(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Dívidas em atraso começam a ser encaminhadas para protesto

Geral Comentários 18 de setembro de 2015

Goiânia, Anápolis, Aparecida de Goiânia, Catalão e Rio Verde concentrarão a maior quantidade de remessas para os cartórios


A partir da próxima semana, a Secretaria Estadual da Fazenda envia mais de 14 mil processos de dívidas de contribuintes com ICMS, IPVA e ITCD, inscritos na dívida ativa do Estado para 200 cartórios de protesto de títulos em 11 municípios goianos. Os débitos ultrapassam R$ 726 milhões e quase a totalidade desse valor corresponde a dívidas de ICMS. Goiânia, Anápolis, Aparecida de Goiânia, Catalão e Rio Verde concentrarão a maior quantidade de processos remetidos já que possuem boa capacidade de recebimentos, podendo receber 1,5 mil títulos diariamente.


Esse envio é resultado de acordo de cooperação entre a Sefaz e o Instituto de Estudos de Protestos de Títulos do Brasil (IEPTB-GO) firmado no último dia 11. Serão encaminhados os créditos tributários e não tributários em dívida ativa de ICMS, IPVA e ITCD e todos os contribuintes inscritos na dívida ativa poderão ter o título protestado. A Sefaz tem a opção de executar a dívida na Justiça, mas esse é caminho a ser evitado, porque onera mais o poder público e o contribuinte, além de aumentar o volume de execuções fiscais ajuizadas que, historicamente, tramitam por muito tempo e com menos sucesso na recuperação de crédito.


 


Notificação


Pelo acordo, o cartório notificará o devedor por AR ou edital a partir do momento em que o título for protocolado. Do recebimento, o contribuinte terá três dias úteis para efetuar o pagamento antes que se efetue o protesto. Neste caso, só valerá o pagamento integral. No caso de ter um título protestado, o devedor poderá dirigir-se às delegacia fiscais, agências do Vapt Vupt ou emitir Dare via internet (para pagamento à vista). No caso de pagamento parcelado, o devedor deverá comparecer ao cartório para quitação das custas cartoriais.


A Certidão de Dívida Ativa (CDA) é um título extrajudicial líquido, certo e exigível, que embasa a cobrança administrativa judicial. O protesto é um ato formal e solene pelo qual se prova a inadimplência e o descumprimento de obrigação originada em títulos e outros documentos de dívida, tornando pública essa informação. Dentre os títulos passíveis de protesto está a certidão de dívida ativa da União, Estados e Municípios.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Município quita dívidas trabalhistas de ex-servidores comissionados

19/04/2017

A Prefeitura de Anápolis começa a quitar dívidas trabalhistas do município, que estão pendentes desde 2011, para ex-serv...

Ovos de chocolate com diferenças salgadas, aponta pesquisa do Procon

12/04/2017

O Procon de Anápolis divulgou a pesquisa sobre os preços de produtos para a páscoa- ovos de chocolate e caixas de bombons....

Projeto da sede do MP tem significativo avanço

12/04/2017

A proposta de se definir uma nova sede para as promotorias de Justiça em Anápolis (hoje funcionando em um edifício da Aven...

Advogados receberam a Caravana Nacional de Prerrogativas

07/04/2017

Morosidade do Poder Judiciário; desrespeito por parte de autoridades policiais, juízes, promotores; porte de arma; e até o...