(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Déficit nas contas e investimentos são desafios

Política Comentários 07 de janeiro de 2011

Dentre as medidas anunciadas pelo Governo Marconi Perillo está o corte de cerca de 10 mil contratos temporários existentes no serviço público estadual. Por conta da redução de gastos, novos investimentos virão por parcerias


Na primeira reunião com a sua equipe de governo, Marconi Perillo (PSDB) apresentou o planejamento para os primeiros dias de governo e, também, um esboço do trabalho a ser realizado em médio e longo prazos, com o intuito de equilibrar as contas do Estado, dar continuidade às obras em andamento e trabalhar os novos investimentos.
A reunião foi na segunda-feira, 03, primeiro dia útil de 2011 e dois dias após a posse. Coube ao secretário estadual de Planejamento, Giuseppe Vecchi, que foi colaborador de Marconi no governo anterior, expor os números atuais. Segundo ele, a situação exige a tomada de medidas emergenciais para estancar o déficit que, no mês de dezembro, conforme informou, foi de R$ 140 milhões, fora mais R$ 340 milhões para a quitação de parte da folha de pagamento do funcionalismo.
A nova equipe de Governo apontou como possíveis medidas de saneamento dos cofres públicos a redução de despesas e o incremento de receitas, envolvendo o corte de pessoal. “O Governo do Estado vai cortar 10 mil contratos temporários. Foi para isso que o Governo anterior realizou concursos públicos”, disparou Giuseppe Vecchi.
O pacote de medidas anunciado para 2011, prevê a conclusão de centenas de pequenas obras. “Novos investimentos, neste ano, só serão possíveis por meio de convênios e de parcerias”, ressaltou o secretário. Em relação à Celg que é, no momento, a maior “dor de cabeça” do atual governo, Marconi Perillo determinou ao presidente da empresa, José Éliton e toda a sua equipe de trabalho, a elaboração de um plano de recuperação dentro de 30 dias.

Servidor Público
O plano de Governo prevê a criação do Fórum do Servidor Público, a revitalização da Escola de Governo, a gestão de pessoal com base no mérito e a destinação de um percentual dos cargos gerenciais para os efetivos. Giuseppe Vecchi disse que a data-base dos servidores será respeitada. Para conter o crescimento da folha de pagamento, os concursos públicos estarão suspensos por um prazo de 10 meses.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Nova estrutura administrativa entra na pauta de sessão extra na Câmara

17/01/2019

Nesta sexta-feira, 18, a Câmara Municipal se reúne em sessão extraordinária, para a apreciação de 10 projetos que trami...

Mudanças na equipe no início da segunda metade do governo

17/01/2019

Na segunda parte de seu mandato, o Prefeito Roberto Naves está promovendo uma série de mudanças na estrutura da máquina a...

Núcleo de assessoria é a principal novidade da Reforma Administrativa

17/01/2019

Uma das principais mudanças na estrutura da Administração Municipal, a criação de um núcleo composto por seis assessori...

Situação fiscal do Estado provoca embate entre Caiado e Marconi

10/01/2019

A situação fiscal de Goiás tem elevado o tom do debate entre o atual Governador, Ronaldo Caiado (DEM) e o ex-Governador Ma...