(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Conheça 10 propostas dos candidatos ao Governo de Goiás

Eleições 2018 Comentários 27 de setembro de 2018

Governadoriáveis de sete partidos apresentam propostas para conquistar o voto do eleitor goiano e, em especial, dos anapolinos. O Jornal CONTEXTO, para colaborar, divulga os principais projetos dos postulantes ao cargo


No próximo dia 07, o eleitor anapolino vai às urnas para escolher quem será o novo Governador de Goiás. Sete concorrentes disputam a vaga de inquilino do Palácio das Esmeraldas: Zé Eliton, do PSDB, candidato à reeleição; Ronaldo Caiado (DEM); Daniel Vilela (MDB); Kátia Maria (PT); Wesley Garcia (PSOL); Marcelo Lira (PCB) e Alda Lúcia (PCO).
De forma democrática, o Jornal CONTEXTO apresenta uma seleção de propostas de cada um dos candidatos. O material foi extraído do programa de governo que os mesmos disponibilizaram para a Justiça Eleitoral e podem ser baixados no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Educação, saúde e segurança, conforme a leitura do material, são os setores da administração que, na visão dos candidatos, deverão ser priorizados no novo governo.
Uma doas propostas do candidato do MDB, Daniel Vilela, é firmar parceria com prefeituras de todas as regiões de Goiás, para a concessão de uso de áreas públicas e de incentivo fiscal com objetivo de estimular a instalação de clínicas populares nas cidades do interior.
O candidato do PSOL, Wesley Garcia, defende a implantação de um Governo democrático e popular, onde o povo terá atuação direta nas tomadas de decisões. Segundo ele, haverá mecanismos de consulta popular e referendos. Já o candidato do PSDB, José Eliton, pretende implantar o programa “Fila Nunca Mais”, que consiste em gestão permanente do atendimento às cirurgias, exames e consultas.
A candidata do PT, Kátia Maria, quer criar um plano emergencial de emprego, recuperação da renda e do crédito para a população goiana. Ronaldo Caiado, do DEM, está propondo fazer funcionar, com excelência, os hospitais regionais existentes e minimizar os vazios assistenciais identificados nas regiões do estado para serviços de média e alta complexidade.
Marcelo Lira, do PCB, quer combater e romper com qualquer medida que tenha como objetivo o repasse dos serviços de saúde para as mãos da iniciativa privada, particularmente a gestão pelas Organizações Sociais (OS’s). E Alda Lúcia, do PCO, propõe isenção de pagamento de todos os serviços públicos para os desempregados (gás, água, luz, prestação da casa própria, telefone, IPTU, taxas diversas etc.); subsídio estatal para o pagamento do aluguel para os trabalhadores desempregados.


Alda Lúcia

1 - Não ao salário mínimo de fome, por um salário mínimo vital (R$ 4 MIL). Por um salário mínimo vital que corresponda às necessidades básicas de uma família trabalhadora, suficiente para alimentação, moradia, saúde, educação, transporte, lazer, vestuário, etc.
2 - Não ao desemprego. A única via para os trabalhadores: redução das horas trabalhadas, trabalhar menos, trabalharmos todos. Máximo de 35h semanais de jornada de trabalho. completa liberdade para o pequeno comércio ambulante.
3 - Não às demissões em massa: unir os empregados e desempregados, ocupar as fábricas. Escala móvel das horas de trabalho (redução das jornadas sem redução dos salários), salário desemprego igual ao dos trabalhadores da ativa.
4 - Proibição do trabalho infantil; restrição ao trabalho dos menores, manutenção da licença-maternidade de quatro meses; subsídio para os estudantes poderem estudar sem terem que trabalhar.
5 - Fim do trabalho noturno, exceto por necessidade técnica incontornável ou atendimento de extrema necessidade à população; isonomia salarial entre homens e mulheres; fim da utilização do estágio como forma de pagar baixos salários.
6 - Diminuição do tempo necessário para se aposentar, 30 anos para os homens, 25 para as mulheres; aposentadorias dignas, para que o aposentado não precise voltar ao mercado de trabalho, a não ser que queira.
7 - Isenção de pagamento de todos os serviços públicos para os desempregados (gás, água, luz, prestação da casa própria, telefone, IPTU, taxas diversas etc.); subsídio estatal para o pagamento do aluguel para os trabalhadores desempregados.
8 - Fim dos parasitismo financeiro e dos juros extorsivos: estatização do sistema financeiro, banco estatal único sob o controle dos trabalhadores; crédito subsidiado para o consumo e para pequenas empresas.
9 - Não pagamento da dívida externa e interna; Fim das privatizações, cancelamento de todas as privatizações realizadas sem indenização aos aproveitadores, controle operário das empresas estatais.
10 - Dissolução da PM e de todo o aparato repressivo. Direito da população a se armar. Fim das concessões de rádio e televisão; Eleição de juízes e promotores em todos os níveis pelo voto popular.


Daniel Vilela

1 - Projeto Valoriza: revolução na política de gestão de pessoas, objetivando fortalecer as carreiras de Estado. As ações em prol do servidor do Estado asseguram a garantia de que 50% dos cargos em comissão serão ocupados por servidores de carreira.
2 - Projeto + Conectado: induzir os investimentos em internet banda larga em todos os municípios do Estado de Goiás, pulverizar o acesso em regiões mais remotas por meio incentivos fiscais para os pequenos e médios provedores.
3 - Projeto +Saúde: utilizar estruturas construtivas modulares itinerantes equipadas para ofertar serviços especializados de saúde à população goiana. Módulos preparados para atendimentos em várias especialidades.
4 - Projeto + Cuidar: firmar parceria com prefeituras de todas as regiões de Goiás para a concessão de uso de áreas públicas e de incentivo fiscal com objetivo de estimular a instalação de clínicas populares nas cidades do interior.
5 - Projeto Goiano do Futuro: Estabelecimento de política de amparo aos municípios que carecem de vagas na educação infantil; viabilização de cursos profissionalizantes no turno oposto ao escolar para os alunos dos ensinos Fundamental e Médio.
6 - Projeto Einstein: estabelecer uma rede de apoio aos estudantes excepcionais que estão matriculados na rede pública; conceder bolsas para intercâmbio no exterior e articular com o Sistema S a preparação de goianos para o mercado de trabalho.
7 - Projeto Mundi: firmar parceria com a plataforma Khan para se utilizar a internet como ferramenta de auxílio ao ensino na rede estadual goiana. A estratégia educacional desenvolvida nos Estados Unidos é utilizada por cerca de 50 milhões de estudantes.
8 - Projeto + Seguro: fomentar a instalação privada de câmeras de alta qualidade. Também estimular, por meio de parcerias com prefeituras para concessão de incentivo fiscal, empresas do setor de videomonitoramento.
9 - Projeto Olhos de Águia: utilizar drones e veículos aéreos não tripulados (Vants) como suporte à inteligência policial, às ações de segurança, às patrulhas urbana e rural, às operações policiais, assim como na fiscalização ambiental.
10 - Projeto + Dignidade: famílias beneficiárias de programas sociais terão acesso prioritário às vagas disponíveis nos ensino infantil, no fundamental e médio, às bolsas de estudo para educação superior e ao atendimento de saúde.


Kátia Maria

1 - Promover uma relação democrática com participação popular e setores organizados da sociedade, abrindo canais de comunicação, interlocução e consulta para tomadas de decisões relevantes para o Estado.
2 - Promover políticas para as mulheres visando à igualdade de gênero; Promover políticas de igualdade racial; Promover os direitos das juventudes; Promover a cidadania LGBTi+; Promover os direitos dos povos do campo, das florestas e das águas.
3 - Priorizar a primeira infância; Promover os direitos dos idosos; Promover a inclusão das pessoas com deficiência; Promover os direitos das juventudes; Promover os direitos dos idosos e a inclusão das pessoas com deficiência.
4 - Promover uma educação voltada para o desenvolvimento das pessoas e do Estado. Valorizar a cultura para garantir a democracia, a liberdade, afirmar a diversidade e efetivar direitos.
5 - Garantir saúde pública e de qualidade como direito fundamental; Superar a pobreza e fortalecer a assistência social; Garantir segurança pública cidadã; Implantar agenda de futuro para o esporte.
6 - Criar um plano emergencial de emprego, recuperação da renda e do crédito; Implantar uma política estadual de desenvolvimento regional, territorial e local: redução das desigualdades.
7 - Promover finanças saudáveis com tributação simplificada e justiça social; Desenvolver estratégias de expansão e descentralização industrial, com infraestrutura e inovação com sustentabilidade ambiental, social e regional.
8 - Promover economia de baixo impacto ambiental, alto valor agregado e tecnologicamente avançado; Articular as políticas de desenvolvimento urbano: nas regiões metropolitanas, nos pequenos e médios municípios.
9 - Implantar políticas de mobilidade e acessibilidade urbana; Fazer a gestão de resíduos; Promover o direito humano à água e ao saneamento; Garantir o direito à moradia; Fortalecer a agricultura familiar de base agroecológica.
10 - Implantar os programas de renda familiar, em Goiás, criados pelos governos Lula e Dilma, de forma autônoma, sem privilégios nem seletividade de municípios; Implantar os programas de aquisição de alimentos produzidos pela agricultura familiar.


Marcelo Lira
1 - Estatização plena de todo o sistema educacional público goiano, conferindo autonomia financeira, política, administrativa e pedagógica às instituições educacionais em seus diferentes níveis e modalidades, colocando-as sob controle de Conselhos Populares.
2 - Adoção da Formação Integrada em todos os níveis e modalidades de ensino da Rede Pública, articulando um conceito de Educação Básica que abranja do Ensino Infantil ao Médio Integrado.
3 - Estabelecer relações de parceria com os institutos federais, voltadas à criação de cursos superiores e Médio Integrado, como forma de se elevar a escolaridade dos filhos dos trabalhadores do campo.
4 - Criação de Centros de Atendimentos Multidisciplinares em todos os Municípios e Bairros dos grandes centros urbanos, como forma de estruturar, garantir e efetivar o processo de inclusão de pessoas com deficiências no sistema educacional.
5 - Combater e romper com qualquer medida que tenha como objetivo o repasse dos serviços de saúde para as mãos da iniciativa privada, particularmente a gestão pelas Organizações Sociais (OS’s).
6 - Defesa da descriminalização das drogas. Defesa da descriminalização total do aborto. Pelo direito ao abortamento legal indiscriminado e seguro até 12 semanas de gestação. implementação dos programas de educação sexual nas escolas.
7 - Garantir que o Governo assuma a responsabilidade do financiamento da política de assistência social, pelo cofinanciamento, com recursos repassados de fundo a fundo, com correção e aumento real dos valores.
8 - O aprofundamento das discussões sobre o trabalho do/a assistente social no SUAS: suas competências, atribuições profissionais, direção técnico-política na gestão, trabalho socioeducativo, na perspectiva da educação popular e da mobilização social.
9 - Estatização de toda estrutura de mobilidade e transporte urbano, colocando-o sob controle social. Pela redução da tarifa do transporte público. Pelo passe livre irrestrito. Criação de Conselhos Populares para discutir políticas públicas de transporte.
10 - Condução do processo de reestatização da ENEL (CELG), colocando-a sob controle dos trabalhadores e usuários. Desprivatizar a Saneago, transformando-a em uma empresa cem por cento pública.


Ronaldo Caiado

1 - Implantação da telemedicina no Estado, possibilitando atendimento mais qualificado no diagnóstico e na terapia e ampliação do programa de saúde da família incluindo outros profissionais, como nutricionistas e psicólogos.
2 - Fazer funcionar, com excelência, os hospitais regionais existentes e minimizar os vazios assistenciais identificados nas regiões do estado para serviços de média e alta complexidade, através da ampliação da gestão regional e parcerias com o terceiro setor.
3 - Valorizar os profissionais e oferecer condições básicas nas unidades educacionais para
que possam efetivamente realizar suas atividades. Aumentar a segurança nas escolas, por meio da ampliação de batalhões escolares.
4 - Ampliar gradativamente a oferta de educação integral e também a oferta de vagas e profissionais nas unidades educacionais para pessoas com necessidades especiais, nas classes comuns, e viabilizar as condições de acessibilidade.
5 - Apoio à adoção de uma política de transparência orçamentária e administrativa na Universidade Estadual de Goiás (UEG); descentralização dos recursos financeiros da instituição; fortalecer a assistência ao estudante.
6 - Implantação de políticas de segurança com indicadores, metas e aferição de resultados, como parâmetros para investimentos a serem realizados nessa área (Sistema Nacional de Acompanhamento e Avaliação das Políticas de Segurança Pública e Defesa Social).
7 - Criação de força tarefa envolvendo Receita Federal, Polícias, Ministérios e Guardas
Municipais no combate ao crime organizado; Apoio ao armamento das guardas municipais; Reestruturação do sistema prisional do Estado.
8 - Aproveitamento mediante pagamento de gratificação de policiais da reserva remunerada, para exercícios de atividades em substituição a combatentes, liberando estes para o serviço de enfrentamento da violência nas ruas; Bônus por apreensão de armas de fogo e de drogas ilícitas.
9 - Capacitar coordenadores de grupos de idosos, cuidadores familiares e profissionais de todas as áreas que lidam com idosos, para o desenvolvimento de uma visão gerontológica, visando oferecer melhor qualidade no atendimento ao idoso.
10 - Revisar e implementar a política florestal e de mudanças climáticas, incentivando projetos como plano de manejo florestal sustentado e reflorestamento com espécies nativas. Promover políticas voltadas ao desenvolvimento do negócio florestal.


Wesley Garcia

1 - Juventude negra: Pensar na juventude negra é pensar também em escola públicas de qualidade aonde estuda a maior parte destes jovens e isto está relacionado com valorização de professores e técnicos e autonomia didático/pedagógica.
2 - Gêneros: Em um país com altos índices de violência e desigualdade de gênero, promover políticas e participar de movimentos sociais de combate às opressões é obrigação básica.
Defender e garantir os direitos das mulheres é fundamental.
3 - Saúde: Fortalecer o SUS; romper os Contratos com as OSs; retornar os hospitais para a administração direta pelo Estado. Implantação do Programa Saúde em Casa, onde equipes integradas por profissionais de várias áreas atenderão aos pacientes.
4 - Corrupção: Transparência absoluta em todos os órgãos do Governo de Goiás, com a obrigatoriedade de prestação de contas públicas e trimestrais por parte das empresas, fundações, administrações regionais, dentre outras.
5 - Mobilidade: Implantação dos corredores exclusivos para o transporte coletivo em número significativo e de ciclovias, e não este teatro que vem se arrastando há anos com número irrisório.
6 - Educação: Implantação de escolas de educação integral; Escolas politécnicas onde os jovens terão o cumprimento da grade curricular em um horário e, no contraturno, haverá implementação de práticas esportivas e artísticas. Seu formato será ovalado.
7 - Educação: Valorização de todos os profissionais da Educação, com o atendimento das reivindicações mais prementes apresentadas pelos sindicatos representativos das respectivas categorias da área como o retorno da Titularidade e aumento de salários.
8 - Esporte: Estimular e incentivar atividades esportivas no Estado. O Esporte deve ser enxergado em uma visão ampla como instrumento de sociabilização, prevenção e tratamento de doenças.
9 - Participação: Implantar um Governo democrático e popular, onde o povo terá atuação direta nas tomadas de decisões. Haverá mecanismos de consulta popular e referendos. A população será protagonista no governo do PSOL.
10- Segurança: Apoiaremos a PEC, pela desmilitarização da Polícia. Nossa política de segurança pública, será baseada no respeito as Direito Humanos, na atuação preventiva e no Policiamento Comunitário nas cidades mais violentas do Estado.

Zé Éliton

1 - Valorizar os profissionais da educação, mantendo os direitos do Plano de Carreiras. Investir na infraestrutura física e tecnológica, laboratórios, sistema de segurança, para garantir melhores condições de trabalho e ensino.
2 - Desenvolver mecanismos de melhoria da qualidade educacional, com base nos indicadores de excelência e equidade, com vistas ao aprimoramento dos modelos educacionais: Escola Padrão, Tempo Integral, Militar, dentre outras.
3 - Ofertar o Mestrado Profissional para professores da educação básica. Implantar a “Bolsa Permanência” incentivando a permanência e o sucesso dos jovens na sua trajetória escolar. Implantar a Bolsa Jovem Pesquisador.
4 - Aprimorar a rede de educação profissional com a ampliação e melhoria dos seguintes projetos: Institutos Tecnológicos (ITEGOs), Colégios Tecnológicos (COTECs), Centros de Educação Profissional (CEPs) e Colégios Tecnológicos Móveis (CTMs).
5 - Ofertar cursos técnicos profissionais para pessoas com deficiência, contribuindo para a inserção no mercado de trabalho. Desenvolver parcerias com instituições do sistema “S” para fortalecer a educação profissional em Goiás.
6 - Concluir o “Programa Terceiro Turno”, realizando procedimentos eletivos na rede estadual para atendimento da demanda acumulada e redução de espera para cirurgias eletivas, consultas e exames.
7 - Implantar o programa Fila Nunca Mais, que consiste em gestão permanente do atendimento às cirurgias, exames e consultas; Implantar de forma regionalizada o Hospital Dia com serviços hospitalares e cirúrgicos de pequeno porte.
8 - Implementar a “Força Estadual de Recobrimento”, composta por membros das instituições de segurança, destinada a promover ações táticas e integradas de segurança em regiões prioritárias; Ampliar o Grupamento Aéreo de apoio às forças de segurança.
9 - Investir em tecnologias que aperfeiçoem a integração dos sistemas e do trabalho operacional, o compartilhamento de dados e informações, as redes estruturadas de coleta de informações e a integração entre as forças de segurança.
10 - Aprimorar o Programa Bolsa Universitária com direcionamento a ocupação profissional por meio de parcerias para realização de estágios, incentivar o desempenho acadêmico pela concessão de cursos de pós-graduação e mestrado.

Autor(a): Claudius Brito

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Eleições 2018

“Bolsonaro é a esperança de um viés político diferente para o Brasil”, diz Ronaldo Caiado

11/10/2018

Depois de ter oficializado o apoio à candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência da República, o governador eleito ...

Anápolis dá expressiva votação a Caiado e reforça representação na Assembleia

09/10/2018

As urnas de domingo trouxeram bons resultados para Anápolis. O Município – terceiro maior colégio eleitoral de Goiás ...

Adriano do Baldy: “Meu projeto é fazer uma boa política por Anápolis”

08/10/2018

No ano de 1995, Adriano Antônio Avelar começou a trabalhar, ganhando menos de um salário mínimo, fazendo pesquisas para S...

Conheça 10 propostas dos candidatos ao Governo de Goiás

27/09/2018

No próximo dia 07, o eleitor anapolino vai às urnas para escolher quem será o novo Governador de Goiás. Sete concorrentes...