(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Contra fim de incentivos fiscais

Economia Comentários 02 de junho de 2012

Marconi Perillo enfatizou que caso o STF decida acatar a proposta que acaba com os incentivos fiscais, a equipe econômica já está preparando um “plano B”


O Governador Marconi Perillo ganhou apoio do setor produtivo, para tentar reverter a ameaça da Proposta de Súmula Vinculante (PSV-69), em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF), que acaba com os incentivos que os estados menos industrializados, como é o caso de Goiás, oferecem para atrair indústrias. Na quarta-feira, 30, ele recebeu representantes de 65 associações comerciais e industriais, além de lideranças do Fórum Empresarial e dezenas de outras entidades representativas do setor produtivo, para a posse do empresário Ubiratan da Silva Lopes na presidência da Federação das Associações Comerciais, Industriais e Agropecuárias do Estado de Goiás (Facieg).
Em seu discurso, Ubiratan Lopes - que é também presidente da Fieg Regional Anápolis- destacou a preocupação dos presidentes de associações comerciais e industriais, com uma possível manifestação favorável do Supremo Tribunal Federal (STF) à Proposta de Súmula Vinculante (PSV-69) que pode acabar com os incentivos fiscais que são oferecidos pelos estados da federação menos industrializados, como é o caso de Goiás, para atrair investimentos. Além disso, colocou ainda a necessidade de o Governo estabelecer políticas de incentivo para micro e pequenos empresários que, segundo ele, são responsáveis pela maior parte dos empregos gerados na economia. Por fim, o novo presidente da Facieg também defendeu maior estreitamento das entidades com o Executivo Estadual, lembrando que esse trabalho vinha sendo bem conduzido na gestão do ex-presidente Deocleciano Moreira Alves, que veio a falecer num trágico acidente náutico há pouco mais de um ano.
Ainda em seu pronunciamento, Ubiratan Lopes, hipotecou apoio ao governador nas ações que dependam do setor produtivo para o fortalecimento da economia do Estado, nos mais diversos setores. Ele argumentou que isso será feito com um trabalho de unidade das lideranças.
O governador Marconi Perillo, ao se dirigir a uma platéia formada por mais de 60 presidentes de associações comerciais, pelos membros do Fórum Empresarial de Goiás e dezenas de outras lideranças políticas e classistas, ressaltou que o Governo tem se mobilizado para reverter a PSV-29, em articulação com outros estados da federação que também serão prejudicados com a medida. Entretanto, disse ele, não sendo possível, “a nossa equipe econômica já está trabalhando um plano B”, disse, acrescentando que o que não vai ocorrer é a paralisação do crescimento econômico de Goiás, que está ocorrendo acima da médica nacional na questão da produção industrial e na geração de emprego.
Com relação ao trabalho mais próximo com as entidades, o Governador informou que, no segundo semestre, pretender tornar mais ampla a sua agenda de reuniões com entidades e que, inclusive, irá visitar várias delas para conhecer os anseios das lideranças e, também, nomeou o secretário de Indústria e Comércio, Alexandre Baldy e o presidente da Goiasindustrial, Ridoval Chiareloto, para serem os interlocutores do Governo para com as entidades. Em relação às micro e pequenas empresas, Marconi Perillo não quis adiantar maiores detalhes, mas afirmou que está nos últimos detalhes um pacote de apoio elaborado pela equipe econômica.

Histórico
O empresário Ubiratan da Silva Lopes, assumiu a Facieg no lugar do também empresário Marcos Alberto Luiz de Campos, que assumiu o comando da entidade com o falecimento do então presidente Deocleciano Moreira Alves, ocorrido há pouco mais de um ano. Antes, outros dois anapolinos já haviam assumido o mesmo cargo: Luiz Medeiros e Ridoval Chiareloto. Portanto, Ubiratan Lopes é o quarto anapolino a assumir a Facieg, que tem representação no Fórum Empresarial de Goiás, que é a principal interlocução dos setores produtivos com o Governo do Estado. A Federação congrega 80 associações espalhadas em igual número de municípios goianos, somando mais de 2 mil diretores e 20 mil associados.
A eleição de Ubiratan Lopes foi por aclamação. O ato aconteceu na sede da entidade, no setor Marista, em Goiânia, em seguida, houve o almoço com o Governador Marconi Perillo no Palácio das Esmeraldas. A posse foi prestigiada por várias lideranças anapolinas, dentre elas, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Anápolis (Acia) e vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Wilson de Oliveira e os diretores da entidade Mário Alves e Vander Lúcio Barbosa; o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Reinaldo Del Diaco; presidentes de Sindicatos das Indústrias: Robson Braga (Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico), Jair Rizzi (Vestuário), Álvaro Maia (Construção e Mobiliário) e Luiz Ledra (Produtos e Artefatos de Cimento), dentre outras.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Ministério Público quer implantar nova tecnologia para monitorar os preços dos combustíveis

21/09/2017

O projeto MP de Olho na Bomba, desenvolvido pelo Ministério Público de Goiás em parceria com o governo estadual com o obje...

Preços dos combustíveis variam até mais de 36% nos postos

21/09/2017

O Procon de Anápolis realizou, entre os dias 12 e 14 de setembro, pesquisa para aferir a variação de preços dos combustí...

Balança comercial registra o 44º superávit consecutivo

21/09/2017

O secretário de Desenvolvimento (SED), Francisco Pontes comemorou na última quarta-feira, 13, o resultado da balança comer...

Anápolis é a cidade do Estado com mais vagas de emprego

21/09/2017

O Sistema Nacional de Emprego é uma instituição criada pelo Governo Federal, com objetivo de promover a interação entre ...