(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Economia de energia elétrica pode chegar a R$ 8 milhões

Geral Comentários 05 de julho de 2013

Proposta é buscar o uso racional de energia, o que representa vantagens para o Governo


O Governo do Estado poderá economizar cerca de R$ 8 milhões por ano com a revisão dos contratos de fornecimento de energia elétrica. O superintendente de Suprimentos e Logística da Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan), Antônio Eurípedes, se reuniu com representantes de todos os órgãos públicos estaduais e com o gerente do Departamento de Clientes Corporativos da Celg Distribuição, Marcelo Mundim Resende, no auditório Jaime Câmara, no 9º andar do Palácio Pedro Ludovico Teixeira. Em pauta, a revisão de contratos com a Celg para a adequação do consumo.

A Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan) cumpre mais uma etapa do processo de otimização dos gastos públicos, que teve início com os combustíveis, as compras e telefonia. Segundo Antônio Eurípedes, com a implantação do Cartão Combustível o governo passou a economizar até R$ 6,5 milhões ao ano. “O que estamos fazendo é a adequação contratual à demanda efetiva. Quando o contrato de consumo de energia está abaixo da demanda efetiva, o excedente gera multas e um custo altíssimo para o erário. Um exemplo é o contrato de consumo de celular. Quando o usuário gasta acima do plano contratado o valor ultrapassado se torna muito algo para o consumidor”, explica Eurípedes.

A Superintendência de Suprimentos e Logística da Segplan já tem a minuta do contrato aprovado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), pelos órgãos fiscalizadores e de comum acordo com a Celg para que seja feita a revisão de cada órgão e de cada contrato para o ajuste do valor contratado com a demanda efetiva. “O Palácio Pedro Ludovico Teixeira é o melhor exemplo no Estado de valor contratado adequado à demanda efetiva. Nas outras secretarias o contrato está abaixo da demanda”, ressalta Antônio Eurípedes. Para o futuro serão feitas outras revisões para que o governo consiga gerar mais economia com o consumo de energia elétrica.

A Superintendência de Suprimentos e Logística da Secretaria vai fazer o monitoramento do consumo de energia em todos os órgãos públicos do Governo do Estado após a revisão dos contratos junto à Celg. “Nós vamos falar também de dicas de eficiência energética, que é importante para o cidadão dentro de sua residência, e também no trabalho. Vamos orientar também sobre as pessoas e os departamentos que devem ser procurados dentro da Celg para revisão dos contratos”, detalha Marcelo Mundim. Depois desta etapa da otimização dos gastos com energia elétrica, a Segplan dará início à avaliação dos gastos com água.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda

+ de Notícias Geral

SENAI abre as portas para a comunidade

08/11/2018

Pioneiro na formação e qualificação de mão-de-obra para indústria, o Senai de Anápolis, primeira unidade de Goiás, fu...

Ex-presidente de associação condenada a 61 anos

08/11/2018

Criseide Castro Dourado, ex-presidente da Associação de Combate ao Câncer em Goiás, foi condenada a 61 anos de prisão pe...

Documento Digital será lançado no estado de Goiás

08/11/2018

A partir da próxima semana, os motoristas do estado de Goiás poderão acessar, no celular, o seu Certificado de Registro e ...

Provável fechamento da Unidade Oncológica gera polêmica na Cidade

08/11/2018

A notícia de que o tratamento oncológico oferecido pelo Hospital Evangélico Goiano (HEG) a pacientes com câncer poderia s...