(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Epidemia de zika regride no Brasil, afirma Organização Mundial de Saúde

Saúde Comentários 29 de abril de 2016

Para a OMS, a queda pode estar relacionada com o fim do verão. A organização alerta também para o aumento significativo de casos na Europa


A epidemia de zika está claramente em regressão no Brasil, afirmou nesta segunda-feira (25) a Organização Mundial da Saúde (OMS). Para a entidade, a queda provavelmente está relacionada com o fim do verão. No entanto, é impossível saber se haverá uma reativação do vírus no futuro.
“A epidemia está em uma fase descendente no Brasil. O mesmo acontece na Colômbia e Cabo Verde”, afirmou Marie-Paule Kieny, subdiretora-geral da OMS, em coletiva de imprensa em Paris.
A organização também alertou para a possibilidade de um aumento significativo no número de casos de infecção pelo vírus na Europa. Segundo Marie-Paule, a possibilidade de uma transmissão local, com a chegada dos mosquitos à Europa e prováveis transmissões por via sexual, poderão se traduzir num aumento significativo do número de pessoas infectadas pelo zika e de complicações médicas ligadas ao vírus.
De acordo com a subdiretora da OMS, duas espécies de mosquito Aedes - aegypti e albopictus - conhecidas por transmitir o vírus zika, vão começar a circular na Europa, à medida que “as temperaturas começarem a subir.”
O zika propagou-se desde o fim de 2014 no Brasil. Três a quatro milhões de casos são esperados no continente americano. Em sete países europeus, incluindo Portugal, foram anunciados vários casos de infecção.
A OMS já declarou a epidemia como “emergência de saúde pública internacional.” Os cientistas procuram saber quanto tempo o vírus pode permanecer no corpo humano e o grau de risco de transmissão por via sexual.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Dengue registra mais baixas em notificações e sem casos de óbitos

19/07/2018

Uma boa notícia para a saúde pública: nos seis primeiros meses deste ano, nenhum óbito de dengue e suas complicações fo...

Anápolis precisa ampliar a sua estrutura hospitalar

18/07/2018

Além do Hospital de Urgências “Dr. Henrique Santillo”, Anápolis conta com outras seis unidades hospitalares, entre pú...

Maior conscientização sobre o SAMU pode salvar vidas

18/07/2018

Prestar atendimento pré-hospitalar de urgência e com excelência à população o mais rápido possível. Essa é a missão...

Pessoas especiais têm serviços odontológicos ampliados

18/07/2018

A cadeira de dentista já foi um problema na vida de Maria Beatriz Santos, oito anos. A menina, que tem Síndrome de Down, re...