(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

CPIs da Assembleia e do Congresso terão encontro

Política Comentários 07 de junho de 2012

Os deputados-membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instalada na Assembleia Legislativa para investigar possível envolvimento de autoridades e políticos goianos com a contravenção e o crime organizado, e ainda a atuação das empresas Delta e Gerplan no Estado, vão a Brasília, na terça-feira, 12


Os deputados-membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instalada na Assembleia Legislativa para investigar possível envolvimento de autoridades e políticos goianos com a contravenção e o crime organizado, e ainda a atuação das empresas Delta e Gerplan no Estado, vão a Brasília, na terça-feira, 12.O objetivo é acompanhar sessão da CPMI instalada no Congresso Nacional, como forma de colher subsídios para os trabalhos que estão sendo desenvolvidos em Goiás. Naquele dia, vai prestar depoimento o governador Marconi Perillo (PSDB).
“É uma data importante, na qual o Governador esclarecerá dúvidas que foram levantadas de suposta relação sua com o empresário Carlos Cachoeira”, informou à Agência Assembleia de Notícias, nesta quarta-feira, 6, o presidente da CPI, deputado Helio de Sousa (DEM). Em virtude da programação em Brasília, não haverá reunião da CPI na Assembleia na terça-feira, 12.
O parlamentar informou que todos os cinco membros da CPI serão convidados a acompanhar presencialmente o depoimento do Governador, além de Helio de Sousa: Mauro Rubem (PT), vice-presidente; Talles Barreto (PTB), relator; e os titulares Tulio Isac (PSDB) e Daniel Vilela (PMDB).
Segundo Helio de Sousa, as declarações que serão prestadas pelo Governador são também de grande valia para compor informações a serem utilizadas pela CPI em andamento na Assembleia. A visita servirá também para a busca de acesso ao acervo já colhido pela CPMI do Congresso que possa colaborar com a investigação em Goiás.
“Como temos afirmado sempre, a convocação de pessoas para depor não significa que elas sejam culpadas de algo. É uma oportunidade para que quem saiba de algo possa colaborar, e também para que os acusados tenham o direito ao contraditório. O depoimento de Marconi, com toda certeza, trará dados importantes para nossa Comissão”, disse Helio de Sousa.
Quanto ao início da oitiva das 19 pessoas que serão intimadas a depor na CPI em Goiás, Helio de Sousa informou que já estão sendo providenciados os passos necessários para os depoimentos. “Nas próximas semanas, esses primeiros convocados já irão prestar seus esclarecimentos à Comissão e, à medida que for necessário, mais pessoas podem ser convocadas.”
A CPI já realizou cinco sessões de trabalho desde que foi instalada, no dia 10 de maio, após publicação no "Diário da Assembleia", de 8 de maio de 2012, do Decreto Administrativo nº 2.511, datado de 7 de maio de 2012. (Agência Assembleia)

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Deputado Coronel Adailton preside CPI das Universidades

26/04/2019

O deputado estadual Coronel Adailton (PP), foi eleito presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), da Assembleia ...

Projeto prevê estender mandato de prefeitos e vereadores

25/04/2019

O Prefeito Roberto Naves e os 23 vereadores de Anápolis podem ganhar mais dois anos de mandato, assim como os demais prefeit...

Prazo para a regularização de imóveis será ampliado até o final de dezembro

25/04/2019

A Câmara Municipal aprovou, em dois turno de votações, em sessões ordinárias ocorridas na última quarta-feira, 24/04, o...

Projeto prevê proteção dos direitos da pessoa com autismo

17/04/2019

O Deputado Estadual Amilton Filho (SD) apresentou, na Assembleia Legislativa, Projeto de Lei que institui em Goiás a Políti...