mas, se ele mudar de ideia, abro mão na hora e volto a apoiá-lo”, justificou Nabem.

Festivo
A Prefeitura adotou um esquema interessante de manter o Prefeito Antônio Gomide na mídia. Todo dia faz o lançamento das obras de asfalto em um bairro. E, como são dezenas de bairros contemplados com a promessa de pavimentação, por certo, o Governo Municipal estará, por um bom período, frequentando jornais, emissoras de rádio e alguns canais de TV. Absolutamente normal.

Esquentou
A presença de um suposto candidato a deputado estadual de Trindade, comandando um esquema de atendimento médico gratuito na região do Vivian Park, em Anápolis, pôs fogo na cidade. O assunto rendeu calorosos debates na Câmara Municipal. Segundo os coordenadores do trabalho, tudo não passa de ciúmes. Mas, pelo sim, pelo não, é preciso ver a legalidade de tais procedimentos.

Ano e meio
Aproximando-se dos 18 meses de sua administração, o Prefeito Antônio Gomide ainda não deu sinais de que pretende mexer na equipe, embora muitos comentários a esse respeito tenham surgido nos últimos tempos. Há quem diga que, antes das eleições, a equipe de Gomide permanecerá inalterada. Dependendo do resultado das urnas, aí sim, provavelmente haverá uma espécie de reforma administrativa. Ou não.

Não empolga
A candidatura do ex-prefeito de Senador Canedo, Vanderlan Vieira Cardoso, apesar de todos os esforços, ainda não emplacou. Mas, adeptos desse projeto comandado pelo Governador Alcides Rodrigues Filho, acreditam que Vanderlan ainda crescerá nas pesquisas. Mesmo porque, caso isto não ocorra, as eleições em Goiás podem ser decididas, já, no primeiro turno, entre Marconi Perillo e Íris Rezende, uma vez que os demais candidatos, também, não disseram ao que vieram, ainda.

Vendaval
Está passando a onda de pesadas críticas contra a política municipal de saúde. A insatisfação de alguns vereadores e outras lideranças política, ao que consta, foi assimilada, e, diluída, com tranquilidade, pelo Governo Municipal. Os últimos focos estão na posição assumida por profissionais médicos de algumas especialidades (cardiologistas e pediatras, principalmente) que ameaçam parar de atender pelo SUS.

Prioridade
A espécie de predileção que vem sendo dada ao trabalho da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano Sustentável, com o constante anúncio de obras importantes para a cidade, estaria inibindo o trabalho de outras secretarias. Há quem diga que alguns setores do Governo Municipal estariam sendo relegados a um segundo plano. A prioridade, agora, seria asfalto, o objeto de desejo de dez entre dez moradores das regiões não pavimentadas.

Polarizada
A disputa pela Presidência da República este ano, deve ser, efetivamente, polarizada entre Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) em que pese a existência de outro candidatos. É o caso da ex-ministra do Meio Ambiente, Senadora Marina Silva (PV), de quem se esperava mais nas pesquisas. Mas, pelo menos até agora, Marina não correspondeu. (fotos de Serra, Dilma e Marina)

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Contexto Político

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.631

20/07/2017

Contexto Político...

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.630

13/07/2017

Contexto Político...

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.629

06/07/2017

Contexto Político...

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.628

29/06/2017

Contexto Político...