(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Conheça as 10 melhores dietas do mundo

Saúde Comentários 26 de maio de 2016

Médicos e nutricionistas americanos elegeram os melhores programas alimentares para emagrecer, combater o colesterol e até prevenir demências


1. Dieta contra pressão alta (DASH)
Chamada de DASH Diet, tem como objetivo prevenir e tratar a hipertensão. A dieta DASH foi considerada por médicos americanos como a mais adequada para beneficiar o corpo de diferentes maneiras, já que também promove perda de peso e estimula uma alimentação mais nutritiva. A ideia é simples: enfatizar nutrientes que previnem a hipertensão, como potássio, proteína, fibra e cálcio – encontrados em vegetais e alimentos integrais – e evitar aqueles que aumentam a pressão arterial, especialmente os ricos em sal, calorias e gordura, como os industrializados, doces e carne vermelha. Como não veta o consumo de nenhum grupo alimentar, essa dieta é considerada fácil de ser seguida. De acordo com a Instituto Nacional do Coração, Pulmão e Sangue (NHLBI) dos Estados Unidos, que ajudou a desenvolver o método, a dieta pode ser usada para emagrecer, desde que acompanhada de exercícios e redução da ingestão de calorias em geral.

2. Dieta para prevenir demências (MIND)
O plano tem como objetivo prevenir o Alzheimer com alimentos benéficos para o cérebro. A dieta MIND (sigla de Mediterranean-DASH Intervention for Neurodegenerative Delay, em tradução livre, foi desenvolvida a partir da união entre o regime DASH e a mediterrânea (veja essa dieta no item 6). Sendo assim, o programa prioriza o consumo de 10 alimentos presentes nas duas dietas, que são benéficos para a saúde cerebral: folhas verdes, vegetais, nozes, frutas, grãos, cereais integrais, peixe, aves, azeite e vinho. Como a DASH, o objetivo da MIND não é a perda de peso. Entretanto, ao limitar o consumo de itens que favorecem o ganho de peso, a dieta contribui para a perda de peso. Tais resultados melhoram se forem associados à prática de atividade física.

3. Dieta para reduzir o colesterol (TLC)
Conhecido como dieta TLC (sigla para “terapia para mudança do estilo de vida”), o plano tem como principal objetivo reduzir a taxa de LDL, o “colesterol ruim”, prevenindo doenças cardiovasculares. O foco desse tipo de alimentação é diminuir significativamente o consumo de gordura, principalmente a saturada, encontrada nas carnes mais gordurosas, laticínios integrais e frituras, por exemplo. Recomenda-se que a gordura passe a representar até 7% do total de calorias consumidas ao longo do dia. A dieta ainda prevê a ingestão de fibras, presentes nos vegetais e alimentos integrais, que também contribuem com o combate ao colesterol alto. A TLC pode ajudar a emagrecer, uma vez que estudos sugerem que uma alimentação com pouca gordura é eficaz na perda de peso. Recomenda-se o consumo alimentos com ácido fólico, vitamina B e ricos em ferro, além de pelo menos 30 minunos por dia de exercícios.

4. Dieta da Fertilidade
A dieta da fertilidade tem como objetivo aumentar a ovulação. É para mulheres, portanto. Criado por pesquisadores de Harvard, o plano alimentar prioriza a ingestão de gordura “boa”, grãos integrais, proteínas, óleos de origem vegetal e laticínios integrais e evita o consumo de gordura “ruim”, carboidratos refinados e carne vermelha.

5. Dieta para emagrecer (Clínica Mayo)
O regime foi desenvolvido pela Clínica Mayo, instituição dos Estados Unidos que realiza pesquisas na área da saúde e oferece recomendações sobre prevenção de doenças. O objetivo é emagrecer. Os criadores afirmam que ela cause a perda de 2,5 e 4,5 quilos nos primeiros quinze dias e, depois, de 0,5 a 1 quilo por semana. A dieta se baseia na adoção ou eliminação de hábitos do dia a dia associados aos quilos a mais. Exemplos: é proibido comer em frente à TV ou consumir açúcar nas primeiras duas semanas. O plano também recomenda que as refeições contenham todos os grupos alimentares, de vegetais a carboidratos e gorduras, mas nas quantidades indicadas pela pirâmide alimentar. Estudos já demonstraram que a dieta é eficaz na perda de peso e ajuda a proteger a saúde cardiovascular. Exercícios também estão incluídos -- de 30 minutos a 60 minutos diariamente.

6. Dieta para emagrecer e prevenir doenças crônicas (Mediterrânea)
A Dieta do Mediterrâneo se baseia na alimentação seguida por habitantes de países banhados pelo Mar Mediterrâneo. O programa tem como objetivo a perda e a manutenção do peso e a prevenção de doenças crônicas com a baixa ingestão de carne vermelha, açúcar e gordura saturada. Por outro lado, o plano prevê um maior consumo de alimentos como nozes e castanhas, vegetais, grãos integrais, azeite de oliva e peixe. O vinho tinto também é indicado, com moderação. Requer a prática de exercícios leves, ao menos três vezes por semana, como caminhadas e a prática da jardinagem.

7. Dieta para emagrecer (Vigilantes do Peso)
O Vigilantes do Peso faz parte da organização Weight Watchers, que surgiu nos Estados Unidos e ajuda na peso por meio de programas pagos de emagrecimento. Os participantes se inscrevem em um dos métodos disponíveis que consistem em reuniões de acompanhamento, sugestão de cardápios e receitas saudáveis com base no controle da quantidade de calorias consumidas diariamente.

8. Dieta para emagrecer e da longevidade (Flexitariana)
É um programa alimentar que objetiva a perda de peso e a melhora da saúde por meio de dois conceitos: flexibilidade e vegetarianismo. O termo foi usado pela primeira vez em 2009 pela nutricionista Americana Dawn Jackson Blatner. Segundo a especialista, não seria necessário eliminar completamente o consumo de carne para alcançar os benefícios do vegetarianismo. Bastaria adotar a prática na maior parte do tempo, sem deixar de comer um bife ou um hambúrguer de vez enquando, quando desse muita vontade. A dieta consiste em adicionar cinco grupos de alimentos à mesa - “novas carnes” (tofu, , feijão, lentilhas, ervilhas, nozes e sementes, e ovos ), frutas e vegetais, grãos integrais, laticínios, açúcares e pimentas. Além disso, a prática de exercícios é fortemente encorajada: recomenda-se 30 minutos diários de exercícios físicos moderados ou 20 minutos de exercícios intensos, cinco vezes por semana. Estudos mostraram que os adeptos perdem 15% do peso corporal, além de reduzir risco de doenças cardíacas, diabetes e câncer e vivem, em média, 3,6 anos mais em relação aos que não seguem o programa.

9. Dieta para emagrecer (Volumétrica)
O conceito da dieta volumétrica consiste em estimular o consumo de alimentos pouco calóricos que promovem a saciedade. Eles são divididos em categorias: os chamados de baixíssima densidade, como frutas (figo, melancia, meão, uva, laranja e frutas vermelhas), e vegetais (folhas verdes, cenoura, beterraba, abóbora, berinjela) sem amido, leite desnatado e sopa à base de caldo; os de baixa densidade, como frutas e vegetais com amido, grãos, cereal matinal, carnes magras, legumes e pratos com baixo teor de gordura; alimentos de média densidade como carne, queijo, pizza, batata frita, molho de salada, pão, sorvete e bolo; e alimentos de alta densidade como biscoitos, salgadinho, doces de chocolate, biscoitos, nozes, manteiga e óleo. As comidas das categorias 1 e 2 podem ser ingeridas em grandes quantidades, o consumo dos alimentos da categoria 3 deve ser moderado e da categoria 4, evitado. Embora esta dieta seja mais um plano alimentar do que um programa de emagrecimento, para aqueles que querem um resultado melhor, a prática de exercícios – 30 minutos de caminhada na maior parte da semana – é encorajada.

10. Dieta para emagrecer (Jenny Craig)
O Jenny Craig é um método disponível apenas nos Estados Unidos no qual também é necessário se inscrever e pagar uma determinada quantia para participar. O programa pede ao participante que participe de reuniões com uma consultora para traçar uma estratégia de emagrecimento e depois escolha o cardápio, entre as opções disponíveis. Neste sistema, o participante recebe suas refeições pré-preparadas.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Saúde realiza vacinação contra a gripe até dia 26 de maio

19/04/2017

A 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começou na última segunda-feira, 17, e as vacinas estão disponívei...

Vereadora consegue recursos para castração de animais

19/04/2017

A vereadora Thaís Souza (PSL) conseguiu junto ao deputado estadual Lincoln Tejota (PSD), uma emenda de R$ 180 mil será dest...

Medo da febre amarela? tire suas dúvidas

07/04/2017

Desde 1980 o Brasil não registrava um surto tão grande de febre amarela. De dezembro para cá, houve 2 104 casos notificado...

Dengue recua, mas a população ainda precisa ficar atenta e manter o combate

07/04/2017

A população anapolina pode comemorar. Os registros oficiais da Secretaria Estadual de Saúde, referentes à semana 13- de 0...