(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

DNIT ainda não tem previsão para duplicar trecho urbano da BR-414

Geral Comentários 13 de abril de 2018

Órgão diz que apenas o projeto básico da obra foi aprovado, restando ainda o executivo para só depois ser licitado


Embora já tenha sido apresentado em uma audiência pública realizada em dezembro de 2015, no auditório da Associação Comercial e Industrial de Anápolis (Acia), o projeto de adequação da BR-414, no trecho que corta o perímetro urbano de Anápolis, dificilmente sairá do papel este ano e com pequenas possibilidades de ser executado nos próximos dois anos.
Com o anúncio de que a Base Aérea (ALA 2) vai aumentar suas operações e também o seu efetivo, com impactos direto no trafego e na movimentação de veículos na rodovia, o Jornal Contexto procurou a unidade do Dnit em Goiás para saber quando esse projeto de adequação da BR-414 será executado. No escritório local do Dnit, a reportagem foi orientada a procurar a Assessoria de Comunicação da Superintendência Regional do órgão, em Goiânia, o que foi feito na manhã da última terça-feira, 10, através de um e-mail contendo algumas perguntas sobre o projeto, previsão para o início de execução do projeto, custo da obra e outros detalhes.
A resposta só chegou às 10 horas e 46 minutos de quinta-feira, 12. Com apenas três linhas sobre o assunto, a resposta se limitou a informar “que o projeto básico das adequações na BR-414 foi aprovado”, mas que o projeto executivo “ainda está em andamento. Depois que o mesmo for aprovado”, acrescenta a resposta da Assessoria de Comunicação do Dnit, “as obras poderão ser licitadas. Portanto, não temos prazo definido para o seu início, pois são necessárias avaliações e aprovação da nossa equipe, do produto entregue pela empresa projetista contratada”, conclui a nota, sem nenhuma outra informação adicional sobre o assunto, mas acrescentando que “aproveitamos a oportunidade para também informar que temos contratos ativo de manutenção da pista e recuperação de pontes da BR-414, no trecho que liga o município de Anápolis ao município de Niquelândia”, conclui.

SEM RECURSOS
O texto sintético da Assessoria de Comunicação da Superintendência Regional do Dnit contradiz um pouco com informações obtidas em off no órgão. Por razão obvia, o Jornal vai preservar a identificação dessa fonte, que deu informações que vão além das que foram prestadas pela Assessoria de Comunicação. Segundo esta fonte, sem revelar quando, o projeto de adequação da rodovia já foi concluído a algum tempo e não há previsão de ser licitado por falta de recursos para sua execução.
O projeto, de acordo com matéria assinada pela Assessoria de Imprensa do Dnit/Go, com data de 15/12/2015, anunciando a audiência pública para a comunidade conhecê-lo e apresentar sua opinião, prevê a adequação da BR-414, apenas no perímetro urbano de Anápolis. A matéria esclarecia que ”o segmento do Km 431,04 ao Km 438,80 passará por obras de duplicação re restauração da pista existente. Estão incluídas a construção de pistas laterais e a implantação de itens de segurança. O empreendimento prevê também - acrescenta a matéria – a construção de viadutos, pontes, passarelas, retornos, baias para as paradas de ônibus, melhorias de traçado e greide da rodovia”.
A época, a Assessoria de Imprensa do Dnit/Go assegurava que as melhoria “garantirão aos usuários mais segurança e conforto, além de facilitar o acesso aos bairros adjacentes à BR-414 e também à Base Aérea”. Reconhecia também que a rodovia tem ampla interferência no peímetro urbano de Anápolis, devido a existência de grandes núcleos populacionais em suas margens. “Trata-se de uma via muito utilizada no trajeto para quem visita as cidades turísticas de Pirenópolis e Corumbá e também é um corredor logístico do Estado de Goiás”, concluiu a matéria.
A audiência pública promovida em 2015 pelo Departamento Nacional de Infraestrautura de Transporte, segundo justificou à época a Assessoria de Imprensa do Dnit-Goiás teve como objetivo mostrar à comunidade o projeto de adequação da BR-414 e abrir espaço para o órgão conhecer a opinião dos anapolinos.

Autor(a): Ferreira Cunha

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

UniEVANGÉLICA - Seminários destacam direitos da pessoa com deficiência

20/09/2018

Foi promovido nesta semana na UniEVANGÉLICA o Seminário dos Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, uma iniciativa d...

Regulamenta lei que proíbe fabricação e uso do cerol

20/09/2018

O governo de Goiás editou o Decreto n° 9.316, de 18 de setembro de 2018, que regulamenta a Lei n° 17.700/2012, que dispõe...

Comarca de Anápolis fica de fora do plano para a expansão de novas varas

20/09/2018

A Comarca de Anápolis ficou de fora da primeira fase do plano de reestrutura judiciária, definido pela Lei 20.254/18, que d...

Vereador destaca do Dia do Vicentino

20/09/2018

Em discurso no pequeno expediente, durante a sessão ordinária da última quarta-feira,19, o vereador Lisieux José Borges (...