(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Convênio visa injetar R$1,5 bi na economia goiana

Economia Comentários 24 de abril de 2014

Projeto Mobiliza facilitará acesso ao crédito para ações governamentais, além de estímulo para investimentos na agricultura familiar e, na área empresarial, para capital de giro


O governador Marconi Perillo assinou na tarde desta quinta-feira, dia 24, protocolo de intenções com o Banco do Brasil para permitir a injeção de mais de R$ 1,5 bilhão na economia goiana, em projetos que tenham consonância com os propósitos do Plano de Ação Integrada do Desenvolvimento (PAI). A solenidade foi realizada no décimo andar do Palácio Pedro Ludovico Teixeira e contou com a participação do superintendente estadual do Banco do Brasil, Edson Bündchen e do secretário de Gestão e Planejamento (Segplan), Leonardo Vilela, além de dezenas de dirigentes regionais da instituição financeira e membros do alto escalão do governo.
Intitulado Mobiliza Goiás, o projeto vai facilitar o oferecimento das linhas de crédito já existentes no Banco do Brasil destinadas a diversas áreas da administração, como social, de infraestrutura, ambiental e econômica, cujos projetos estejam contemplados pelo PAI Social, PAI Econômico e PAI Infraestrutura. No último ano, o Banco do Brasil foi responsável por aplicar R$12 bilhões na economia goiana.
“O governo está dedicando atenção especial a esse convênio, pois o enxergamos como um importante meio de desdobramento dos projetos prioritários do Estado, graças ao incremento de R$1,5 bi na economia goiana. Vamos nos empenhar para que essa parceria possa obter os melhores desdobramentos”, declarou Marconi Perillo.
Durante seu pronunciamento, o governador ainda fez questão de agradecer aos executivos do Banco do Brasil pela agilidade e facilidade com que conseguiu operar quatro linhas de crédito em benefício do povo goiano. “Por intermédio das fáceis linhas de crédito oferecidas, estamos conseguindo alavancar importantes projetos nesta gestão como a reconstrução da malha viária e a retomada do centro de excelência no Esporte, dentre outros projetos prioritários desta gestão”, enalteceu Marconi.
Para o secretário Leonardo Vilela, a injeção de crédito vai permitir maior celeridade às àreas prioritárias do Governo. “Estamos diante de uma gestão com planejamento bem definido e o Banco do Brasil vem contribuir para alavancar o desenvolvimento dessas áreas, fomentando o crescimento da economia goiana”, refletiu.
O superintendente do Banco do Brasil, Edson Bündchen, informou que a instituição financeira é responsável por 88% de participação nas operações do agronegócio. “Mas notamos que poderíamos fazer mais”, analisou. Há um ano, ao estudar as áreas de atuação do PAI, buscou aproximação maior com o governo para ampliar as linhas de crédito para projetos desenvolvidos com esse foco.

Agricultura familiar
Ao colocar à disposição dos projetos goianos R$ 1,5 bilhão, o Mobiliza Goiás pretende contemplar o setor da agricultura familiar por meio da aplicação de R$ 400 milhões através do Programa Nacional da Agricultura Familiar (Pronaf); para a cadeia de armazenagem – um dos gargalos do produtor goiano – serão destinados cerca de R$300 millhões. Para a agricultura de baixo carbono, estão previstos investimentos na ordem de R$ 200 milhões. Outros R$ 10 milhões serão revertidos para projetos de piscicultura.
Com a intenção de beneficiar o Programa Nacional de Habitação Rural e Urbana em Goiás, o Banco do Brasil pretende contribuir com investimentos para a construção de três mil unidades habitacionais. Pessoas portadoras de necessidades especiais poderão ter acesso ao Crédito Acessibilidade previsto em R$ 5 milhões, voltados para investimentos em tecnologia de acessibilidade. No âmbito empresarial, estão previstos R$ 300 milhões para serem investidos na forma de capital de giro e outros R$ 300 milhões para investimentos diversos.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...