(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Economia depende de obras estruturantes

Economia Comentários 18 de setembro de 2015

Superintendente do Porto Seco alerta que ações emergenciais precisam ser adotadas para que fase de estagnação não atinja a economia anapolina


As conclusões das obras do Aeroporto de Cargas e sua imediata transformação em unidade de uso misto e da Plataforma Logística Multimodal e também a ampliação do Daia ou a criação de um novo distrito industrial foram apontadas pelo superintendente do Porto Seco, Edson Tavares como ações rápidas e emergenciais que precisam ser executadas para que Anápolis não corra o risco de ser ultrapassada por Aparecida de Goiânia e Rio Verde e se consolide economicamente como o mais importante município goiano, interrompendo o encolhimento no ritmo de sua evolução, registrado nos últimos anos.


“Mesmo com o substancial crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) e de sua população, Aparecida de Goiânia e Rio Verde ficam atrás de Anápolis em termos econômicos”, disse Edson Tavares ao comentar a principal manchete e matéria de capa da última edição do Jornal Contexto, com o título “Anápolis desacelera, enquanto outros municípios avançam”. Ele reconhece, porém, que a cidade tem recebido poucos investimentos novos no seu parque industrial, mas acha que o quadro pode ser revertido com o efetivo engajamento do prefeito João Gomes, de políticos e empresários e com ações mais agressivas junto ao governo estadual para que a cidade atraia mais investimentos, principalmente novos projetos industriais.


Para o superintendente, a causa dessa estagnação foi o não envolvimento de prefeitos anteriores no projeto de se investir em um novo distrito industrial, depois que ficou constatado que as áreas disponíveis no Daia se esgotaram. “Lamentavelmente, há mais de 20 anos que se fala em ampliar o Daia, mas de concreto nada foi feito neste período”, lembra Edson Tavares comemorando a decisão do prefeito João Gomes de se envolver na discussão do problema, seja na busca de área para a ampliação do Daia ou na criação de um novo distrito, através de uma parceria público/privada (PPP).


Ele acha, no entanto, que o prefeito precisa agir com rapidez para evitar o agravamento da situação e reverter o quadro de estagnação no projeto de industrialização do Município. “Aparecida de Goiânia e Rio Verde cresceram muito nos últimos cinco anos devido à agressividade da política industrial destes dois municípios”, acrescentou garantindo que a criação imediata de um novo distrito e a conclusão do aeroporto de cargas e da Plataforma Logística podem mudar o rumo desta história, distanciando Anápolis destas duas cidades economicamente. “Mas isso tem que ser rápido, senão Anápolis perde o bonde da história”, alertou.


Responsabilidades


Edson Tavares acredita que a participação do prefeito é decisiva para que estas ações sejam concretizadas. Ele acha que o prefeito precisa ser mais incisivo nos seus contatos com o governador Marconi Perillo para que o Estado assuma suas responsabilidades neste projeto. “Não foi por falta de representatividade que a política industrial anapolina não avançou nos últimos anos”, garante o superintendente lembrando que vários anapolinos exerceram cargos importantes no governo estadual e nada conseguiram na atração de novos empreendimentos.


“Além de não criarem condições para a concretização de novos projetos, estes auxiliares não procuraram o prefeito para a implantação de um planejamento estratégico juntos, envolvendo o Estado e o Município”, disse Edson Tavares reiterando seu ponto de vista segundo o qual nenhum projeto econômico avança sem a participação do prefeito.


Apesar de reconhecer que Aparecida de Goiânia e Rio Verde cresceram nos últimos anos em velocidade mais rápida, o superintendente não acredita que a posição de Anápolis esteja ameaçada. “As indústrias do nosso pólo farmoquímico fabricam remédios hoje como nunca com sua produção, em apenas uma unidade, passando de 600 milhões para 1 bilhão de comprimidos”, comemora o superintendente afirmando que nos demais laboratórios farmacêuticos o ritmo de produção vem sendo ampliado substancialmente.


“Além disso, a montadora local de veículos está recuperando sua produção com o lançamento do novo Ix-35, o setor imobiliário não reduziu muito o ritmo de suas obras, três novos e grandes hotéis estão em fase de conclusão para atender ao turismo de negócios no eixo Brasília-Anápolis-Goiânia, o nosso comércio atacadista e varejista continua pujante, mesmo com a pequena queda nos últimos meses e o breve início de importantes obras de infraestrutura como os corredores do transporte coletivo e construção de viadutos, dentre outras, com investimentos de mais de R$ 70 milhões vão dar novo aspecto à cidade e com certeza, mexem positivamente com a autoestima dos anapolinos”, disse Edson Tavares reafirmando que o crescimento de Rio Verde e Aparecida de Goiânia é reflexo da participação da prefeitura dos dois municípios na atração de novos empreendimentos. Apesar de achar que Anápolis não está imune à crise financeira que o País vem enfrentando, o superintendente acredita que seus reflexos chegarão mais tarde à cidade e que ela sairá mais cedo dessa crise por causa da força das indústrias locais.

Autor(a): Ferreira Cunha

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Ministério Público quer implantar nova tecnologia para monitorar os preços dos combustíveis

21/09/2017

O projeto MP de Olho na Bomba, desenvolvido pelo Ministério Público de Goiás em parceria com o governo estadual com o obje...

Preços dos combustíveis variam até mais de 36% nos postos

21/09/2017

O Procon de Anápolis realizou, entre os dias 12 e 14 de setembro, pesquisa para aferir a variação de preços dos combustí...

Balança comercial registra o 44º superávit consecutivo

21/09/2017

O secretário de Desenvolvimento (SED), Francisco Pontes comemorou na última quarta-feira, 13, o resultado da balança comer...

Anápolis é a cidade do Estado com mais vagas de emprego

21/09/2017

O Sistema Nacional de Emprego é uma instituição criada pelo Governo Federal, com objetivo de promover a interação entre ...