(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Delegacia do Deficiente será, finalmente, regulamentada

Cidade Comentários 03 de novembro de 2017

Governo encaminhou para a Assembleia Legislativa proposta que cria e estrutura a delegacia especializada em Anápolis


O Governo do Estado protocolou na Assembleia Legislativa, Projeto de Lei que cria a Delegacia Especializada no Atendimento à Pessoa com Deficiência de Anápolis (DEAPD), jurisdicionada à 3ª Regional da Polícia Civil. A informação foi confirmada na última quarta-feira,1º, pelo Deputado Carlos Antônio. Segundo ele, a matéria irá tramitar pelas comissões e vai passar por duas votações na Casa para, em seguida, às à sanção do Poder Executivo. Segundo ele, a expectativa, no entanto, é que em breve a especializada esteja funcionando com o devido amparo legal.
Em reportagem na edição 644 do Jornal Contexto (20 a 26 de outubro), o Delegado Manoel Vanderic Filho informava sobre a possibilidade de a delegacia interromper o atendimento, devido ao fato de a mesma estar funcionando sem respaldo legal. A DEAPD foi criada em novembro de 2014 e, de lá para cá,vem funcionando graças à dedicação da equipe comandada pelo Delegado, porém, sem a quantidade de pessoal adequada e em uma estrutura física que poderia ser bem melhor, pelo retorno que as mesmas dão à sociedade por meio do trabalho que executam.
Na terça-feira,31, em evento com a participação do Governador Marconi Perillo, o secretário estadual de Segurança e Administração Penitenciária, Roberto Balestreri e o diretor-geral da Polícia Civil, Delegado Álvaro Cássio dos Santos, já haviam anunciado a criação de três delegacias especializadas: a de Atendimento à Pessoa com Deficiência em Anápolis e em Aparecida de Goiânia; a Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos, em Goiânia e a Delegacia Especializada no Atendimento ao Idoso, também em Aparecida de Goiânia. Esta última já existe em Anápolis e é também comandada pelo Delegado Manoel Vanderic.

Medidas anunciadas pelo Governo para a Polícia Civil de Goiás
- Assinatura das promoções de 759 policiais civis: 324 agentes; 300 escrivães, 118 delegados e 17 papiloscopistas;
- Realização de concurso público para contratação de 100 delegados de polícia e 550 escrivães e agentes de polícia;
- Criação de mais três delegacias especializadas: a Delegacia de Repressão a Crimes Rurais; a Delegacia de Repressão a crimes Cibernéticos; e das Delegacias Especializadas no Atendimento à Pessoa com Deficiência em Anápolis e em Aparecida de Goiânia
- Implantação da Delegacia Especializada no Atendimento ao Idoso de Aparecida de Goiânia;
- Publicação da Lei Número 19.828, de 18 de setembro de 2017, que autoriza que a polícia civil aplique, no aprimoramento do combate à lavagem de dinheiro e ao crime organizado, os bens e valores apreendidos no enfrentamento desses crimes. (Com informações do site: goiasagora.go.gov.br)

Autor(a): Claudius Brito

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Sociedade se mobiliza para reduzir indicadores de dengue em Anápolis

22/03/2019

A Prefeitura de Anápolis lança nesta sexta-feira, 22, a campanha: “Todos em ação contra o mosquito – dengue, chikungu...

SANEAGO intimada a reparar estação de tratamento de esgoto sanitário

15/03/2019

Acatando parcialmente pedido de liminar do Ministério Público de Goiás, o juiz Carlos Eduardo Rodrigues de Sousa, da Vara ...

Moderna tecnologia é aplicada para melhorar a qualidade de vida

07/03/2019

Cada vez mais, a tecnologia se torna um grande aliado para a saúde e o bem estar das pessoas. Com isso, aumenta, também, o ...

Projeto de vereadora propõe punir com multas os “sujões” da Cidade

07/03/2019

Matéria em tramitação na Câmara Municipal quer penalizar quem descarta papéis; anúncios; invólucros, sobras de aliment...