(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

DPVAT - Valor deste ano caiu em relação a 2017

Geral Comentários 09 de agosto de 2018

Proprietários que pagaram R$ 63,69 passaram a pagar cerca de R$ 45,72. O seguro vem junto com a cota única ou a terceira parcela do IPVA


O Seguro obrigatório para Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT) é cobrado anualmente junto à terceira parcela ou cota única do Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Veículos isentos de IPVA tem o vencimento do seguro obrigatório somado ao licenciamento anual.
A Seguradora Líder, administradora do DPVAT, reembolsa despesas com eventuais acidentes ocorridos dentro do território nacional envolvendo veículo automotor, observados os limites de valores para cada tipo de veículo. O recolhimento do seguro obrigatório garante indenizações em caso de morte, invalidez permanente e o reembolso de despesas médicas e hospitalares.
Os proprietários de veículos automotores só recebem o Certificado de Registro e Licenciamento de veículos (CRLV) do ano corrente estando o seguro DPVAT quitado. Vale lembrar que o documento de comprovação do licenciamento anual do veículo é de porte obrigatório, de acordo com a Resolução do Contran nº 664/86. Vítimas de acidentes de trânsito causados por veículos cujo proprietário esteja inadimplente com o seguro DPVAT, estão amplamente cobertos, apenas o proprietário devedor perde o benefício.

Redução
Segundo a Seguradora Líder, os valores para pagamento do seguro em 2018 tiveram uma redução de 35%, em relação ao cobrado no ano passado, para quase todas as categorias de veículos com exceção das motocicletas. Proprietários de carros que pagaram R$ 63,69 passaram a pagar cerca de R$ 45,72. Para os de motos, o valor do seguro é de R$ 185,50.
Os proprietários de ciclomotores, as chamadas cinquentinhas, motos ou triciclos com até 50 cilindradas, pagaram em 2018 o valor de R$ 57,61. Já os proprietários de motos, ônibus, micro-ônibus e vans pagam R$ 103,78.
O boleto do DPVAT é entregue no endereço do veículo cadastrado no Detran Goiás, juntamente com o boleto da terceira parcela do IPVA ou cota única. A guia de recolhimento do Dpvat pode ser retirada também por meio do site: https://pagamento.dpvatsegurodotransito.com.br/. O usuário precisa do CPF e dos números do Renavam e da placa do veículo para ter acesso ao boleto.

Valores
de Indenização
O Seguro DPVAT é um seguro de caráter social que ampara e protege todas as vítimas de acidentes de trânsito em todo o Brasil, seja motorista, passageiro ou pedestre, sem necessidade de apuração da culpa.
O Seguro garante três tipos de indenizações: morte, com indenização de R$ 13.500,00, invalidez permanente com indenização de até R$ 13.500,00, e reembolso de despesas médicas e hospitalares em até R$ 2.700,00.

Sobre o DPVAT
O Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT) existe desde 1974. É um seguro de caráter social que indeniza vítimas de acidentes de trânsito, sem apuração de culpa, seja motorista, passageiro ou pedestre. O DPVAT oferece coberturas em caso de morte, invalidez permanente e reembolso de despesas médicas e hospitalares.
O pagamento da indenização é feito em conta corrente ou poupança da vítima ou de seus beneficiários, em até 30 dias após a apresentação da documentação necessária.
O prazo para solicitar a indenização por morte é de até três anos contados da data do óbito. Para despesas médicas a contagem do prazo se inicia a partir da data do acidente. No caso de indenização por invalidez permanente este prazo é de três anos a contar da ciência da invalidez permanente pela vítima.
Os recursos do Seguro DPVAT são financiados pelos proprietários de veículos, por meio de pagamento anual. Do total arrecadado, 45% são repassados ao Ministério da Saúde (SUS), para custeio do atendimento médico-hospitalar às vítimas de acidentes de trânsito em todo país e outros 5% são repassados ao Ministério das Cidades (Denatran), para aplicação exclusiva em programas destinados à prevenção de acidentes de trânsito. Os demais 50% são voltados para o pagamento das indenizações e reservas.


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

UniEVANGÉLICA promove IV Semana Internacional

18/10/2018

A UniEVANGÉLICA irá realizar de 22 a 26 de outubro a 4ª edição da sua Semana Internacional, com o tema: ‘Um mundo mais...

Cemitérios são preparados para o Dia de Finados

18/10/2018

Em meio às atribulações do dia a dia, milhares de pessoas farão uma pausa em 2 de novembro, Dia de Finados, para homenage...

Estradas vicinais recebem melhorias

18/10/2018

Os produtores e moradores da zona rural têm experimentado mais tranqüilidade e segurança ao transitar pelas estradas vicin...

Enel é obrigada a religar energia a residência em Anápolis

18/10/2018

Em Anápolis, juiz Eduardo Walmory Sanches, da 1ª Vara Cível, determinou que a Enel Distribuição Goiás, restabeleça o f...