(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Dia D contra a paralisia infantil

Saúde Comentários 08 de junho de 2013

Meta da Secretaria Municipal de Saúde é imunizar mais de 22 mil crianças contra a poliomielite


A Secretaria Municipal de Saúde lança nesta semana a Campanha de Vacinação contra a paralisia infantil para crianças de seis meses a menores de cinco anos. O Dia “D” acontece neste sábado, 08, das 08 às 17 horas, na Praça Americano do Brasil e em vários outros postos espalhados na cidade.
A Campanha tem por objetivo manter o Brasil na condição de país certificado internacionalmente como erradicado de paralisia infantil. A meta é que em Anápolis mais de 22 mil crianças sejam vacinadas, o que representa 95% desse grupo. Os pais devem levar seus filhos com o cartão de vacina, de seis meses a menores de cinco anos, em um posto de saúde até o dia 21 de junho para receber uma dose.
Para o secretário municipal de saúde, Luiz Carlos Teixeira, a vacina é muito importante e os pais não podem deixar de levar seus filhos. “A paralisia infantil ainda é um problema em alguns países e vacinar nossas crianças é nos certificar que elas estão mesmo protegidas contra o vírus”, disse. Além disso, segundo o secretário de saúde, durante a campanha também acontece a intensificação da vacinação contra a febre amarela e atualização do cartão de vacina daquelas crianças que estão incompletas.
A meta do Ministério da Saúde é fazer com que o Brasil continue livre da doença e, em Goiás, o objetivo é imunizar 307.189 crianças, o que representa 95% do contingente total (407.568). Esta é a 34ª Campanha Nacional de Vacinação Contra a Pólio. Há 24 anos não é registrado nenhum caso da doença no País. Todos os anos, Goiás alcança a meta preconizada pelo Ministério da Saúde (MS), que é a de vacinar, no mínimo, 95% das crianças em idade de receber a vacina.
Este ano, o público alvo a ser vacinado na campanha é a partir dos 6 meses, com a vacina oral (VOP), as chamadas gotinhas. Isso porque as crianças menores de 6 meses já estão sendo vacinadas com a injetável (VIP) nos postos de vacinação. É importante reforçar que os pais não esqueçam de levar a caderneta de vacinação dos filhos para que o profissional de saúde possa avaliar a situação vacinal da criança. Se a criança menor de cinco anos nunca tiver tomado nenhuma dose injetável, não tomará as gotinhas neste momento. Deverá iniciar o esquema vacinal com a injetável. Por esse motivo, o Ministério da Saúde recomenda que os estados e municípios disponibilizem também a injetável nas suas unidades básicas de saúde, embora nesta campanha sejam utilizadas as duas gotinhas. O objetivo é evitar que crianças que estejam com o esquema vacinal contra a poliomielite atrasado percam a oportunidade de vacinação.

A doença
A poliomielite é uma doença viral, causada por poliovírus e subdivide-se em três sorotipos (1, 2 e 3). É altamente contagiosa, e afeta principalmente crianças menores de 5 anos de idade. O vírus é transmitido através de alimentos e água contaminados e se multiplica no intestino, podendo invadir o sistema nervoso. Muitas pessoas infectadas não apresentam sintomas da doença (febre, fadiga, cefaleia, vômitos, rigidez no pescoço e dores nos membros), mas excretam o vírus em suas fezes, portanto, podem transmitir a infecção para outras pessoas.
Falta de higiene e de saneamento na moradia, além da concentração de muitas crianças em um mesmo local, favorecem a transmissão. O período de incubação (tempo que demora entre o contágio e o desenvolvimento da doença) é geralmente de 7 a 12 dias, podendo variar de 2 a 30 dias. A transmissão também pode ocorrer durante o período de incubação.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Obras do Centro Pediátrico 24 horas seguem o cronograma

12/01/2018

A obra do Centro Pediátrico 24h, construída ao lado do Cais Mulher, no Bairro Maracanã, iniciou o ano de 2018 se preparand...

Ambulatório de Queimados registra aumento de demanda

29/12/2017

No Ambulatório de Queimados do Hospital Municipal Jamel Cecílio são atendidos, em média, 80 pacientes por dia, vítimas d...

Casos de AIDS têm aumento de 70% no Município

29/12/2017

O número de pacientes soropositivos para a Aids, teve um aumento de cerca de 70 por centro este ano, comparado aos anos ante...

SAMU promove simulação de acidentes no Parque da Cidade

22/12/2017

Visando capacitar e avaliar a atuação dos profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a Prefeitura...