(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Empresas concluem qualificação exigida pelo MP

Geral Comentários 26 de agosto de 2015

Nesta primeira etapa, dez empresas estarão recebendo o certificado de Boas Práticas de Fabricação, atendendo orientação do Ministério Público


Empresários participantes do Programa de Qualificação e Desenvolvimento do setor de Panificação de Anápolis concluem o primeiro módulo do processo, que tratou sobre as Boas Práticas de Fabricação (BPF). Os certificados serão entregues na próxima terça-feira,25, às 17h, no auditório do Sebrae, em Anápolis.


Esta primeira, de três etapas do Programa, preparou as empresas de panificação, de alimentos semi-prontos e congelados para atender às exigências mercadológicas e legais dos órgãos fiscalizadores, bem como fortalecer a gestão empresarial, instrumentalizando as organizações na condução de processos de qualidade e aumento da competitividade. As BPFs são normas exigidas das empresas de alimentação pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e que devem ser adotadas para garantir a qualidade sanitária e fabricação dos produtos alimentícios de acordo com regulamentos técnicos.


 O objetivo do Programa é difundir a cultura da qualidade e inovação de produtos e serviços, lembra o gerente do IEL em Anápolis, Fernando Nunes, ao comentar que “as empresas seguem agora com a capacitação em segurança e saúde no trabalho, em conformidade com a Norma Regulamentadora NR-12. Em 2016, com o módulo Gestão por Processos”.


O Programa de Qualificação e Desenvolvimento do Setor de Panificação em Anápolis foi elaborado pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL Goiás), a pedido do Sindicato das Indústrias de Alimentação de Anápolis (SindAlimentos) e do Ministério Público, após este receber reclamações de consumidores sobre as condições precárias dos estabelecimentos e da qualidade dos produtos.


Dez empresas (Artesanato do Pão; Panificadora Pik Tita; Panificadora Hiperpan; D´Sabor Indústria e Com. de Biscoitos; Panificadora Eldorado; Avenida dos Pães; Panificadora Bom Jupi; Panificadora Pão do Galo; Panificadora Malibu e Panificadora Pão Café) receberão o certificado em BPF, após quatro meses de qualificação que envolveu treinamentos teóricos e práticos, visitas técnicas e auditorias. “Isto é uma oportunidade de crescimento, e, diferencial a partir de agora”, frisa Nunes.


Na cerimônia de certificação, estarão presentes representantes do IEL, Senai, Sebrae, SindAlimentos, Ministério Público e Vigilância Sanitária.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Adoção de selo eletrônico é adiada

22/06/2017

A Secretaria da Fazenda informa que a obrigatoriedade de uso do Selo Fiscal Eletrônico para as embalagens descartáveis de ...

Jovem anapolino abre portas para o difícil universo das fragrâncias

15/06/2017

O jovem anapolino Helder Machado Owner é um exemplo de que o empreendedorismo não tem barreiras. A primeira coisa para aven...

Subseção da OAB entrega Moção a juíza de Anápolis

09/06/2017

A juíza titular da 2ª Vara de Família e Sucessões da comarca de Anápolis, Aline Vieira Tomás, recebeu, na segunda-feira...

Controle da folha de pagamento é um desafio para a Prefeitura

02/06/2017

Dentro do que preconiza a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), o Prefeito Roberto Naves e a equipe econômica apresentaram, ...