(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Crianças sofrem para se recuperar de queimaduras consequentes de descuido

Saúde Comentários 21 de fevereiro de 2014

Álcool e líquidos escaldantes foram motivos de hospitalização de cinco crianças em estado grave em Anápolis este ano


Nos últimos dois meses, cinco crianças foram tratadas no Setor de Queimados do Hospital Municipal Jamel Cecílio (HMJC) com queimaduras graves causadas por acidentes domésticos. Três dessas situações envolviam manuseio indevido de álcool líquido. Apesar de parecer um número pequeno, é preciso fazer uma alerta aos pais: grande parte desses acidentes acontece devido ao descuido para com os pequenos.
Um dos casos mais chocantes que chegou ao Pronto Socorro do HMJC é o de um menino de seis anos que teve queimaduras profundas e extensas em várias partes do corpo, da cintura para baixo, após um acidente com álcool líquido, em sua residência. O fato se deu enquanto o garoto estava brincando com um amigo de nove anos. Segundo a mãe do menino que sofreu as queimaduras, a situação levou segundos para acontecer e ela só percebeu quando se virou e viu o filho em chamas.
Apesar de todos saberem dos riscos do álcool líquido, os adultos, também, acabam provocando acidentes. Dois amigos, um de 11 anos e outro de 14 anos, foram levados ao Hospital após terem sofrido queimaduras durante a preparação de um churrasco. O tio de um dos meninos utilizou um produto altamente inflamável para acender o fogo da churrasqueira e acabou provocando uma explosão.
Uma menina de dois anos e cinco meses foi hospitalizada após um acidente com água escaldante. O pai da criança contou, no ato da internação, que estava segurando uma panela com água quente, quando a filha veio correndo e abraçou suas pernas. Com o impacto, parte da água caiu nela, que teve mais de 60% do corpo queimados. Outro caso semelhante é de uma menina de seis anos que se queimou preparando macarrão instantâneo. Ela deixou o líquido entornar em seu corpo e teve, até, parte do couro cabeludo queimada. Ambas sofreram queimaduras de segundo e segundo para terceiro graus.
Um momento de descuido dos pais pode significar longos meses de tratamento doloroso e até sequelas para uma criança com queimaduras. A área de serviço, o banheiro e, principalmente, a cozinha são os locais onde estão os maiores causadores de queimaduras em uma casa. Com acesso não supervisionado a esses ambientes, as crianças podem se ferir com água e gordura escaldantes; panelas quentes; produtos de limpeza inflamáveis; chapinha de cabelo, cera depilatória, dentre outros.
De acordo com o coordenador do Setor de Queimados do HMJC e médico especialista em queimaduras, Leonardo Pereira, os casos atendidos de crianças queimadas neste ano são muito preocupantes e devem servir de exemplo. Ele alerta: materiais de limpeza devem ser guardados e trancados. Mesmo os que parecem inofensivos podem causar queimaduras causticas - que ocorrem quando se ingere essas substâncias - e, é pior do que qualquer outro tipo.
“Até um esmalte pode ser a causa de um acidente doméstico. Quanto mais colorida for a embalagem, mais atrai as crianças. Alvejantes; medicamentos; chapinhas de cabelo; amoníaco para descolorir; entre outras coisas, devem ficar fora do alcance de crianças e, de preferência, trancados. O álcool é preferível nem ter em casa. Procure utilizar outros produtos líquidos como o limpa vidros que são menos concentrados e menos perigosos”.
Ele adverte que os pais devem monitorar seus filhos o tempo inteiro, já que as crianças não medem seus atos e quais serão as consequências. Por isso, os adultos são responsáveis quando ocorrem esses acidentes.
“Uma queimadura é muito dolorosa, o tratamento é longo, existem riscos de infecção podendo levar a criança à morte. Além do que, também pode deixar sequelas para o resto da vida como cicatrizes e até motora. A criança sofre muito no processo de recuperação, fica longe de casa e da escola e tem toda uma rotina de curativos e dependendo da gravidade, deve ter acompanhamento com outros profissionais como fisioterapeuta e cirurgião plástico também”.
Atenção!
Diante de um acidente doméstico com queimaduras, o responsável deve levar a criança imediatamente ao Hospital. Em Anápolis, a única unidade de saúde que oferece o serviço especializado em queimaduras gratuito pelo Serviço Único de Saúde (SUS), para crianças e adultos, é o Hospital Municipal “Jamel Cecílio”.
Várias pessoas tentam receitas caseiras para se diminuir a dor, principalmente quando a área queimada não é tão grande. No entanto, produtos como soro fisiológico; creme dental; pó de café; leite condensado; margarina; clara de ovo e gelo, além de não ajudarem, atrapalham na recuperação do paciente.
Na hora, para aliviar a dor a área queimada pode ser lavada com água corrente em temperatura ambiente por cerca de 10 minutos. Se a roupa grudar, não tente retirar, pois isto oferece o risco de lesionar, ainda mais, a região queimada. Em caso de queimadura elétrica, antes de tocar na criança, corte a energia para evitar que você também se queime.

Autor(a): Wanessa Mereb

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Saúde realiza vacinação contra a gripe até dia 26 de maio

19/04/2017

A 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começou na última segunda-feira, 17, e as vacinas estão disponívei...

Vereadora consegue recursos para castração de animais

19/04/2017

A vereadora Thaís Souza (PSL) conseguiu junto ao deputado estadual Lincoln Tejota (PSD), uma emenda de R$ 180 mil será dest...

Medo da febre amarela? tire suas dúvidas

07/04/2017

Desde 1980 o Brasil não registrava um surto tão grande de febre amarela. De dezembro para cá, houve 2 104 casos notificado...

Dengue recua, mas a população ainda precisa ficar atenta e manter o combate

07/04/2017

A população anapolina pode comemorar. Os registros oficiais da Secretaria Estadual de Saúde, referentes à semana 13- de 0...