(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Empresários brigam no Gabinete do Prefeito

Geral Comentários 09 de abril de 2010

Fábio Escobar, filho do ex-vereador José Escobar e ex-sócio de empresa que explora painéis publicitários na cidade, recebe um tapa no rosto antes de reunião na prefeitura e tenta transformar o caso em fato político


A disputa jurídica em torno do uso de áreas públicas para a instalação de painéis publicitários, sejam outdoors de madeira, ou painéis luminosos modernos, está longe de acabar em Anápolis. De um lado os empresários. Do outro, o Ministério Público. Mediando o debate está a Prefeitura, que visa manter a legalidade no Município, mas, também, não pode dar as costas para a reivindicação do setor. Independente de quem vai levar a melhor, ou a pior, o debate já fez a sua primeira vítima.
Trata-se do empresário Fábio Escobar. Filho de um conhecido e considerado político de Anápolis, o ex-vereador José Escobar Cavalcanti, Fábio foi agredido na quarta-feira, 31 de março, dentro da Prefeitura de Anápolis, momentos antes de ocorrer uma reunião que envolvia o tema da publicidade. No entanto, a agressão não teve nada a ver com o debate político, ou mesmo jurídico, da causa. A briga se deu mais por razões pessoais entre ele e seu ex-sócio.
Tudo começou por conta de uma discussão dentro da própria Prefeitura. Com o bate boca, acabou havendo provocações e, quem levou a pior, foi Fábio Escobar. Depois de ter levado um tapa, conforme relatam os presentes à cena, preferiu convocar testemunhas que viram o fato a desenvolver qualquer tentativa, ainda que instintiva, de revide. Depois disso, reuniu um grupo de pessoas que o acompanhavam e registrou queixa na polícia por agressão.

Pessoal
Se o tapa foi fruto de uma discussão mais acalorada de momento, as motivações que culminaram nesta situação estão bem longe do instante em que deu-se o ocorrido. Ex-sócios, agressor e agredido mantêm uma relação tortuosa de disputas comerciais e, principalmente, pessoais. A agressão verbal que Fábio admitiu ter feito em entrevista a uma rádio da cidade foi claramente pessoal e nada teve a ver com concorrência comercial, ou mesmo, a situação jurídica dos outdoors em Anápolis.
Depois de ter sido estapeado diante de uma dezena de pessoas, Fábio Escobar procurou as rádios do município a fim de dar publicidade ao fato. E fez mais: quis transformar a agressão pessoal em um evento político. Tudo porque ocorreu dentro das dependências da Prefeitura. Em entrevistas, misturou os desentendimentos pessoais que possui com o desafeto, com assuntos relacionados à sua relação com órgãos da prefeitura. E prometeu levar o caso à Justiça.
No meio disto tudo, comprometeu servidores públicos que não têm ligação com o segmento de regulamentação de painéis, ou com a agressão, como o assessor especial da Prefeitura, Henrique Morgantini, a quem afirmou ser “mentiroso e omisso”, em uma entrevista à Rádio Manchester no dia seguinte. Segundo Escobar, há testemunhas de que o assessor teria tomado conhecimento de fatos relatados por ele mesmo, Escobar, sobre dificuldades que ele estaria enfrentando dentro de órgãos de regulamentação dentro da Administração Municipal. E finalizou dizendo: “estou pensando em processá-lo também”.
O mesmo Escobar relatou que o vice-prefeito, João Gomes, teria “apartado a briga” e gritado com o seu agressor, ordenando que ele deixasse a sala, chamando-o de “moleque”. Consultado, João Gomes refuta contundentemente do contado por Fabio Escobar com uma única frase: “Isto não aconteceu, é mentira”.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Adoção de selo eletrônico é adiada

22/06/2017

A Secretaria da Fazenda informa que a obrigatoriedade de uso do Selo Fiscal Eletrônico para as embalagens descartáveis de ...

Jovem anapolino abre portas para o difícil universo das fragrâncias

15/06/2017

O jovem anapolino Helder Machado Owner é um exemplo de que o empreendedorismo não tem barreiras. A primeira coisa para aven...

Subseção da OAB entrega Moção a juíza de Anápolis

09/06/2017

A juíza titular da 2ª Vara de Família e Sucessões da comarca de Anápolis, Aline Vieira Tomás, recebeu, na segunda-feira...

Controle da folha de pagamento é um desafio para a Prefeitura

02/06/2017

Dentro do que preconiza a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), o Prefeito Roberto Naves e a equipe econômica apresentaram, ...