(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Empreiteira recebe ultimato para concluir as obras da Avenida Brasil

Política Comentários 28 de fevereiro de 2019

Prefeito Roberto Naves falou sobre projetos novos e os desafios de sua administração durante este ano


“2019 será o ano de Anápolis”. Com esta frase, o Prefeito Roberto Naves encerrou a sua participação na audiência pública para a prestação de contas do exercício de 2018 da Prefeitura. Em um tom de desabafo, o Chefe do Executivo disse que “todos que querem o bem de Anápolis devem estar do mesmo lado”. Ele falou dos ataques de fake news que tentam atingir a sua imagem e a da Administração. Roberto aproveitou o gancho das perguntas que foram formuladas pelos vereadores, sobre diversos temas e fez um balanço de realizações e desafios.

Saúde
Sobre o resultado do índice de aplicação na Saúde, Roberto informou que a Prefeitura tem centenas de contas e que uma delas, a de número 100, não entrou no cômputo das despesas da Prefeitura nesta área. Ele adiantou que esta questão já está sendo discutida junto ao Tribunal de Contas dos Municípios. O índice apresentado foi de 17,63% (o mínimo previsto é de 15%), mas deve chegar à casa de 22%.

Reajustes
Roberto Naves ressaltou que em breve deve se reunir com as representações dos professores e outras categorias do funcionalismo, para tratar da data base, lembrando que a sua gestão concedeu aumentos em 2017 e em 2018, inclusive, a titularidade para os profissionais do Magistério. E que, agora, saindo do limite prudencial, será iniciado o diálogo para a data base de 2019.

ISSA
O Prefeito ressaltou que, juntamente com a Câmara Municipal, foi construído um projeto para a recuperação do Instituto de Seguridade dos Servidores do Município, o ISSA, com a aprovação dos projetos que preveem a unificação de massas e a transferência de bens móveis para dar lastro ao Instituto. Com isso, disse que muito em breve, os aportes da Prefeitura ao ISSA serão menores, dando folga de caixa para o cumprimento de compromissos outros, como o pagamento de prestadores de serviço e fornecedores.

Goiás na Frente
Sobre a polêmica em relação ao programa estadual Goiás na Frente, que tinha a promessa de recursos de mais de R$ 10 milhões para o Município, para aplicação em diversas obras, como a recuperação e construção de feirões cobertos, Roberto Naves explicou que desde novembro do ano passado, após as eleições, já era previsto que o dinheiro poderia não vir e, dessa forma, a Prefeitura antecipou-se para poder assumir o problema. Uma parte do recurso, cerca de 20%, foi repassada e será utilizada até o final. Depois, a Prefeitura deve concluir com recursos próprios as obras. Sem, claro, deixar de cobrar do Governo Estadual aquilo que foi destinado.

SUS
Roberto Naves destacou que o problema com os cartões SUS tem acarretado muitos embaraços. Ele disse que a questão das fraudes será encaminhada, como deve ser, como caso de polícia. Ao mesmo tempo, ele disse que o Município está trabalhando para melhorar a fiscalização e a regulação. Conforme observou, muito dos gastos que a Prefeitura faz, é de pacientes que vêm encaminhados através de transferências irregulares. Ele apontou, ainda, que na área de Saúde, o prontuário eletrônico já está funcionando na regulação de urência e emergência. A Central de Medicamentos foi informatizada e as salas de vacinação receberam refrigeradores adequados para a manutenção dos estoques. “Quantas crianças foram vacinadas, mas não foram verdadeiramente imunizadas”, questionou Roberto, ele mesmo respondendo que por falta de condições corretas, muitas vacinas podem ter tido sua eficácia comprometida. O que, agora, disse, não ocorrerá mais.
Roberto Naves falou, ainda, sobre os estudos em andamento para a criação de uma casa para atender a pessoas com suspeita de câncer e a Casa do Diabético. Neste último caso, ele busca uma parceria junto ao Curso de Farmácia da UniEVANGÉLICA. E, ainda, relatou que falta pouco para que seja inaugurada a UPA com perfil pediátrico. A UPA da região Norte, também, está avançando e deve ter, em breve, o start para o processo de licitação.

Prédio da Câmara
Quanto à obra do prédio da Câmara Municipal, Roberto Naves adiantou que a Procuradoria Geral do Município já deu o sinal verde para que seja feita a licitação para a elaboração dos novos projetos. Contudo, não foi ainda fixada uma data para que as obras sejam retomadas.

Avenida Brasil
Roberto Naves falou com contundência sobre as obras da Avenida Brasil, especialmente, na região Norte. O Prefeito disse que há poucos dias se reuniu com diretores da JOFEGÊ e estabeleceu a data limite de 31 de junho para que as obras sejam finalizadas. E, não descartou a possibilidade, caso o cronograma não seja cumprido, de se abrir uma nova licitação a fim de que possa haver a conclusão. Além disso, citou que será necessária uma obra emergencial em um dos viadutos, em que um pilar foi fixado onde passa a rede de esgoto, que terá de ser desviada. A obra da Brasil foi licitada no modelo RDC Integral, em que não há apresentação antecipada de projetos, mas durante a realização das obras. O que faz com que elas fiquem mais demoradas. E, também, por conta disso, não foi possível prever diversas intercorrências, como a perfuração de uma adutora de água e, agora, o problema da rede de esgoto.

Jonas Duarte
O chefe do Executivo também disse que a Prefeitura está tomando todas as providências necessárias em relação à obra do anel de arquibancada do Estádio Jonas Duarte. Conforme observou, o projeto que vinha sendo executado era de uma rampa livre, ou seja, não havia degraus. Na prática, não teria utilidade para acolhimento do público. “Se for preciso, vamos fazer outra licitação”, asseverou.

Bolsa
Universitária
O Prefeito anunciou que, após a passagem do feriado de carnaval, deve ser enviado à Câmara, um projeto prevendo a criação do programa Bolsa Universitária Municipal. E, também, um projeto dispondo sobre a criação do Distrito Industrial Municipal, que deverá ter um total de 18 alqueires. Inicialmente, eram projetados apenas três alqueires.

Camelôs
Roberto Naves manifestou ainda preocupação com a região central de Anápolis e disse que um estudo está em andamento para que os camelôs sejam abrigados em um lugar adequado, a fim de que possam trabalhar com mais dignidade. Esse projeto vem de encontro aos comerciantes formais, que pagam impostos e, muitas das vezes, são prejudicados com o comércio informal.

Parque das Águas
No final da audiência pública, o Prefeito Roberto Naves apresentou um vídeo do projeto do Parque das Águas. No local do antigo Clube Ipiranga, será implantado um Jardim Botânico. O local, também, abrigará um prédio da Prefeitura, para onde serão deslocados alguns órgãos. A proposta, ainda, prevê mudanças num dos principais cartões postais de Anápolis, o Parque Ipiranga.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Deputado Coronel Adailton preside CPI das Universidades

26/04/2019

O deputado estadual Coronel Adailton (PP), foi eleito presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), da Assembleia ...

Projeto prevê estender mandato de prefeitos e vereadores

25/04/2019

O Prefeito Roberto Naves e os 23 vereadores de Anápolis podem ganhar mais dois anos de mandato, assim como os demais prefeit...

Prazo para a regularização de imóveis será ampliado até o final de dezembro

25/04/2019

A Câmara Municipal aprovou, em dois turno de votações, em sessões ordinárias ocorridas na última quarta-feira, 24/04, o...

Projeto prevê proteção dos direitos da pessoa com autismo

17/04/2019

O Deputado Estadual Amilton Filho (SD) apresentou, na Assembleia Legislativa, Projeto de Lei que institui em Goiás a Políti...