(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Córrego das Antas: Obras de canalização estão em fase final

Geral Comentários 23 de outubro de 2015

Conclusão de construção de bueiro e estrutura nas proximidades da Avenida José Sarney vai evitar o alagamento das lagoas do Central Park


Mais de 90% das obras de canalização do Córrego das Antas, o principal manancial do município que atravessa todo o perímetro urbano da cidade, foi finalizado. Os serviços de construção de bueiro e de uma estrutura que vai evitar o assoreamento das lagoas do Central Park, feitos nas proximidades da Avenida José Sarney, foram concluídos esta semana.


O secretário municipal de Obras, Serviços Urbanos e Habitação, Leonardo Viana, informou que o trânsito da região foi liberado na última terça-feira, 20, após ficar 150 dias interditado. “Foi concluído o último bueiro desta grande obra de canalização. Essa era a última intervenção a ser feita na sequência, pois já tínhamos feito todas as outras passagens. Agora, começamos toda a parte de acabamento, iluminação e sinalização”, explicou o secretário.


Dentro desse empreendimento, foi finalizada a interligação das vias marginais, desde a Avenida Miguel João até na pista próxima ao Córrego das Antas para resolver a questão não só de alagamentos que aconteciam na região, mas a própria questão do assoreamento que acontecia com carregamento de sólidos para a lagoa do Central Park. Esta etapa fez intervenções desde a Rua Engenheiro Portela até à Avenida José Sarney, nas proximidades do Córrego das Antas.


Foi instalado um novo bueiro dimensionado para a bacia e, além disso, foi feita a caixa desarenadora, que é a estrutura que vai evitar o assoreamento das lagoas de contenção no Central Park. Toda a pavimentação do trecho foi feita com a estrutura de amortecimento das águas de chuva, que vem da grande bacia desde o Vivian Parque e Polocentro para diminuir a questão das enchentes que ocorriam no setor Central.


 


Etapas


A obra resolve dois grandes e antigos problemas: a degradação ambiental e a mobilidade do trânsito na região. O serviço executado pela Secretaria Municipal de Obras, Serviços Urbanos e Habitação foi feito nas regiões do Centro, Vila Góis e Nações Unidas, por onde o córrego passa. Já foram feitas toda a parte de proteção de guard rail e calçamento da marginal que interliga a Engenheiro Portela à José Sarney passando pelo Central Park.


Foi finalizada também a canalização do Córrego com o material “gabião” do trecho que vai da Avenida José Sarney até a Avenida Divino Pai Eterno. Foi feita ainda a canalização que vai da Avenida Divino Pai Eterno até a Rua Engenheiro Portela, concluindo a etapa a ser realizada nas imediações do Parque Onofre Quinan.


Ainda dentro do projeto, foi feito o desassoreamento do lago localizado no interior do Parque, do qual foram retirados cerca de 70 mil m³ de terra. Foi feita, ainda, a construção das duas vias marginais, laterais ao córrego, com mais de três quilômetros de extensão, ligando a Avenida Miguel João à Avenida José Sarney. Esta última intervenção vai se tornar numa excelente opção para desafogar o trânsito na região.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Programa ID Jovem completa primeiro ano de vigência

08/12/2017

A Secretaria Nacional de Juventude comemora os bons resultados do Programa Identidade Jovem. Em 1 ano de vigência da iniciat...

Aumenta para oito anos prisão de bêbado que dirige e mata

08/12/2017

Após cinco anos de espera, o projeto 5568/2013 foi aprovado pela Câmara dos Deputados. A análise ocorreu na sessão desta ...

Pesquisa aponta intenção de compras dos anapolinos

08/12/2017

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Anápolis acaba de divulgar a pesquisa de intenções de compras do consumidor anap...

Residencial Copacabana recebe plantio de mudas de árvores

08/12/2017

Preservar o meio ambiente e cuidar do planeta. Foi com esta disposição que estudantes do 1º e 2º ano do Ensino Médio do ...