(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Dupla detida com ecstasy e outras drogas em Goiânia

Geral Comentários 03 de fevereiro de 2012

Trabalho realizado por agentes da Polícia Federal localizou e deteve dois elementos que comercializavam entorpecentes de alto valor de revenda


A Delegacia de Repressão a Entorpecentes, da Superintendência Regional da Polícia Federal em Goiás, prendeu na quarta-feira, 01/02, em Goiânia os acusados de iniciais B.A.C., 24 anos, natural de Rio Verde/GO, autônomo e G.R.C., 23 anos, natural de Brasília/DF, vendedor. Ambos foram enquadrados por tráfico de entorpecentes. A constatação deu-se no momento em que o primeiro fazia a entrega de trinta (30) comprimidos de ecstasy, (droga contrabandeada de outros países para o Brasil) a G.R.C. em frente a uma lanchonete localizada na Avenida 85, Setor Bueno, região nobre da Capital do Estado.
Após a entrega da droga, B.A.C. fugiu em uma motocicleta, sendo seguido por uma equipe da Polícia Federal até sua residência, na Vila Abajá. Ele foi abordado quando saía de sua casa. O acusado reagiu à prisão, mas foi imobilizado e detido pelos policiais. Com o mesmo foram apreendidos 121 comprimidos de ecstasy; quatro porções de cocaína (totalizando 05 gramas); quatro caixas do medicamento Durateston; uma caixa de Deca-Durabolin; três mil reais (R$ 3.000,00) em espécie, uma motocicleta Honda 150 Titan e quatro aparelhos celulares. O preso declarou em seu interrogatório formal que a droga foi adquirida no Paraguai, razão pela qual foi autuado por tráfico internacional de entorpecente tipificado nos artigos 33 e 40, inciso I, da Lei nº 11.343/2006 e ainda por resistência à prisão (art. 329 do Código Penal). Foi encaminhado à Casa de Prisão Provisória onde permanecerá à disposição da Justiça Estadual.
Por seu lado, G.R.C. declarou que os 30 comprimidos adquiridos seriam para seu consumo pessoal, e seriam utilizados no período do Carnaval e em outras festas que frequenta, sendo então autuado em Termo Circunstanciado por uso de entorpecente, com previsão contida no artigo 28 da Lei nº 11.343/2006.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Município quita dívidas trabalhistas de ex-servidores comissionados

19/04/2017

A Prefeitura de Anápolis começa a quitar dívidas trabalhistas do município, que estão pendentes desde 2011, para ex-serv...

Ovos de chocolate com diferenças salgadas, aponta pesquisa do Procon

12/04/2017

O Procon de Anápolis divulgou a pesquisa sobre os preços de produtos para a páscoa- ovos de chocolate e caixas de bombons....

Projeto da sede do MP tem significativo avanço

12/04/2017

A proposta de se definir uma nova sede para as promotorias de Justiça em Anápolis (hoje funcionando em um edifício da Aven...

Advogados receberam a Caravana Nacional de Prerrogativas

07/04/2017

Morosidade do Poder Judiciário; desrespeito por parte de autoridades policiais, juízes, promotores; porte de arma; e até o...