(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Enel diz que já investiu R$ 110 milhões em Anápolis

Geral Comentários 30 de agosto de 2018

Distribuidora afirma que está modernizando rede elétrica e aumentando ações de manutenção em todo o Município


A Enel Distribuição Goiás está investindo para garantir a qualidade e a confiabilidade do fornecimento de energia elétrica na região de Anápolis. Os investimentos feitos em 2017 e os de 2018 já somam R$ 110 milhões e estão focados na manutenção, infraestrutura, automatização e modernização da rede elétrica de toda a região.
Em julho do ano passado, a Enel inaugurou a primeira subestação construída sob a gestão do Grupo em Goiás, no município de Cocalzinho. A empresa investiu R$ 2,8 milhões na construção da nova subestação, que possui potência instalada de 6,25MVA e é suficiente para atender 5,5 mil unidades consumidoras. A companhia também investiu na construção da nova subestação Santana, em Anápolis, que deve ser inaugurada no início de 2019. Além disso, a distribuidora irá construir a Linha de Distribuição de Alta Tensão Corumbá-Pirenópolis.
Para garantir a eficiência do fornecimento de energia, a Enel também tem realizado frequentes manutenções na rede elétrica da região, como instalação de equipamentos para regulação de tensão, podas preventivas de árvores e inspeções aéreas e termográficas nas redes de média e baixa tensão. Só em 2018, a distribuidora substituiu cerca de 75 transformadores por outros com maior potência e instalou aproximadamente 255 monitores de ramal, equipamentos que possibilitam o aviso imediato da falta de energia ao Centro de Operação da Distribuição (COD), que fica na sede da distribuidora, em Goiânia, e otimizam o atendimento às ocorrências.
“Desde que assumimos a gestão da distribuidora, estabelecemos um novo ritmo de investimentos e uma nova forma de nos relacionar com nossos clientes, cada vez mais próxima e transparente”, afirma o presidente da Enel Distribuição Goiás, Abel Rochinha. “Um bom exemplo é Cristalina. Estivemos na cidade em outubro do ano passado para discutir as necessidades dos produtores rurais. Ampliamos a subestação do município e no início do mês entregamos uma nova linha de distribuição. Ainda temos muito trabalho pela frente, mas o importante é que estamos abertos para ouvir e atender às necessidades dos nossos clientes”, ressalta.

Goiás
Desde que assumiu o controle da companhia, em fevereiro de 2017, a Enel tem ampliado os investimentos e automatizado a operação do sistema elétrico para modernizar e ampliar a capacidade da rede de distribuição. Apenas em 2017, a empresa investiu R$ 830 milhões, mais que o dobro dos R$ 300 milhões anuais investidos antes da privatização (em 2015 e 2016). Para 2018, a previsão é de que outros R$ 800 milhões sejam investidos em Goiás. A distribuidora vai investir outros R$ 2 bilhões até 2020 na modernização da rede de distribuição do Estado, o que trará melhorias aos clientes.
Um dos pilares dos novos investimentos em Goiás é o Projeto Telecontrole, que consiste na automação da rede elétrica de média tensão, por meio da instalação de equipamentos telecomandados e de um sistema de gestão remota, que permite identificar e isolar, com mais agilidade e à distância, falhas ocorridas na rede. Apenas em 2018, um total de 1.000 dispositivos serão instalados em diversas regiões do Estado de Goiás e a expectativa é que este número chegue a 7.000 até 2020. O Grupo Enel já utiliza esta tecnologia em outros países, como a Itália e a Romênia, e no Brasil, principalmente no Rio de Janeiro, com melhorias significativas nos indicadores de qualidade da Enel Distribuição Rio, que fornece energia a 66 municípios no Estado. Nos últimos dois anos, por exemplo, o DEC (Duração Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora) daquela distribuidora reduziu nove horas.
A Enel também acelerou o número de novas conexões rurais e urbanas. Mais de 1.600 novas conexões rurais foram realizadas em 2017 e, até o fim de 2018, serão outras 2 mil (algumas por meio do programa do Governo Federal Luz para Todos). Em áreas urbanas, já foram realizadas cerca de 48.000 novas conexões e, até o fim de 2018, serão pelo menos outras 64.000.


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

UniEVANGÉLICA - Seminários destacam direitos da pessoa com deficiência

20/09/2018

Foi promovido nesta semana na UniEVANGÉLICA o Seminário dos Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, uma iniciativa d...

Regulamenta lei que proíbe fabricação e uso do cerol

20/09/2018

O governo de Goiás editou o Decreto n° 9.316, de 18 de setembro de 2018, que regulamenta a Lei n° 17.700/2012, que dispõe...

Comarca de Anápolis fica de fora do plano para a expansão de novas varas

20/09/2018

A Comarca de Anápolis ficou de fora da primeira fase do plano de reestrutura judiciária, definido pela Lei 20.254/18, que d...

Vereador destaca do Dia do Vicentino

20/09/2018

Em discurso no pequeno expediente, durante a sessão ordinária da última quarta-feira,19, o vereador Lisieux José Borges (...