(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Escritor será agraciado com a Ordem do Mérito Anhanguera

Geral Comentários 15 de julho de 2016

João Asmar, aos 94 anos de idade, tem uma longa folha de serviços prestados à Anápolis e ao Estado de Goiás


O escritor, professor, advogado e jornalista João Asmar será agraciado com a Comenda da Ordem do Mérito Anhanguera, a mais alta condecoração estadual, criada pelo Decreto nº 479, de 24 de junho de 1975, com a finalidade de homenagear pessoas físicas e corporações militares, nacionais ou estrangeiras que, por seus relevantes serviços, ações ou méritos excepcionais, recomendem o reconhecimento do Estado de Goiás.
Detentor de várias outras honrarias, entre elas a Medalha “Pedro Ludovico”, João Asmar diz-se honrado com este reconhecimento, que coroa os seus mais de 40 anos de vida pública e 60 como professor. A honraria será entregue no próximo dia 25, às 10 horas, na Cidade de Goiás, para onde será transferida, simbolicamente, a capital. A cerimônia será capitaneada pelo Governador Marconi Perillo.
Aos 96 anos de idade, João Asmar continua em plena atividade. Autor de 12 livros já publicados, ele tem mais três em preparação. Nem mesmo a perda da visão afetou a sua capacidade criativa. Sem poder utilizar o computador para escrever, ele conta com a ajuda de um colaborador para digitar o conteúdo por ele ditado. Será um livro de recordações, no qual contará histórias de vários personagens que fizeram parte da história de Anápolis em vários segmentos. “Convivi com muitas pessoas ao longo da vida e há muitos fatos pitorescos que serão relatados nesta obra”, antecipa.
O escritor, que já publicou livros sobre a história de Anápolis, de entidades como a Associação Comercial e Industrial de Anápolis (Acia), sobre a história da colônia árabe e a Maçonaria, pretende ainda fazer uma autobiografia de sua participação na vida política de Anápolis e de Goiás. Vereador na legislatura de 1955 a 1958, João Asmar teve participação decisiva para que o Colégio Estadual “José Ludovico de Almeida” fosse implantado em Anápolis. E, também, por meio de sua atuação, a cidade se beneficiou com ações do então governador José Ludovico de Almeida, para resolver problemas que haviam na época em relação ao fornecimento de energia, o serviço de telefonia e a paralisação das obras da rodovia entre Anápolis e Goiânia.
Memória para trazer os fatos à tona, é o que não falta a João Asmar e também o entusiasmo para continuar a defender as causas de Anápolis. Uma missão de vida que, como poucos, ele se dedica e que, por isso, mais uma vez, justamente, será homenageado.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

UniEVANGÉLICA - Seminários destacam direitos da pessoa com deficiência

20/09/2018

Foi promovido nesta semana na UniEVANGÉLICA o Seminário dos Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, uma iniciativa d...

Regulamenta lei que proíbe fabricação e uso do cerol

20/09/2018

O governo de Goiás editou o Decreto n° 9.316, de 18 de setembro de 2018, que regulamenta a Lei n° 17.700/2012, que dispõe...

Comarca de Anápolis fica de fora do plano para a expansão de novas varas

20/09/2018

A Comarca de Anápolis ficou de fora da primeira fase do plano de reestrutura judiciária, definido pela Lei 20.254/18, que d...

Vereador destaca do Dia do Vicentino

20/09/2018

Em discurso no pequeno expediente, durante a sessão ordinária da última quarta-feira,19, o vereador Lisieux José Borges (...