(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

ECONOMIA: Cidade está perdendo folego no desenvolvimento?

Economia Comentários 23 de dezembro de 2015

Com a falta de áreas para a expansão industrial e a não consolidação de projetos importantes como a Plataforma Logística, Cidade pode estar perdendo terreno para outros municípios. Mas houve muitas e boas conquistas também


Norte-Sul: primeira locomotiva
Uma imagem que abre mais uma importante página da história de Anápolis: a chegada da primeira locomotiva que deverá operar no trecho da Norte-Sul entre Anápolis e Açailândia. Em dezembro, mesmo ainda sem estar operando de forma oficial, foi feito um carregamento da empresa Granol até o porto maranhense.

BAAN: artilharia antiaérea
A Força Aérea Brasileira confirmou a informação dada pelo Jornal Contexto, em meados de 2013, de que Anápolis iria sediar o Terceiro Grupo de Defesa Antiaérea. E, no mês de novembro, na BAAN, foi realizada uma solenidade militar para o lançamento do novo grupamento.

147 mil contribuintes do IPTU
Em 2015, os 147.240 contribuintes do IPTU/ITU receberam os carnês com um aumento no imposto na ordem de 20%. Para minimizar o impacto deste aumento, o desconto para o pagamento à vista, que era de 10%, subiu para 15%.

Aeroporto misto
A mudança na concepção do projeto do Aeroporto de Cargas de Anápolis foi objeto de debate durante uma audiência pública realizada na Cidade, com a presença de vários representantes do Governo do Estado, responsável pela obra. Conforme foi apresentado na ocasião, o aeródromo deverá funcionar de forma mista, ou seja, como terminal de cargas aéreas e, também, como terminal de embarque e desembarque de passageiros de voos regulares.

ACIA renova diretoria
O empresário Anastacios Apostolos Dagios foi eleito presidente da Associação Comercial e Industrial de Anápolis (ACIA). Ele comandará a entidade pelos próximos dois anos, em substituição ao, também, empresário Luiz Medeiros Pinto. A escolha deu-se por aclamação, já que não houve mais de uma chapa registrada.

Incentivos fiscais
As empresas goianas enquadradas nos programas Fomentar e Produzir respiram mais aliviadas. Foi aprovado, no Senado, o Projeto de Lei de autoria da Senadora Lúcia Vânia (PSDB), que convalida os incentivos fiscais concedidos pelos estados brasileiros - dentre eles Goiás - para atrair investimentos.

Famílias deixam pobreza
Relatório divulgado pelo Ministério do Desenvolvimento Social, ao qual o Jornal Contexto teve acesso, revelou que 576 famílias anapolinas saíram da situação de pobreza extrema. Uma parte delas, inclusive, encontrou a “porta de saída” do programa Bolsa Família, do Governo Federal.

Corrente de comércio
Apenas dois municípios goianos - Anápolis e Catalão - foram listados no ranking das 100 cidades com o maior volume na soma de exportações e importações, a chamada corrente de comércio. Enquanto Catalão aparece na 84ª posição, Anápolis é a 43ª. O Município, também, está entre as 50 cidades do País com maior volume de importação.

DAIA: licença ambiental
O Distrito Agro Industrial de Anápolis com quase 40 anos de fundação, não tem o Estudo e o Relatório de Impacto Ambiental (EIA\Rima). Depois da “descoberta”, surgiram as controvérsias envolvendo os órgãos de governo, empresas e entidades de classe a respeito do problema. Após a intervenção do Ministério Público, uma saída já está a caminho, para as empresas que estão funcionando. As novas, entretanto, só poderão requerer a licença, depois de o imbróglio ser definitivamente solucionado.
Blitz para cobrar IPVA
A Delegacia Regional de Fiscalização de Anápolis, a Polícia Militar e a Companhia Municipal de Trânsito e Transporte realizaram várias operações em Anápolis para receber o IPVA dos motoristas que não pagaram o imposto. Nas blitzen, utilizou-se um equipamento que lê placas e aponta possíveis irregularidades.

Taxa da iluminação sobe
Através de decreto, a Prefeitura reajustou a Contribuição de Iluminação Pública. A medida pegou todo mundo de surpresa e, na Câmara Municipal, rendeu muita polêmica entre os vereadores, inclusive, alguns da base do Prefeito João Gomes (PT), que não concordam com a majoração da CIP. A Prefeitura justificou a medida, alegando o impacto nas contas públicas, dos aumentos na tarifa de energia, uma vez que, também, paga pelo consumo do produto.

Primeiro pedágio
A Triunfo\Concebra, responsável por administrar 1.176,5 quilômetros das BRs 060/153/262, iniciou em agosto a cobrança de pedágio nas praças já implantadas, dentre elas, as de Goianápolis e Alexânia. Nos primeiros dias, houve quem tentasse burlar a cobrança, ou alegando falta de dinheiro ou alegando que não era expedida a nota fiscal.

Prefeitura homologa resultado de licitação
O Diário Oficial do Município, divulgado nesta quinta-feira, 02, trouxe o termo de homologação e adjudicação da concorrência pública nº 008/2010, que trata da outorga de concessão do serviço de transporte urbano em Anápolis. O ato aponta o consórcio Cidade de Anápolis, integrado pelas empresas Expresso São José e Viacap - Viação Capital, como vencedor do certame, com as propostas de R$ 15,6 milhões ofertada para o lote 01 e R$ 12,1 milhões para o lote 02.

R$ 2 bi na economia
Dados do Cadastro Central de Empresas (CEMPRE), divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, revelam que em Anápolis existem cadastradas 10.231 unidades locais, ou seja, empresas e outros tipos de organização. Ainda, conforme o levantamento que tem informações consolidadas de 2013, estas unidades locais empregam mais de 105 mil pessoas e injetam, aproximadamente, R$ 2 bilhões na economia anapolina. Por outro lado, a pesquisa revela que o nível médio de salário está abaixo de vários outros municípios goianos.

Ferrovia sob suspeita
Mais uma vez, a Ferrovia Norte-Sul, que ainda não entrou em operação no trecho goiano, está no alvo de uma investigação conduzida pelo Tribunal de Contas da União. Há vários problemas sendo investigados pelo TCU, inclusive, um possível superfaturamento na ordem de R$ 4,3 milhões, que teria ocorrido no transporte de brita. A Valec não havia se pronunciado a respeito das denúncias.

Furto no Centro de Convenções
O Centro de Convenções de Anápolis foi alvo de um furto de materiais de construção civil empregados no acabamento da obra, que ainda se encontra paralisada. O caso está sendo investigado pelo 2º Distrito Policial, que não descarta a possibilidade do envolvimento de pessoas que trabalham no local. Um caminhão de médio porte foi interceptado, depois de uma denúncia anônima e continha 32 peças de telhas isotérmicas.

Refis foi reeditado
Os contribuintes com dívidas de taxas ou multas da Prefeitura tiveram neste ano uma nova chance para quitar as pendências com a Prefeitura, dentro do Programa de Benefícios Fiscais, o Refis. Os descontos de multas e juros de mora variaram de 60% a 100%. Inclusive, puderam entrar na negociação os débitos já em dívida ativa, ou seja, cobrados judicialmente.

Substitutos dos Mirage
Os governos do Brasil e da Suécia bateram o martelo e fecharam o negócio bilionário de compra e venda de 36 caças supersônicos Gripen NG. O valor da transação é de US$ 5,4 bilhões, incluindo uma parte em armamentos. Boa parte dessas aeronaves será incorporada à frota da Base Aérea de Anápolis, em substituição aos Mirage, de fabricação francesa, que já foram “aposentados”.


Economia desacelera
Pouca gente imagina que Anápolis possa perder a sua hegemonia como principal polo econômico do Estado de Goiás. Mas, esta possibilidade existe e deve ser considerada. Nos últimos anos, a Cidade tem recebido poucos investimentos novos no seu parque fabril. O Distrito Agro Industrial não dispõe de áreas para expansão e, estuda-se a criação de um novo DAIA, inclusive, a partir de investimentos privados. Porém, são projetos que levam tempo para se concretizarem. Enquanto isso, o pé saiu do acelerador e está no freio. Vamos parar de crescer?

Potencial imobiliário
Em meio à crise econômica, o mercado imobiliário de Anápolis resiste em projetar um cenário de pessimismo. A revista Exame, uma das principais publicações de economia do País, colocou a Cidade em 79º lugar no ranking das cidades com grande potencial neste setor. A pesquisa levou em consideração os índices potenciais no investimento em imóveis de alto, médio e baixo padrões, o percentual de déficit habitacional e a relação salarial média.

Consórcio adquire frota de ônibus
O consórcio Urban - Mobilidade Urbana de Anápolis - adquiriu 103 ônibus novos para compor a frota do transporte de massa de passageiros no Município. O convênio com as empresas fornecedoras foi assinado em solenidade na Prefeitura.

Queda na receita
A crise está solta. Em Anápolis, a Prefeitura vem registrando quedas acentuadas em suas receitas, como o ICMS e o FPM, que são repassados, respectivamente, pelos governos Estadual e Federal. Mas, também, há preocupação com a queda de arrecadação de tributos próprios, como o ISS e o ITBI.

Aeroportos de Cargas
Ao contrário do que muita gente pensa, as obras do Aeroporto de Cargas de Anápolis não estão paralisadas. Elas estão na fase de acabamento da etapa inicial, que é a entrega da pista de quase três mil metros. Porém, não estamos sozinhos. A cidade de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, está próxima de viabilizar o seu aeroporto multimodal. O que faz dela, com certeza, uma concorrente potencial.

Projeto DAIA 2
O Prefeito João Gomes e o Governador Marconi Perillo discutiram detalhes do projeto para a implantação, em Anápolis, de um novo distrito industrial que, por enquanto, está sendo chamado de DAIA 2. Um protocolo de intenções que vai nortear as ações e responsabilidades de cada um dentro da parceria público/privada que está sendo estabelecida em torno do projeto.

PIB Goiás
Levantamento feito pelo Instituto Mauro Borges, e pelo IBGE, revela que no segundo trimestre de 2015, o Produto Interno Bruto (PIB) de Goiás teve o pior resultado dos últimos anos. A queda foi verificada nos três setores básicos da economia: indústria, serviços e agropecuária.

Consórcio do João Leite
Demorou. Mas, enfim, Anápolis deverá fazer parte do Consórcio Intermunicipal da Área de Proteção Ambiental do Ribeirão João Leite, que foi criada após a construção da barragem para a formação do lago que vai abastecer a Capital (Goiânia), nos próximos 20 a 30 anos. O consócio é formado por seis municípios que estão dentro da APA e o seu objetivo é defender os interesses das cidades.

Referência em agroecologia
A Cidade de Anápolis faz parte da Comissão de Produção Orgânica de Goiás (CPOrg). A indicação é o reconhecimento do Ministério da Agricultura a todo o trabalho desenvolvido no Município em prol da agricultura familiar e da agroecologia.

Aviação civil
A Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República divulgou uma pesquisa inédita no País, sobre o panorama do setor no País. Um dos recortes desse estudo é o levantamento sobre os aeroportos das cidades (excluindo as capitais), que têm demanda de mercado para aeronaves de, até, 114 passageiros. Anápolis figurou no rol.

Balança em crise
As exportações e as importações feitas por Anápolis registraram baixas acima de 20%, no período de janeiro a outubro de 2015, na comparação com o mesmo período do ano passado. Mas, outros municípios, também, estão sob o efeito da crise e, assim, o Município tem permanecido quase estável no ranking nacional.

Colorida para o Natal
Desde o final de novembro, várias ruas, avenidas, praças e parques de Anápolis ganharam um colorido especial. São milhares de lâmpadas e enfeites para festejar a passagem do Natal e do Ano Novo. Além de fomentar o comércio, a iluminação, a exemplo de outros anos anteriores, também atrai turistas.

Carta de Anápolis
Lideranças políticas e classistas se reuniram com o Governador Marconi Perillo, no Palácio das Esmeraldas. Na oportunidade, foi entregue ao chefe do Executivo goiano um documento denominado “Carta de Anápolis”, no qual consta uma série de reivindicações, dentre elas, a retomada de obras que estão paradas, como é o caso do Centro de Convenções, o contorno viário do Distrito Agro Industrial e a viabilização da Plataforma Logística Multimodal e do Aeroporto de Cargas. O documento faz também cobrança ao projeto de expansão industrial.


Índice Firjan
O Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal revela que Anápolis melhorou o seu desempenho nos itens que fazem parte da avaliação no indicador nacional. Porém, ainda assim, a Cidade perdeu três posições no ranking goiano. Outro dado que chama a atenção, é a evolução em relação à área da saúde.

IPM: perda de receita
O cálculo ainda não é preciso, mas a Secretaria Municipal da Fazenda estima que Anápolis possa ter uma perda mensal no repasse do bolo arrecadado do ICMS pelos municípios e redistribuído pelo Estado, na ordem de R$ 392 mil a R$ 400 mil. É a leitura do resultado final do Índice de Participação dos Municípios (IPM). A queda do índice anapolino, em comparação com o ano passado, não foi grande: apenas 2,24%.

Duplicação da BR-414
Neste mês de dezembro, no auditório da Associação Comercial e Industrial de Anápolis (ACIA), foi realizada uma audiência pública para debater com a comunidade, os impactos da obra de duplicação no perímetro urbano da BR-414, desde o trevo do Recanto do Sol até a entrada do novo presídio, depois da Base Aérea. Porém, ainda não foi definida uma data para o início dos serviços na rodovia.

Natal
Lojistas otimistas, apesar da crise
A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Anápolis estima que as vendas natalinas, este ano, podem registrar uma queda na ordem de 20 a 25%, dependendo do segmento. Mas, há um clima de otimismo na reta final das transações. A entidade divulgou uma pesquisa com a intenção de compras dos consumidores.

Autor(a): Claudius Brito

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

CDL diz que vendas tendem a reagir

14/09/2017

Com um índice inferior ao registrado no conjunto dos municípios goianos, as vendas no comércio varejista de Anápolis caí...

Corrente de comércio supera US$ 1,2 bi

08/09/2017

Dados divulgados pelo Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior apontam que o volume de importações e...

Produção de 2017 daria para alimentar goianos por 13 anos

08/09/2017

Em 2017, a produção agrícola de Goiás alcançou 22 milhões de toneladas. Esta produção seria suficiente para alimentar...

Casa do ex-prefeito Anapolino de Faria está sendo restaurada

18/08/2017

Projetada por um dos mais importantes e conhecidos arquitetos do Brasil, Oscar Niemeyer, a casa do ex-prefeito Anapolino de F...