(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

DEM atrai Pedro Canedo e trabalha formação de via alternativa

Política Comentários 15 de abril de 2016

Democratas e PMDB, além de outros partidos, poderão criar um grupo para fazer frente à polarização PT-PSDB no pleito de outubro próximo


O Democratas (DEM) e o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) vão caminhar juntos nas eleições deste ano em Anápolis. A informação foi repassada ao jornal Contexto pelo presidente do Diretório do DEM, Carlos César Toledo. Segundo ele, nos próximos dias, inclusive, será realizado um ato político para anunciar o pré-candidato do partido à sucessão do Prefeito João Gomes, do Partido dos Trabalhadores (PT).
Carlos Toledo ressaltou que, no último dia 10, houve uma reunião com o Senador Ronaldo Caiado, presidente regional do DEM, o qual respaldou integralmente a pré-candidatura de Canedo e a aliança com o PMDB. A proposta, explicou o dirigente do DEM, é estruturar uma via alternativa para fazer o contraponto à possível polarização PT-PSDB e, principalmente, apresentar ao eleitor anapolino um projeto consistente de governo.
O presidente do Diretório Municipal do DEM declarou que abriu conversa com vários outros partidos, dentre eles o PSB, o PTB, o PSC e o PSL e, conforme disse, a receptividade ao projeto tem sido muito boa. “Anápolis merece uma nova força política e novas lideranças, com o Senador Caiado fazendo parte desse grupo”, ponderou Carlos Toledo.
Em relação ao PMDB, que já havia sinalizado a pré-candidatura do Vereador Eli Rosa, o presidente do DEM explicou que, durante uma reunião com lideranças peemedebistas, ficou acordado que as pré-candidaturas poderão correr conjuntamente e, na época das convenções, ou seja, no final do mês de julho, o pré-candidato que apresentar melhor densidade eleitoral irá representar o grupo e um apoiará o outro, até mesmo, indicando o vice para a chapa majoritária. Conforme disse, em vários municípios goianos, o DEM e o PMDB vão caminhar juntos e já visando um projeto mais a longo prazo, para as eleições de 2018, ao Governo de Goiás, com a possível candidatura de Ronaldo Caiado ao cargo.
Para Carlos Toledo, a via alternativa nasce não apenas da vontade dos partidos, mas do próprio eleitorado anapolino. “Temos pesquisas que nos orientam neste sentido”, pontuou, acrescentando que as conversas com os partidos vão se intensificar nos próximos dias, mesmo com os partidos que têm pré-candidatos lançados, como por exemplo o PSB, do Vereador Frei Valdair, e o PSC, do ex-diretor geral do Procon, Valeriano Abreu.
Quanto à pré-candidatura de Pedro Canedo, o presidente do DEM ressalta que o médico oftalmologista, ex-deputado federal, recém-filiado ao partido, junto com o seu filho, Pedro Paulo, é uma liderança política reconhecida, com larga folha de serviços prestado ao Município e que tem um bom trânsito em todas as correntes políticas. “É um nome que agrega em prol de Anápolis”, defendeu.
E, em entrevista à Rádio São Francisco, na manhã de quinta-feira, 14, o médico Pedro Canedo confirmo a disposição em colocar seu nome à apreciação do eleitorado anapolino, mas ponderou que ainda é precoce afirmar ser candidato. “Depende de conversas, depende de alinhamentos políticos, depende de muita coisa. Mas, se tiver meu nome escolhido, tenho propostas exequíveis e positivas para uma boa administração em Anápolis. A princípio vamos montar um grupo de trabalho para levar esta proposta diante, lembrando, entretanto, que o termômetro para tudo isso é o eleitor”, justificou Pedro Canedo.

Autor(a): Claudius Brito

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Fundo bilionário para patrocinar as campanhas

10/08/2017

Os deputados integrantes da comissão especial que analisa mudanças nas regras eleitorais (PEC 77/03) acabam de rejeitar um ...

Antônio Gomide admite participar de chapa majoritária em 2018

10/08/2017

A pouco mais de um ano para as eleições gerais (Presidente da República; governadores; dois senadores por estado, deputado...

Antônio Gomide admite participar de chapa majoritária em 2018

10/08/2017

A pouco mais de um ano para as eleições gerais (Presidente da República; governadores; dois senadores por estado, deputado...

Dívidas do Estado com a União alongadas em até 240 meses

20/07/2017

Aprovadas na Assembleia Legislativa nas sessões realizadas no período de convocação extraordinária, nos dias 14 e 17 des...