(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Consumidores desistem de comprar lotes por causa de juros altos

Geral Comentários 13 de setembro de 2013

Órgão do consumidor alerta as pessoas para terem cuidado em relação ao reajuste de parcelas


Levantamento feito pelo Núcleo de Renegociação de Dívidas do Procon aponta um número crescente de pessoas que estão procurando o órgão para realizar cálculos de devolução de valores pagos, principalmente no caso de compra de lotes. A média saltou de 80 pessoas em janeiro de 2013 para quase 350 em agosto. Alta de 430%.
Há alguns anos, o consumidor que adquiria um lote, ao assinar a proposta de compra e venda, acordava com o reajuste anual das parcelas, com base no Índice Geral de Preços do Mercado (IGPM). No entanto, quando o índice começou a ter reduções significativas, as empresas começaram a incluir no reajuste das parcelas os juros de 1% ao mês. Em alguns casos, as prestações praticamente ficaram impagáveis.
O agravante deste é que, quando há desistência, o comprador perde parte significativa dos valores pagos nas prestações. O gerente de Pesquisa e Cálculo do Procon, Gleidson Tomaz, revela preocupação com o assunto e afirma que irá fazer uma consulta no Departamento de Proteção e Cobrança do Consumidor (DPDC), do Ministério da Justiça, para verificar a legalidade dessa cobrança. Ele faz o alerta. “O consumidor deve pedir para a empresa fazer uma simulação da evolução dessas parcelas no futuro para saber se terá condições de honrar com o compromisso e procurar outras construtoras que não estão incluindo tais juros nos reajustes das parcelas”, orienta.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Mais de 500 mil empresas são excluídas do Simples Nacional

17/01/2019

Por causa de irregularidades no Simples Nacional, a Receita Federal excluiu 521.018 empresas do programa. Os empresários nã...

INSS divulga calendário de pagamentos para os aposentados

17/01/2019

Os aposentados e pensionistas do INSS que ganham mais do que um salário mínimo (R$ 998, em 2019) terão reajuste de 3,43% e...

Turismo goiano será incentivado

17/01/2019

A primeira conversa do novo presidente da Goiás Turismo com empresários, secretários de Turismo e presidentes de Conselhos...

Cadastramento para o Passe Livre começa e terá mais fiscalização

17/01/2019

A Secretaria de Governo anunciou, nesta quarta-feira, dia 16, que fará a verificação minuciosa dos cadastros efetuados no ...