(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Entidade firma posição para o fortalecimento do Entorno do DF

Geral Comentários 31 de outubro de 2014

O Vice-Presidente da Federação, Wilson de Oliveira, defendeu a formação de um conselho mais participativo, durante reunião em Brasília


O Ministério da Integração Nacional, através da Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), promoveu, no dia 22 último, uma reunião do grupo de trabalho do Conselho Administrativo da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (COARIDE), tendo como principal item da pauta o processo de revisão do Decreto Presidencial nº 7.469/2011. A Federação das Indústrias do Estado de Goiás (FIEG) participou do encontro, em Brasília, por meio de seu vice-presidente, o empresário Wilson de Oliveira, também presidente da FIEG Regional Anápolis.
A revisão do Decreto 7.469/2011, que criou a Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno - RIDE e instituiu o Programa Especial de Desenvolvimento do Entorno do Distrito Federal, tem por objetivo alterar a composição do Conselho. Na reunião, foi definida, no âmbito do Executivo Federal, a inclusão de representações dos seguintes órgãos: Ministério da Justiça, Ministério da Saúde, Ministério da Educação, Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e a Agência Nacional de Transportes Terrestres. Além, ainda, da elevação do número de representantes dos municípios da RIDE-DF, de um membro para cinco membros.
Wilson de Oliveira destaca que através de uma intervenção sua, foi proposto que o Conselho tenha também na sua composição, com membros natos oriundos dos segmentos produtivos da indústria, comércio e da agricultura. Ele também defendeu a proposta de não paridade (mesmo número de representantes governamentais e da sociedade organizada no Conselho), uma vez que o foco do trabalho do COARIDE é a união de esforços na promoção de políticas públicas que contribuam com o desenvolvimento da chamada região do Entorno do DF.
Wilson de Oliveira destaca que a FIEG tem todo o interesse em apoiar o crescimento da região ampliando ou levando novos serviços do Sistema nos municípios da área de abrangência da RIDE, bem como atuando na atração de investimentos para a geração de emprego e renda. Mas, para isso, é necessário que haja uma série de ações governamentais que são de extrema necessidade para atender as demandas na questão da segurança, da saúde, da educação, infraestrutura, dentre outros setores. “Daí, a necessidade de termos um conselho amplo e com a devida representatividade da sociedade organizada” pontuou. O vice-presidente da FIEG é defensor também da tese de transformar o Entorno em região metropolitana de Brasília, mas com responsabilidades compartilhadas entre os governos de Goiás e do Distrito Federal e a União. “O importante é abraçarmos esta região, que cresceu de forma muito rápida e agregou muitos problemas, e fazer dela não uma região problema, mas uma região solução, pelas potencialidades que possui, com seus mais de 1,3 milhão de habitantes”, ponderou.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Município quita dívidas trabalhistas de ex-servidores comissionados

19/04/2017

A Prefeitura de Anápolis começa a quitar dívidas trabalhistas do município, que estão pendentes desde 2011, para ex-serv...

Ovos de chocolate com diferenças salgadas, aponta pesquisa do Procon

12/04/2017

O Procon de Anápolis divulgou a pesquisa sobre os preços de produtos para a páscoa- ovos de chocolate e caixas de bombons....

Projeto da sede do MP tem significativo avanço

12/04/2017

A proposta de se definir uma nova sede para as promotorias de Justiça em Anápolis (hoje funcionando em um edifício da Aven...

Advogados receberam a Caravana Nacional de Prerrogativas

07/04/2017

Morosidade do Poder Judiciário; desrespeito por parte de autoridades policiais, juízes, promotores; porte de arma; e até o...