(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Empresas e estudantes recuperam casa da Dona Maria

Geral Comentários 28 de outubro de 2016

Projeto desenvolvido por alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo da Faculdade Metropolitana de Anápolis e empresas privadas fazem sonho de moradora virar realidade


O Sindicato das Indústrias da Construção e do Mobiliário de Anápolis (Sicma) é uma das entidades que apoiam a realização do I Curso de Tecnologia da Construção Social, parte da programação do II Seminário de Arquitetura, Urbanismo e Construção Civil da Faculdade Metropolitana de Anápolis- Fama.
Uma iniciativa da Tijoleko- Tijolos e Revestimentos Ecológicos, juntamente com o escritório Habitar, empresa Júnior da faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Fama, o curso de Tecnologia da Construção Social, que acontece no período de 24 a 28 de outubro, terá como um dos destaques o projeto Casa da Dona Maria, que contemplará uma moradora do Jardim Arco Verde.
Segundo o arquiteto Luiz Antônio Oliveira Rosa, diretor da Tijoleko, serão feitas intervenções pontuais em toda residência, a fim de solucionar os incômodos trazidos à família. O projeto consistirá na construção do muro frontal e readequação dos muros laterais, reforma da cobertura, pavimentação e projeto de paisagismo, reconfiguração da cozinha, área de serviço, pintura, readequação e organização dos espaços.
“Desta vez escolhemos a casa da Dona Maria para reformar e iremos fazer um grande evento com a própria reforma. As empresas parceiras foram escolhidas devido à tradição que têm em atividades sociais e também por seus produtos”, destacou Luiz Antônio, acrescentando que as empresas e entidades apoiadoras terão suas marcas divulgadas nas redes sociais pelos alunos do curso de arquitetura da Fama e pelo segundo maior canal do Youtube sobre estudos de arquitetura, o #arquitipariu, feito por um aluno da faculdade e com milhares de visualizações no Brasil e exterior. “A maior vantagem para as empresas patrocinadoras, além de estarem relacionadas a um evento do bem, é o lucro social”, completou o arquiteto.
Apoiam a iniciativa: o Sicma; o Senai; as construtoras Egrégora, Emisa, Formato e Souza Pinheiro; a Tham Incorporações; as empresas Leve Revestimentos, Maxvinil, BH Gesso e Decoração, Marmoglass, Viveiro City, Arquitipariu, Isoeste e Hospital Oftalmológico de Anápolis.
Mais informações sobre o projeto, estão disponibilizadas no endereço eletrônico: http://projetocasadonamaria.wixsite.com/site. Ou pelo e-mail: luizantonio@egregoraconstrutora.com

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Capitão Waldyr pode ser nome da Plataforma

13/07/2017

Decano da indústria, com uma folha de mais de 60 anos prestados aos classismo e, em especial, à Federação das Indústrias...

Prevista redução de construtores com novas exigências do MC

13/07/2017

A exigência do Ministério das Cidades para que todos os pequenos e médios construtores tenham o Cadastro Nacional da Pesso...

Anápolis presente no Conselho Nacional de Juventude

06/07/2017

A assessora de juventude da Secretaria Municipal de Cultura, Larissa Pereira, foi eleita para ocupar uma das três cadeiras d...

Ubiratan Lopes é empossado na presidência da FACIEG

29/06/2017

O empresário anapolino Ubiratan da Silva Lopes foi empossado na presidência da Federação das Associações Comerciais, In...