(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Epidemia de zika regride no Brasil, afirma Organização Mundial de Saúde

Saúde Comentários 29 de abril de 2016

Para a OMS, a queda pode estar relacionada com o fim do verão. A organização alerta também para o aumento significativo de casos na Europa


A epidemia de zika está claramente em regressão no Brasil, afirmou nesta segunda-feira (25) a Organização Mundial da Saúde (OMS). Para a entidade, a queda provavelmente está relacionada com o fim do verão. No entanto, é impossível saber se haverá uma reativação do vírus no futuro.
“A epidemia está em uma fase descendente no Brasil. O mesmo acontece na Colômbia e Cabo Verde”, afirmou Marie-Paule Kieny, subdiretora-geral da OMS, em coletiva de imprensa em Paris.
A organização também alertou para a possibilidade de um aumento significativo no número de casos de infecção pelo vírus na Europa. Segundo Marie-Paule, a possibilidade de uma transmissão local, com a chegada dos mosquitos à Europa e prováveis transmissões por via sexual, poderão se traduzir num aumento significativo do número de pessoas infectadas pelo zika e de complicações médicas ligadas ao vírus.
De acordo com a subdiretora da OMS, duas espécies de mosquito Aedes - aegypti e albopictus - conhecidas por transmitir o vírus zika, vão começar a circular na Europa, à medida que “as temperaturas começarem a subir.”
O zika propagou-se desde o fim de 2014 no Brasil. Três a quatro milhões de casos são esperados no continente americano. Em sete países europeus, incluindo Portugal, foram anunciados vários casos de infecção.
A OMS já declarou a epidemia como “emergência de saúde pública internacional.” Os cientistas procuram saber quanto tempo o vírus pode permanecer no corpo humano e o grau de risco de transmissão por via sexual.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Cirurgias pediátricas tem fila de espera reduzida

18/08/2017

Já medicado, o garoto J.B.N., 4, demonstrava tranquilidade, ao entrar no centro cirúrgico do Hospital Evangélico, para rea...

Goiás ocupa a terceira posição no ranking nacional em transplante de córneas

18/08/2017

Em Goiás, são realizados transplantes de córneas, rins, coração e medula óssea, sendo que o de córneas é o mais comum...

Franquia Oral Sin se instala em Anápolis

10/08/2017

Acaba de chegar em Anápolis a primeira franquia Oral Sin Implantes. O empresário e odontólogo Leonardo Lara recebe convida...

Município deve receber mais recursos para medicamentos

03/08/2017

Definido no último dia 31 de março, o fechamento das unidades próprias do programa Farmácia Popular deve otimizar a utili...