(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Equipe acerta detalhes do Contribuinte Legal

Geral Comentários 09 de fevereiro de 2018

Além de contemplar os bons pagadores de tributos, o programa visa também oferecer conteúdo sobre educação fiscal


Os contribuintes que pagarem em dia o IPTU e o ITU 2018 vão ganhar, a partir do próximo ano, incentivo de 5% na cobrança desses impostos. Este é um dos principais pontos do programa Contribuinte Legal, em implantação pela Prefeitura. E a lei que regulamenta o programa prevê, também, a realização de ações educativas nas escolas da cidade com o objetivo de conscientizar os cidadãos sobre a importância de pagar os tributos municipais em dia, garantido recursos para investimentos em serviços.
Para discutir como será desenvolvido o projeto de educação fiscal nas unidades escolares, tanto públicas quanto privadas, realizou-se na manhã desta terça-feira, 6, reunião da qual participaram representantes das secretarias municipais da Fazenda e de Educação, da Secretaria de Estado da Fazenda e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Definiram-se algumas linhas de trabalho e várias ideias foram discutidas como, por exemplo, criação de concursos de redação, paródias, dentre outros.
Uma nova reunião será feita para concretizar a implantação da Educação Fiscal nas escolas e, aí sim, definir como será a capacitação dos professores, que vão atuar como multiplicadores do projeto. A Secretaria Municipal da Fazenda já antecipou que irá premiar os alunos, professores e escolas que mais se envolverem com a ação.
O secretário municipal da Fazenda, Geraldo Lino, destacou que, com o Contribuinte Legal, a população será beneficiada com serviços nas áreas de infraestrutura, saúde e educação, entre outras. Ele explicou que o contribuinte poderá parcelar, normalmente, o IPTU e ITU de 2018, e pagando na data do vencimento, sem atrasos, terá um reconhecimento. “Vamos dar 5% de desconto no imposto do ano seguinte. Com isso, todos ganham: a cidade em investimentos e o contribuinte com desconto”, disse.
Para o secretário municipal de Educação, Alex Martins, o envolvimento da população é fundamental para que o programa Contribuinte Legal seja compreendido por todos. “É essencial começar a trabalhar a educação financeira pelas crianças. Na medida em que os alunos sabem onde estão aplicados os recursos dos tributos, eles começam a entender de que forma a contribuição colabora para o desenvolvimento social da população”, esclareceu.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

UniEVANGÉLICA - Seminários destacam direitos da pessoa com deficiência

20/09/2018

Foi promovido nesta semana na UniEVANGÉLICA o Seminário dos Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, uma iniciativa d...

Regulamenta lei que proíbe fabricação e uso do cerol

20/09/2018

O governo de Goiás editou o Decreto n° 9.316, de 18 de setembro de 2018, que regulamenta a Lei n° 17.700/2012, que dispõe...

Comarca de Anápolis fica de fora do plano para a expansão de novas varas

20/09/2018

A Comarca de Anápolis ficou de fora da primeira fase do plano de reestrutura judiciária, definido pela Lei 20.254/18, que d...

Vereador destaca do Dia do Vicentino

20/09/2018

Em discurso no pequeno expediente, durante a sessão ordinária da última quarta-feira,19, o vereador Lisieux José Borges (...