(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Delegado Regional redistribui áreas de atuação de distritos policiais

Segurança Comentários 03 de novembro de 2016

Com a redistribuição, número de DPs cai de sete para seis, mas cria delegacias especializadas, com atendimento 24 horas


O Delegado Regional da Polícia Civil em Anápolis, Fábio Alves de Castro Vilela está redistribuindo as áreas de atuação dos sete distritos policiais existentes na Cidade, obedecendo, segundo ele, a um padrão internacional, que adota a distribuição das unidades policiais por bairros e não por ruas como funcionava no Município até recentemente. “Com esta mudança, a Cidade fica com um novo mapa na área de segurança pública, eliminando muitas imprecisões e ambiguidades nos registros de ocorrências e também nas investigações” disse o delegado Fábio Vilela explicando que seu trabalho obedece às diretrizes repassadas pelo secretário de Segurança Pública, o vice-governador José Éliton.
Ele revelou que o foco dessa nova diretriz é o combate aos crimes contra as pessoas e contra a vida e envolve outros eixos como o combate ao tráfico de drogas e crimes contra o patrimônio. O delegado Regional informou que com essa nova diretriz, o secretário José Éliton implantou vários sistemas de informação interligados, com registros de atendimento integrados em um único banco de dados. “O problema de Anápolis era a forma como a cidade era distribuída por unidades policiais”, completou Fábio Vilela.
Ele explicou que antes da redistribuição, os sete distritos policiais investigavam todo tipo de procedimento, provocando um aumento significativo de trabalho de planejamento de suas ações e, mais ainda, no levantamento de dados estatísticos, considerando que em alguns casos um mesmo crime fosse registrado em dois distritos policiais distintos. “Isso gerava confronto, exigindo a realização de trabalhos de auditagem”, esclareceu o delegado explicando que, por essa razão, os distritos policiais foram redistribuídos por bairros, reduzindo de sete para seis, o número de unidades territoriais.
Delegacias especializadas
Com a redistribuição dos distritos policiais, foram criadas delegacias especializadas de homicídios, de atendimento à mulher, ao adolescente, ao idoso e portadores de necessidades especiais e ao consumidor. Foram, também, criadas as delegacias especializadas de atos infracionais, de proteção ao meio ambiente, de apuração de crimes de trânsito, de combate ao narcotráfico e de repressão a furtos e roubos de natureza patrimonial, com funcionamento 24 horas.
Fábio Vilela informou que o novo sistema trabalha com tecnologia da informação, o que vai agilizar as ações da Polícia Civil porque, segundo ele, não será preciso mais fazer serviço dobrado em planejamento e levantamento de dados estatísticos. Ele explicou, no entanto, que para a população a redistribuição dos distritos policiais não acarretará nenhuma alteração, porque o processo de transição é lento, gradual e sem interrupção. Segundo ele, as mudanças estarão sendo sedimentadas e efetivadas até o início de 2017, com possibilidade de antecipar ou mesmo retardar, o que facilita à população a se adaptar.
“A mudança maior é a reestruturação interna da Polícia Civil”, acrescentou o delegado reafirmando que para a população o que muda é a qualidade no atendimento, com procedimentos mais rápidos e um planejamento de ações mais eficiente. Disse, ainda, que as investigações serão mais rápidas e eficientes. Fábio Vilela defende uma ação integrada com a Polícia Militar e a Polícia Técnico-Científica para que o trabalho gere resultados práticos e mais condenações de acusados de crimes.
Com a redução de sete para seis, o 1º DP permanece no centro com atendimento aos moradores de toda a região central e bairros adjacentes; o 2º DP, com atendimento a todos os bairros da região sudoeste; o 3º DP na região dos bairros Jundiaí e Anápolis City e demais bairros da região centro-leste; o 4º DP, na Vila Jaiara, e atendimento a todos os bairros da região noroeste; o 5º DP, no Recanto do Sol e atendimento a todos os bairros da região norte e, o 6º DP, no Conjunto Filostro Machado e atendimento a bairros da região leste, até o Bairro Industrial Munir Calixto.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Segurança

Comitiva do Ministério da Ciência e Tecnologia visita a ALA 2

12/10/2017

Na última terça-feira,11, uma comitiva do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) visitou...

Implantação do Polo de Defesa poderá ter linha de crédito federal

12/10/2017

Resultado da reunião ocorrida na última terça-feira, 10, com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, o projeto de implantaç...

Fugas expõem fragilidade na segurança da Cadeia Pública

06/10/2017

No domingo, primeiro de outubro, quatro presos conseguiram escapar do Centro de Inserção Social “Monsenhor Luiz Ilc” ap...

ALA 2 começa a se preparar para receber os primeiros caças Gripen

08/09/2017

Denominada de Base Aérea de Anápolis até dezembro do ano passado e, a partir de então, de ALA 2, a unidade local da Forç...