(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Conselho pretende ampliar investimentos no Centro Oeste

Economia Comentários 16 de novembro de 2012

Reativação da Superintendência de Desenvolvimento do Centro Oeste (SUDECO) tem novos desdobramentos


Começou a funcionar na terça-feira, 13, em Brasília, o Conselho Deliberativo do Centro-Oeste (CONDEL/SUDECO), instância máxima de planejamento estratégico da Região. É este conselho que conduzirá a discussão sobre as prioridades de ação e investimentos necessários ao desenvolvimento da região Centro-Oeste. Seu presidente é o Ministro Fernando Bezerra Coelho que abriu a primeira reunião do colegiado, formado pelos governadores de estados e do Distrito Federal, pelo diretor-superintendente da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (SUDECO), por diversos ministros, prefeitos, representantes da sociedade civil e pela instituição administradora do FCO. Os empresários ligados à Federação das Indústrias do Estado de Goiás foram representados pelo Presidente da Associação Comercial e Industrial de Anápolis (ACIA) e Vice-Presidente da FIEG, Wilson de Oliveira.
Ao falar sobre o Conselho, o ministro Fernando Bezerra ressaltou a importância do CONDEL/SUDECO na formulação e definição de diretrizes que norteiam a aplicação dos recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO). Bezerra falou sobre a criação, pela presidenta Dilma Rousseff, do fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FDCO), e revelou que ele será de natureza financeira, e não contábil, como havia sido previsto.
Integrantes
Tomaram posse, como membros do Conselho, o diretor-superintendente da (SUDECO), Marcelo Dourado; os governadores dos estados, Marconi Perillo (GO), André Pucinelli (MS) e Silval Barbosa (MT) e o governador em exercício do Distrito Federal, Tadeu Filipelli. O diretor-superintendente da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste, Marcelo Dourado, ressaltou o recorde em desembolso atingido pelo FCO no ano passado, alcançando R$ 5,5 bilhões em financiamentos na Região. Dourado explicou que a SUDECO está seguindo três eixos principais para alcançar o desenvolvimento sustentável na Região: da inclusão; da produção e da preservação ambiental.
Os governadores que fizeram uso da palavra, ressaltaram a importância da SUDECO para o crescimento da região Centro-Oeste e pediram atenção especial para o agronegócio, com investimentos do governo federal no setor de logística e infraestrutura.
participaram, ainda, do lançamento do Conselho, o Ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro; o secretário executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa; a secretária executiva do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, Eva Schiavon; o secretario executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Alessandro Teixeira; os senadores Rodrigo Rollemberg (DF), Lucia Vânia (GO), Cidinho Campos (MT) e Cyro Miranda (GO); o deputado Wellington Fagundes (MT), coordenador da bancada do Centro-Oeste no Congresso Nacional; prefeitos e secretários de estado de toda a Região.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Metade do ano não foi boa para os negócios internacionais em Goiás

19/07/2018

Não foi dos melhores o fechamento do semestre da balança comercial de Anápolis. Os dados, que acabam de ser divulgados pel...

Exportações goianas batem recorde em seis meses

12/07/2018

Uma boa notícia para a economia de Goiás. As exportações do Estado, no primeiro semestre deste ano, bateram recorde e som...

Preço do combustível cai em Goiás e derruba pauta do ICMS

12/07/2018

Informações da Secretaria Estadual da Fazenda dão conta de que houve queda no valor médio dos combustíveis praticado nos...

Anapolinos pagam menos pela cesta básica, segundo o PROCON

05/07/2018

O custo médio da cesta básica em Anápolis apresentou redução de 5,9% em um mês, de acordo com levantamento apresentado ...