(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Duas mortes estão sendo investigadas no Município

Saúde Comentários 13 de maio de 2015

Em Goiás, chega a 18 o número de óbitos pela doença e suas complicações. Casos notificados beiram 100 mil no Estado


A Secretaria Estadual de Saúde divulgou na quarta-feira,06, o balanço dos casos de dengue em Goiás, com dados coletados de janeiro até o dia 02 último. De acordo com os números apresentados, o número de casos notificados da doença chegou a 98.563 e o total de óbitos confirmados a 18. Há, ainda, 50 mortes sob suspeita em todo o Estado, duas delas ocorridas em Anápolis.


De acordo com a SES, Goiânia continua sendo a cidade com o maior número de casos notificados, 40.764. Em 2º lugar vem Aparecida de Goiânia (8.523), seguida de Anápolis (3.759), Jataí (2.709), Rio Verde (1.981), Ceres (1.805), Goianira (1.714), Mineiros (1.698), Goiatuba (1.577) e Caldas Novas (1.419).


As mortes confirmadas aconteceram em Aparecida de Goiânia (02), Brazabrantes (01), Crixás (01), Goianésia (01), Goiânia (08), Iporá (01), Morro Agudo (01), Rialma (01), Rio Verde (01) e Trindade (01).


Já os óbitos suspeitos, ou seja, que ainda dependem de confirmação, aconteceram em Abadiânia (01), Alto Paraíso de Goiás (01), Anápolis (02), Aparecida de Goiânia (04), Britânia (01), Caldas Novas (02), Caldazinha (01), Campos Belos (01), Goianésia (01), Goiânia (14), Goianira (02), Goiatuba (01), Itumbiara (01), Jataí (04), Mineiros (02), Morrinhos (01), Nazário (01), Nerópolis (01), Novo Gama (01), Palmeiras de Goiás (01), Porangatu (01), Professor Jamil (01), Rubiataba (01), São Luís de Montes Belos (01), Senador Canedo (02) e Uruaçu (02).


O secretário municipal de Saúde, Luiz Carlos Teixeira, considera que o quadro em Anápolis não é de grande gravidade, como ocorre, por exemplo, em Goiânia e no Rio de Janeiro. No entanto, ele enfatiza que o poder público continua fazendo a sua parte em relação às medidas preventivas e no enfrentamento da doença e conclama a população que mantenha-se alerta para evitar o surgimento de focos do mosquito Aedes aegypti nas residências.


O trabalho de prevenção, segundo informou, deverá ganhar reforço de soldados da Base Aérea de Anápolis, que a partir da semana que vem começarão a passar por um treinamento, para que possam atuar junto aos agentes de combate à endemia. Não há, ainda, um número definido sobre o efetivo que irá participar da ação. De acordo com o secretário, esta será a primeira etapa de um trabalho que será reforçado a partir de novembro, quando recomeça o período o chuvoso e aumenta a proliferação de mosquitos.


 


Goiás


O secretário estadual da Saúde, Leonardo Vilela, em entrevista coletiva à imprensa, para a apresentação do relatório da dengue, observou que tendo em vista o comportamento da doença em anos anteriores, a partir de agora, com a diminuição das chuvas no Estado, os números tendem a cair. “Acredito que estamos em uma fase de estabilização, com tendência de queda dos nossos casos. Mas isso não quer dizer que a população deva se descuidar. A forma mais eficaz de combater a dengue é evitando o criadouro e não deixando água parada”, alertou. Ele ainda informou que 80% dos focos do mosquito transmissor da dengue, o Aedes aegypti, estão dentro dos domicílios; outros 20% estão nos logradouros públicos.


Semanalmente, a Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO) elabora e divulga um boletim epidemiológico com as principais informações da doença nos 246 municípios goianos. A partir de agora, o boletim da dengue terá dois novos dados: os casos prováveis e os casos confirmados. Até o momento, o boletim epidemiológico trazia a informação dos casos notificados de dengue.


Os números em Goiás, dentro dessa nova metodologia, são: Total de casos notificados, 98.563; Casos prováveis, 69.375; Casos confirmados, 34.973; Óbitos, 18.

Autor(a): Da Redação

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Cirurgias pediátricas tem fila de espera reduzida

18/08/2017

Já medicado, o garoto J.B.N., 4, demonstrava tranquilidade, ao entrar no centro cirúrgico do Hospital Evangélico, para rea...

Goiás ocupa a terceira posição no ranking nacional em transplante de córneas

18/08/2017

Em Goiás, são realizados transplantes de córneas, rins, coração e medula óssea, sendo que o de córneas é o mais comum...

Franquia Oral Sin se instala em Anápolis

10/08/2017

Acaba de chegar em Anápolis a primeira franquia Oral Sin Implantes. O empresário e odontólogo Leonardo Lara recebe convida...

Município deve receber mais recursos para medicamentos

03/08/2017

Definido no último dia 31 de março, o fechamento das unidades próprias do programa Farmácia Popular deve otimizar a utili...