(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Curso forma turmas de conciliadores voluntários em Anápolis

Justiça Comentários 11 de setembro de 2014

Iniciativa visa capacitação de pessoas para a Semana Nacional de Conciliação


Solucionar processos judiciais com acordos, na base da conversa entre ambas as partes, representa mais do que uma forma de tornar mais ágil a justiça: colabora para pacificar a sociedade. Com esse viés social, a juíza Aline Tomás Vieira, da 1ª Vara de Família e Sucessões de Anápolis, abriu o Curso de Técnicas de Conciliação, na última segunda-feira,08, no auditório da Unievangélica.
“Quando as pessoas conversam e se acertam, elas têm a sensação de que realmente resolveram o problema. Não há a imposição de uma sentença. Isso colabora, também, para criar a cultura da conciliação”, discursou a magistrada.
O público do curso foi bastante heterogêneo, composto, principalmente, de estudantes de Direito e Psicologia, mas houve também a participação de advogados, servidores ativos e inativos e comunidade em geral.
De acordo com a magistrada, o curso envolve uma capacitação de 24 horas/aula, divididas em 4 módulos, abordando temas como Fundamento da Negociação, Teoria do Conflito, Ferramentas e Técnicas, entre outros. O curso ainda inclui exercícios e simulados.
De posse dos certificados, os participantes poderão integrar a Semana Nacional de Conciliação, que será realizada entre os dias 02 e 06 de dezembro próximo, como conciliadores e mediadores voluntários. Para a acadêmica de Direito, Kamilla Audielle Ferreira, participar do evento é mais do que uma experiência profissional. “É importante poder colaborar com a justiça e, principalmente, fazer a diferença na vida das pessoas”. Sua amiga, Ângela Siqueira Teodoro, complementa o raciocínio. “Além de ajudar as pessoas, é uma forma muito eficaz de nós estudantes vermos o Direito e a Justiça na prática. Com certeza, essa iniciativa nos será válida no desempenho profissional”.
O Curso de Técnicas de Conciliação é uma realização do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Soluções de Conflitos do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO). Na cerimônia de abertura, participaram as juízas da Comarca: Elaine Christina Alencastro Veiga Araújo, Marianna Azevedo Lima e Mônice de Souza Balian Zacariotti. A aula inaugural contou com a presença dos palestrantes Luiz Antônio Ferreira Pacheco e Selma Laurinda. (Com informações do TJGO)

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Justiça

Cliente que queria ser indenizada foi condenada por má fé

22/06/2017

A chamada “indústria da indenização” que a cada dia que passa ganha mais adeptos, sofreu, esta semana, um revés em Go...

Condenado o piloto do avião que caiu e matou quatro em 2008

15/06/2017

“Assim, torno a pena definitiva em 11 (onze) anos de reclusão já que não há outras causas a se considerar, bem como por...

MPF põe ex-deputado na linha de investigação

18/05/2017

O Ministério Público Federal em Goiás (MPF/GO), por meio do seu Núcleo de Combate à Corrupção, requisitou ao Departame...

Prefeito e vice de Goianésia têm mandatos cassados

11/05/2017

Em ação proposta pelo Ministério Público Eleitoral, o juiz da 74ª Zona Eleitoral, André Reis Lacerda, cassou os diploma...