(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Corpo de Bombeiros realiza a Operação Cerrado Vivo

Geral Comentários 06 de setembro de 2018

Incêndios em vegetação destroem o meio ambiente e a nossa saúde e, ainda, causam acidentes nas rodovias


Com foco na prevenção de incêndios em vegetação, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) alerta para o momento crítico provocado pelas altas temperaturas, baixa umidade relativa do ar e longo período sem chuvas. Como Goiás está no nível mais elevado de risco de fogo em vegetações, o CBMGO está realizando a Operação Cerrado Vivo 2018.
O comandante geral do CBMGO, coronel Márcio André de Morais, adverte a todos para evitarem queimada controlada em vegetação neste período, mesmo em propriedades rurais particulares, sem a devida autorização e supervisão dos órgãos ambientais. Segundo ele, por ser um período propício à propagação de incêndios, principalmente para unidades de conservação como reservas ecológicas, áreas de preservação permanente e parques estaduais e federais em Goiás, é importante evitar o fogo.
O trabalho da Operação Cerrado Vivo não se resume ao combate aos incêndios. Os bombeiros militares realizam diversas ações preventivas, como palestras em escolas. Já foram realizadas 494 palestras no Estado, sendo 115 na capital e região metropolitana, e a entrega de cartilhas educativas, visitas a propriedades rurais, oficinas para confecção de abafadores e ainda treinamento de brigadas de incêndio, para atuarem em propriedades rurais e nas diversas áreas de proteção ambiental.
Somente este ano já foram registradas 4.592 ocorrências de incêndio em vegetação em Goiás e na região metropolitana de Goiânia foram 887 combates realizados.Além da destruição da vegetação, as queimadas provocam problemas respiratórios, principalmente em crianças e idosos, devido a inalação de fumaça. E ainda, causam riscos de acidentes nas rodovias, quando labaredas ou fumaça invadem as pistas de rodagem, provocando a falta de visibilidade aos condutores de veículos e motocicletas.
Grande parte dos incêndios em vegetação podem ser evitados, pois são provocados por ações diretas do homem, como o lançamento de tocos de cigarro e até mesmo garrafas nas estradas. Por isso é importante o trabalho preventivo e de conscientização da população, pois uma queimada pode desencadear tragédias irreparáveis, afirma coronel Márcio de Morais.
O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás por meio da operação Cerrado Vivo alerta à população para a suspensão do uso de fogo em qualquer tipo de vegetação neste período de estiagem. Lembrando ainda, que provocar incêndio em mata ou floresta é tipificado na lei nº 9.605/98 como crime ambiental, com pena de reclusão de 2 a 4 anos, e multa.


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

UniEVANGÉLICA - Seminários destacam direitos da pessoa com deficiência

20/09/2018

Foi promovido nesta semana na UniEVANGÉLICA o Seminário dos Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, uma iniciativa d...

Regulamenta lei que proíbe fabricação e uso do cerol

20/09/2018

O governo de Goiás editou o Decreto n° 9.316, de 18 de setembro de 2018, que regulamenta a Lei n° 17.700/2012, que dispõe...

Comarca de Anápolis fica de fora do plano para a expansão de novas varas

20/09/2018

A Comarca de Anápolis ficou de fora da primeira fase do plano de reestrutura judiciária, definido pela Lei 20.254/18, que d...

Vereador destaca do Dia do Vicentino

20/09/2018

Em discurso no pequeno expediente, durante a sessão ordinária da última quarta-feira,19, o vereador Lisieux José Borges (...