(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Definido o Observatório Municipal de Segurança

Segurança Comentários 02 de fevereiro de 2017

Antigo GGIM ganha novas funções e vai priorizar ai inteligência e a tecnologia para combater o crime em suas mais variadas vertentes na Cidade


Com a nova ordenação administrativa aprovada pela Câmara de Vereadores, o Governo Municipal dá início à política de segurança proposta em campanha. O primeiro passo foi criar o Observatório Municipal de Segurança, que assume as funções do antigo Gabinete de Gestão, todavia, com novas atribuições e com objetivo mais avançados. Para comandar esta pasta foi convocado o Bacharel Glayson Reis, um dos mais experientes delegados da Polícia Civil do Estado de Goiás e profundo conhecedor das demandas da área no município. Ele falou ao Jornal Contexto sobre as prioridades do Observatório.
De acordo com o titular do Observatório Municipal de Segurança, o órgão terá diversos setores de atuação, com destaque para a Fiscalização de Posturas, a Defesa Civil o GGIM e a Guarda Municipal. Quanto à Defesa Civil, ele adianta que já foi definida uma estrutura física para o início das atividades e que se trata de uma importante vertente a ser trabalhada. A Guarda Municipal, também proposta de campanha do Prefeito Roberto Naves, Glayson Reis disse que ainda este ano ela estará em funcionamento. Já foram tomadas as providências legais visando a elaboração de um concurso para chamamento de candidatos. E, enquanto a Guarda não estiver em atividades, o trabalho será compensado pelas polícias Civil e Militar, tendo em vista a ampliação do banco de horas (pagamento ao policial para trabalhar em dias de folga) a fim de que a Cidade não fique desguarnecida.
CONTINGENTE
A respeito dos vigilantes e guardas dos quadros da Prefeitura, o titular do Observatório Municipal de Segurança disse que está havendo um recenseamento para se saber quantos são, onde atuam e quantos estão em desvio de função. A partir de agora, a vigilância em escolas e outros próprios municipais vai ser centralizada pelo Observatório. Nos locais onde houver câmeras de videomonitoramento, será praticamente dispensável a presença de vigilantes.
Segundo o titular do Observatório, a função principal do órgão será gerar informações e ações voltadas à Segurança como um todo. Para tanto, a utilização de recursos técnicos é indispensável. De início, está anunciada a ampliação do número de câmeras de videomonitoramento que passará de 70 para 90 unidades. Além disso, há uma proposta em andamento para a acoplagem de câmeras de empresas e residências ao sistema municipal, aumentando-se, consideravelmente, o potencial de observação. Este sistema deverá estar operando em 90 dias.
Dentro da proposta de Planejamento e Ação, o Observatório vai interagir com setores organizados da comunidade, como clubes de serviços; igrejas, lojas maçônicas e outras organizações para uma múltipla ação de combate ao crime na Cidade. Uma atenção especial será dada aos moradores de rua (e na rua) que serão catalogados, identificados e encaminhados para projetos de recuperação social. Este trabalho será em conjunto com diversas secretarias municipais, principalmente a de Desenvolvimento Social.
E, como projeto piloto, a partir desta sexta-feira, 03, estará funcionando um posto avançado do Observatório, no Parque Ipiranga, Bairro Jundiaí. Ele terá a presença de policiais civis e militares, sistema de rádio, viaturas e outros equipamentos e aparelhos para atendimento imediato. Depois, este serviço será ampliado. A ideia é mapear toda a Cidade, listando-se as chamadas manchas criminais, bairro por bairro, levantando-se as prioridades e as características de cada setor para a elaboração de um proejo macro de atendimento globalizado no Município.

Autor(a): Nilton Pereira

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Segurança

Mais um presidiário foi assassinado na Cadeia Pública de Anápolis

18/10/2018

A morte de mais um detento no Centro de Inserção Social “Monsenhor Luiz Ilc”, ou Cadeia Pública de Anápolis, trouxe ...

Celulares irregulares serão bloqueados em dezembro

11/10/2018

Portadores de aparelhos de telefone celular irregulares estão sendo notificados através de mensagens enviadas pela Agência...

Detento envolvido com quadrilha morre na cadeia pública de Anápolis

06/09/2018

Mais um detento morreu em circunstâncias misteriosas na Cadeia Pública de Anápolis. O fato deu-se na noite de terça-feira...

Organização criminosa cai em ação conjunta da Polícia Civil com a PRF

30/08/2018

Uma Força Tarefa da Polícia Civil de Goiás (PCGO) e Polícia Rodoviária Federal (PRF) deflagrou, nesta quinta-feira,30, a...