(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Contexto político - Ed.218

Contexto Político Comentários 15 de junho de 2009


“Defeitos não fazem mal, quando há vontade e poder de os corrigir” (Machado de Assis)

Pelo menos de boca, surgiram os primeiros focos de descontentamento na Câmara Municipal com respeito às relações junto ao Executivo Municipal. Esta semana, algumas vozes destoaram da forma como estão sendo encaminhados os projetos oriundos do Gabinete Municipal. Mas, pelo histórico e, para quem conhece como funciona a coisa, não vai passar disso. Afinal de contas, no Brasil, sempre foi e, provavelmente, sempre será assim. Com raras exceções, o Legislativo é, sim, refém do Executivo.
Os motivos são vários, sendo o principal deles, indiscutivelmente, o econômico/financeiro. Parlamentar que é contra o governo, seja em que nível for, não arranja nada. Fica o tempo todo criticando, xingando e esbravejando. Ao passo que, quem está “na sombra do poder”, leva tudo.
Os exemplos estão por toda parte. No Congresso Nacional, quem se atreve a ficar contra o Governo Lula, vive “a pão e água”. Já, os que estão na “base”, têm todas as benesses. A coisa se afunila para os parlamentos estaduais que, salvo honrosas e raras exceções, também vivem sob o jugo do executivo. Nos municípios, é pior ainda. Motivo: vereador que fica contra prefeito não consegue um caminhão de cascalho sequer. Quanto mais, os empregos para os apaniguados e protegidos. Sem contar, obras físicas e sociais nas comunidades que representam.
E, certamente, os chefes de executivo sabem, muito bem, como isso funciona. Afinal de contas, praticamente todos já foram parlamentares um dia. Para, apenas se situar na atualidade: o Prefeito Antônio Gomide, toda vida, foi vereador de oposição. Alcides Rodrigues o Governador, foi, também deputado estadual e prefeito. E, o Presidente Lula foi deputado federal e conhece, como poucos, o funcionamento do Congresso. Eles sabem que quem manda é quem tem a caneta na mão. E pronto... Assim sendo, esse descontentamento é mais “fogo de palha”, coisa para sair no jornal e nas emissoras de rádio. E é só...

Nova função
Suplente de deputado federal e ex-reitor da Universidade Estadual de Goiás, José Izecias é, hoje, assessor direto do Presidente do Tribunal de Justiça do Estado, Paulo Maria Teles.

Asfalto
Os goianos nem bem se esqueceram do PAN (Programa Asfalto Novo) do Governo Marconi, que prometeu pavimentar todas as cidades do Estado, estão agora, às voltas com um projeto semelhante. Esta semana o Governador Alcides Rodrigues anunciou o PACI (Programa Asfalto na Cidade) com a proposta de asfaltar 12 milhões de metros quadrados de ruas nos 246 municípios goianos, num total de R$ 240 milhões. No primeiro caso, (PAN) não se pavimentou nem 20 por cento do total anunciado. Espera-se, agora, melhor sorte.

Reciclando
Saulo Ubaldino Sartre, ex-gerente do Banco do Brasil e ex-secretário municipal do Planejamento e Gestão (administração Pedro Sahium) está emprestando seu talento, agora, à Inesul, complexo de ensino superior que iniciou as atividades em Anápolis. Saulo é uma espécie de “faz tudo” na instituição.

Vereadores I
A volta dos 21 e, possivelmente o aumento para 23 vereadores com direito a assento na Câmara Municipal de Anápolis é o assunto predominante nas discussões políticas da cidade. Há quem afirme ser possível esta mudança para, ainda, a atual legislatura. A votação, que aconteceria na quarta-feira, 10, foi adiada para terça-feira, 16.

Vereadores II
A Câmara Municipal de Anápolis tem, atualmente, 15 vereadores, ou seja, 15 gabinetes. Com um orçamento superior a R$ l milhão por mês (duodécimo repassado de acordo com a arrecadação do Município) estima-se que, cada gabinete consuma R$ 30 mil por dia, ou, R$ 2 mil para cada gabinete, dinheiro do povo, via tributos municipais. Isto, sem contar que a Câmara tem 45 dias de recesso ao ano, funciona, burocraticamente, de segunda a sexta feiras e tem reuniões de plenário somente nos três primeiros dias das três primeiras semanas do mês.

Limpeza
Maguito Vilela (PMDB), prefeito de Aparecida de Goiânia, mandou contratar 40 tratores equipados com roçadeiras para, literalmente, limpar a cidade. Em outros municípios, como é o caso de Anápolis, este trabalho anda “a passos de tartaruga”.

Candidato
Pedro Canedo, Presidente da Iquego (Indústrias Químicas do Estado de Goiás) confirmou que será candidato em 2010. A deputado federal, ou, a deputado estadual. Segundo ele, a decisão é do partido (PP).

Ética
Falando em Câmara Municipal, alguém poderia dar alguma notícia sobre a proposta de se criar uma comissão de ética no Legislativo Anapolino? Esse assunto foi colocado pelo novato Fernando Cunha (PSDB). Mas, ao que consta, caiu em total esquecimento. Propositalmente, ou não.

Emprego
A Secretaria Municipal de Saúde está anunciando a convocação dos aprovados nos processo seletivo para o preenchimento de vagas em diversos setores. Segundo o que se apurou, a admissão será imediata, visando preencher postos ociosos, principalmente no PSF (Programa Saúde da Família). Muito bom...

Maestro
O Presidente Lula, a cada dia que passa, dá novas demonstrações de maestria no controle da opinião pública e, por extensão, no contexto político/administrativo nacional. Com a economia em baixa, o desemprego aumentando, empresas fechando e outros problemas, ele segue imbatível quando o assunto é popularidade. As últimas pesquisas apontam que, até agora, nenhuma crise afetou o Presidente. Pelo menos no que a mídia mostra.

E, ele vem?
Há um esforço sendo desenvolvido para que o Presidente Lula passe por Anápolis em sua próxima vista oficial a Goiás. A princípio no mês de agosto. Dentre outras coisas, ele visitaria as obras da Ferrovia Norte Sul.

Cheff’s
A deputada federal e presidente do PMDB nacional, Íris Araújo e a ex-primeira dama de Anápolis e ex-deputada estadual Onaide Santillo (PMDB) ocuparam um generoso espaço na televisão (Record) sábado último, apresentando um quadro sobre culinária. As duas deram demonstrações inequívocas de entenderem bem do “riscado”. E, dizem, que essa dobradinha não seria, apenas, em programas de culinária. Tudo a ver com 2010.

Presidente
O ex-vereador André Almeida foi reconduzido ao comando do PPS de Anápolis. A escolha deu-se no último final de semana. André é filho de Alexandre Almeida, um dos históricos membros goianos do PCB (Partido Comunista Brasileiro) agremiação fundada em 1922. O PPS (Partido Popular Socialista) é originário do PCB.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Contexto Político

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.618

19/04/2017

Contexto Político...

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.616

12/04/2017

Contexto Político...

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.616

07/04/2017

Contexto Político...

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.615

31/03/2017

Contexto Político...